Senado limita poderes de Trump para evitar ataque ao Irão

David Maxwell / EPA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

O Senado norte-americano aprovou uma resolução para limitar os poderes de guerra de Donald Trump. O objetivo é evitar que o presidente dos EUA inicia uma guerra contra o Irão.

O Senado dos Estados Unidos aprovou esta quinta-feira uma resolução para limitar os poderes de Donald Trump para iniciar uma guerra contra o Irão sem autorização prévia do Congresso. No entanto, o presidente norte-americano deverá vetar esta decisão.

A resolução, que contou com o apoio de oito membros do Partido Republicano, prevê que Trump peça autorização ao Congresso para avançar com ações militares contra Teerão. Antes de chegar ao Senado, a Câmara dos Representantes já tinha aprovado uma medida semelhante, em janeiro.

“Se o Presidente tem e deve sempre ter a capacidade de defender os Estados Unidos contra um ataque iminente, o poder executivo deve parar por aí“, disse esta quinta-feira o senador Democrata e autor da resolução, Tim Kaine, citado pelo Jornal de Notícias.

“Uma guerra ofensiva requer um debate e uma votação no Congresso, sendo esse o único poder para declarar guerra de acordo com a Constituição Americana”, acrescentou.

Mesmo que Trump vete a resolução, esta é vista como uma vitória para os Democratas, que contaram com 55 votos favoráveis e 45 contra, segundo a RTP. O presidente norte-americano já se tinha manifestado no Twitter sobre a resolução, dizendo que caso fosse aprovada “enviaria um sinal muito mau” para a segurança dos EUA.

“É muito importante para a segurança do nosso país que o Senados dos Estados Unidos não vote na resolução dos poderes de guerra no Irão. Estamos a ir muito bem com o Irão e não é hora de mostrar fraqueza. Os americanos apoiam predominantemente o nosso ataque ao terrorista Soleimani”, começou por escrever.

“Se as minhas mãos estivessem atadas, seria uma volta no parque para o Irão. Envia um sinal muito mau. Os democratas estão a fazer isto apenas como uma tentativa de embaraçar o Partido Republicano. Não deixe isto acontecer!”, acrescentou.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Não percebem mesmo as jogadas negociais de Trump…
    O Trump não quer guerra com o Irão. Agora os democratas, sempre a inverterem tudo e todos, se pudessem, já tinham atacado o Irão! Basta ver declarações dadas pela Hillary Clinton no passado.

RESPONDER

A Realidade Virtual pode ser a próxima terapia para tratar pânico, fobias e distúrbios

A Oxford VR, empresa britânica de realidade virtual, acaba de acumular mais de 13 milhões de euros para investir na terapia com a tecnologia do futuro. A companhia surgiu a partir do departamento de psiquiatria da …

Apple não deixa que vilões de filmes usem iPhones

A Apple não deixa que os vilões dos filmes de Hollywood usem os telemóveis iPhone no grande ecrã. Esta é apenas uma das empresas que não permite este tipo de coisa. Os filmes podem ter uma …

O coronavírus pode ser a "doença X" temida pelos especialistas

O coronavírus, que já matou 2.700 pessoas e infetou mais de 80 mil desde dezembro, está a tornar-se "rapidamente" no primeiro grande desafio pandémico do mundo, enquadrando-se nos moldes da "doença X" temida por especialistas. O …

Media Capital passou de lucros a prejuízos de 54,7 milhões

A Media Capital registou prejuízos de 54,7 milhões de euros no ano passado, contra lucros de 21,6 milhões de euros um ano antes, anunciou hoje a dona da TVI, que está em processo de compra …

Camas na classe económica dos aviões podem vir a tornar-se uma realidade

A companhia aérea neozelandesa Air New Zealand está a pensar incluir camas na classe económica de alguns dos seus voos mais longos. A ideia deverá avançar dentro de um ano. A companhia aérea neozelandesa Air New …

Temperatura do planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões de anos

A temperatura no planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões a cinco milhões de anos, caso a humanidade consiga estancar as emissões de gases com efeito de estufa até 2030, diz a especialista …

Operação Lex. Juiz Vaz das Neves arguido por corrupção e abuso de poder

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa Vaz das Neves é arguido na Operação Lex por suspeitas de corrupção e abuso de poder relacionadas com a distribuição eletrónica de processos, disse à Lusa fonte …

Governo quer licenças de trabalho parcial pagas para pais no primeiro ano dos filhos

O Governo quer implementar licenças de trabalho parcial remuneradas para pais e mães de crianças no seu primeiro ano de vida, no âmbito do programa para a conciliação entre vida profissional e vida familiar e …

Covid-19. Portugal "tem de preparar-se para o pior" e ter plano de contingência

Ricardo Mexia, presidente da Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública, defende que Portugal tem de se preparar para o pior e, por esta altura, já devia ser conhecido o plano de contingência em ação. "Convém …

Misteriosa mensagem esculpida numa rocha em França foi finalmente decifrada

A inscrição, gravada há 250 anos numa rocha na região francesa da Bretanha, foi finalmente decifrada graças a um concurso lançado pelo município. O mistério, que há muitos anos intrigava a comunidade científica e curiosos de …