Segurança Social tem dinheiro para pagar reformas até 2050

Miguel A. Lopes / Lusa

O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José António Vieira da Silva

O pagamento das pensões da Segurança Social está garantido durante os próximos 30 anos. A garantia é do Ministério do Trabalho e da Segurança Social que assegura que não vai faltar dinheiro até 2050.

O crescimento económico e a descida da taxa de desemprego contribuem para que a Segurança Social não apresente problemas para pagar as pensões nos próximos 30 anos. A garantia é dada pelo Ministério do Trabalho e da Segurança Social numa nota enviada ao Correio da Manhã (CM).

A Segurança Social nunca teve tanto dinheiro acumulado, de acordo com o gabinete de Vieira da Silva. O CM avança que o Fundo de Estabilização Financeira da Segurança Social (FEFSS) tinha em Junho um total de 18,3 mil milhões de euros, o que representa mais 5,7% relativamente a 2016.

De acordo com o ministério, os primeiros saldos negativos na Segurança Social deverão começar a aparecer “na segunda metade da década de [20]20”. O Governo prevê o esgotamento do FEFSS “para o final da década de [20]40”.

Vieira da Silva tinha garantido no Parlamento, em Julho passado, que “até final do ano” seria possível “reforçar o fundo em mais de 1,3 mil milhões de euros”.

O Dinheiro Vivo nota que, nos últimos três anos, o FEFSS foi reforçado “com a alocação dos excedentes do orçamento da Segurança Social” e com a “criação de fontes alternativas de financiamento, como o adicional ao imposto municipal sobre os imóveis (AIMI)”.

ZAP //

PARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

  1. publicidade enganosa!
    ministros do tempo do socrates, envolvidos em gestões maravilha de IPSS´s, com parentes diretos à mistura…

    • Subscrevo. Em ano de eleições, tudo vale para enganar uma grande parte do eleitorado português. Mas por outro lado, não tenho dúvidas que haveria dinheiro muitas décadas para além de de 2050, se nivelassem as reformas principescas, cortassem nas subvenções e mordomias que esta classe de pulhiticos e não sõ têm.

    • Maria Dulce, apesar de ser verdade, fruto da ilusão consumista que Costa e Centeno são exímios a construir, os descontos dos trabalhadores e das empresas aumentaram em muito nos últimos 3 anos, existem já empresas com salários em atraso, existem empresas que devem aos fornecedores facturas de 2018 e são inúmeras, os bancos estão apreensivos porque as amortizações do “2020” tudo aponta que irão ser uma catástrofe. a verdade é que a curto prazo este excedente irá desaparecer nos pagamentos de subsidios de desemprego e muito mais.

  2. O Pai Natal também existe e foi o PS que o descobriu!
    E as eleições dentro de 1 mês a mais pura das coincidências. Enganar o povo é que interessa. Também não é muito difícil pelo grau de inteligência demonstrado pelos portugueses…

  3. São conversas de treta sem substância.
    A geração baby-boom está a começar a reformar-se e não há gente no ativo suficiente.

  4. Eu também posso garantir os ordenados dos meus colaboradores até >2100.
    Se um banco me emprestar ( a juros negativos) 1 milhão a cada trimestre (os “trocos” ficavam para mim e os meus)
    E (no contrato de trabalho) esses mesmos colaboradores assumirem (sem alternativa) os juros desses empréstimos.
    (com esses juros a serem compulsivamente deduzidos dos ordenados que fossem recebendo)

    Seria cómico, mas é assim que o estado opera.

  5. As pensões que estão a ser garantidas são as que existem neste momento, mesmo depois de terem burlado todos os que deveriam ter direito à reforma de acordo com a lei vigente na altura em foram obrigados a descontar para a SS. Nada está garantido para além disso.

  6. Uma verdade escondendo outras verdades.
    De resto este governo é o supra sumo das meias verdades
    Apesar de ser verdade, fruto da ilusão consumista que Costa e Centeno são exímios a construir, os descontos dos trabalhadores e das empresas aumentaram em muito nos últimos 3 anos, A verdade é que esta conta é baseada na ilusão de que o cenário económico seria sempre o de Vacas Gordas ( e voadoras). Acontece que existem já empresas com salários em atraso, existem empresas que devem aos fornecedores facturas de 2018 e são inúmeras, os bancos estão apreensivos porque as amortizações do “2020” tudo aponta que irão ser uma catástrofe. a verdade é que a curto prazo este excedente irá desaparecer nos pagamentos de subsídios de desemprego e muito mais. Com a agravante de que algum deste dinheiro da SEG SOC. continua investido em aplicações de risco internacionais e toda gente sabe para onde caminha a economia mundial.

RESPONDER

Polícia do Rio de Janeiro matou cinco pessoas por dia em 2019

A polícia do Rio de Janeiro matou 1.810 pessoas em 2019, um recorde de cinco mortes por dia e um aumento de 18% em relação ao ano anterior, informou o Instituto de Segurança Pública (ISP) …

Governo dedica 20 milhões do Orçamento ao combate à violência doméstica

O orçamento total para combater a violência doméstica em 2020 é de 20,3 milhões de euros, adiantou na quinta-feira a ministra de Estado e da Presidência no Parlamento, Mariana Vieira da Silva, sublinhando o reforço orçamental …

Chega quer câmaras nas fardas e nos carros-patrulha

O Chega, liderado por André Ventura, apresentou um projeto de resolução a defender que os agentes das forças de segurança nacionais devem poder utilizar câmaras, que seriam introduzidas nas fardas e nos carros-patrulha. O partido liderado …

"Não tenho o apoio de Assunção Cristas", diz João Almeida

O candidato à liderança do CDS-PP defende que o partido deve, no imediato, fortalecer-se e depois participar numa "plataforma à direita" de alternativa ao PS, com o PSD, mas sem o Chega. "A alternativa à governação …

Campanha internacional quer salvar leões subnutridos em parque no Sudão

Várias fotografias de leões subnutridos no zoo de Al-Qureshi, no Sudão, atraíram a atenção de milhares de pessoas, que tentam agora salvar os animais. O fotógrafo Ashraf Shazly encontrou cinco leões malnutridos, enjaulados e sem …

Joacine Katar Moreira defende mais direitos para deputados não inscritos em partidos

A deputada única do Livre, Joacine Katar Moreira, defendeu nesta sexta-feira o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos, durante uma reunião do grupo de trabalho para racionalizar os votos objecto de …

Nova universidade internacional de Soros pretende combater populismo e alterações climáticas

O filantropo multimilionário George Soros vai investir mil milhões de dólares (cerca de 904 milhões de euros) numa universidade internacional que terá como foco a oposição a governos autoritários e às alterações climáticas. Segundo avançou o …

"O índio está evoluindo e cada vez mais é um ser humano igual a nós", diz Bolsonaro

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse, durante um vídeo em direto em que comentava a criação do Conselho da Amazónia, que "o índio está evoluindo e cada vez mais é um ser humano igual …

Jorge Brito Pereira deixa de ser advogado de Isabel dos Santos

O advogado anunciou, esta sexta-feira, que saiu da sociedade de advogados Uría Menéndez Proença de Carvalho, suspendeu a atividade profissional e, como consequência, vai cessar "o patrocínio jurídico" à empresária angolana. "Face às informações publicadas nos …

621 milhões de euros. Ministra reconhece que redução do défice no SNS ficou aquém

A ministra da Saúde reconheceu, esta sexta-feira, que a redução do défice do SNS em 2019 para 621 milhões ficou aquém do que estava previsto, sublinhando o aumento dos custos com pessoal. A ministra da Saúde, …