Secretária de Estado quer Portugal fora de lista vermelha da Suíça

José Sena Goulão / Lusa

A secretária de Estado das Comunidades Portuguesas considera que a Suíça não tem motivos para incluir Portugal numa lista vermelha, que a partir de agora obriga a quarentena no regresso, e garante que está a tentar alterar a situação.

“Esta decisão foi tomada numa altura em que Portugal estava no pico da segunda vaga. Já não se justifica, porque nós temos menos novos casos por 100.000 habitantes do que tem a Suíça e o critério da Suíça é pôr na lista vermelha os países com mais casos do que a Suíça por 100.000 habitantes”, afirmou Berta Nunes.

À Lusa, a governante revelou que recebeu várias queixas de portugueses que não aceitam a medida, alguns dos quais já subscreveram uma petição para Portugal sair dessa lista vermelha, a qual reunia esta segunda-feira 11.878 assinaturas.

“Temos desenvolvido contactos com as autoridades suíças, com o nosso embaixador na Suíça, que nos tem mantidos informados da situação, e aqui no ministério [dos Negócios Estrangeiros] estamos a desenvolver contactos para que a Suíça retire Portugal dessa lista vermelha, porque não se justifica”, adiantou.

Segundo Berta Nunes, a Suíça ainda não respondeu às pretensões portuguesas, mas o motivo que levou o país a colocar Portugal na lista não está atualizado. Isto porque a decisão suíça foi tomada “quando Portugal estava no pico desta segunda vaga”, disse.

“Temos vindo a baixar e estamos numa situação em que temos menos casos do que a Suíça por 100.000 habitantes”, reiterou.

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 5.694 mortes e 350.938 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando atualmente ativos 71.012, menos 851 casos em relação a domingo. Dados oficiais mostram que este é o número mais baixo de novos casos num só dia desde 20 de outubro, quando foram registados 1.876.

Autores da petição sem resposta

Ainda sem resposta da Confederação Suíça estão os autores da petição que pretende travar esta quarentena obrigatória para quem regresse à Suíça, oriundo de Portugal.

A petição foi lançada na rede social Facebook, na página “Emigrar para a Suíça”, e exige a retirada de Portugal da lista de países considerados de elevado risco de infeção pelo novo coronavírus.

A partir desta segunda-feira, todos os portugueses que viajem ao país de origem estão obrigados a fazer uma quarentena de 10 dias após o seu regresso a território suíço.

Tal como escreve a RTP, a medida que impõe a obrigatoriedade de quarentena pode travar o regresso de milhares de portugueses no Natal.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.612.297 mortos resultantes de mais de 72,1 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP. A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

O Projeto Galileu quer provar a existência de aliens através da tecnologia deixada para trás

Investigadores vão centrar o seu trabalho na procura de objetos físicos associados a equipamento tecnológico extraterrestre, em oposição às pesquisas anteriores que se focaram em sinais eletromagnéticos. Um grupo de investigadores de Universidade de Harvard está …

O tesouro dos Templários pode estar escondido debaixo de uma casa em Inglaterra

Um historiador inglês alega que um edifício histórico em Burton, em Inglaterra, é onde está escondido o lendário tesouro dos Templários. Existem várias lendas sobre um tesouro que alguns templários conseguiram esconder do rei francês Filipe …

O núcleo interno da Terra está a crescer mais de um lado do que do outro

O núcleo interno da Terra está a crescer mais de um lado do que do outro. No entanto, isto não quer dizer que o nosso planeta esteja a ficar inclinado. Mais de 5.000 quilómetros abaixo de …

Incêndios devastam sul da Europa e obrigam a retirar moradores e turistas

Dezenas de aldeias e hotéis foram este domingo evacuados nas zonas turísticas do sul da Turquia devido a incêndios que começaram há cinco dias e já mataram oito pessoas no país, devastando também regiões da …

Há uma empresa a transformar as cinzas de entes queridos em diamantes

Uma empresa norte-americana transforma cinzas de entes queridos — e animais de estimação — em diamantes, que podem ser colocados em anéis ou colares. Lidar com a morte de um ente querido é sempre uma altura …

Pianista de aeroporto ganhou 60 mil dólares em gorjetas

Tonee "Valentine" Carter, que toca piano num aeroporto norte-americano, ganhou 60 mil dólares (cerca de 50.800 mil euros) depois de um estranho partilhar um vídeo seu a tocar. Tonee "Valentine" Carter, de 66 anos, não é …

Youtubers denunciam campanha de fake news contra vacina da Pfizer

De acordo com a imprensa brasileira, uma agência de marketing terá tentado que influenciadores digitais de todo o mundo partilhassem desinformação sobre as vacinas contra a covid-19. A denúncia foi feita por alguns dos influenciadores …

Na Tailândia, a legalização do aborto enfrenta "resistência espiritual"

Desde fevereiro, qualquer pessoa que procure fazer um aborto na Tailândia consegue fazê-lo legalmente, pelo menos no primeiro trimestre. Ainda assim, muitos médicos e enfermeiros recusam-se a levar a cabo o procedimento. A advogada Supecha Baotip …

Haiti. Viúva do presidente assassinado implica seguranças no crime

Martine Moise, a viúva do presidente haitiano Jovenel Moise — assassinado na sua residência por um comando armado no início de julho — descreveu abertamente o ataque e partilhou as suas suspeitas sobre o crime …

Covid-19. Portugal regista 2.306 novos casos e aumento nos internados

Portugal registou este domingo 2.306 novos casos de infeção por covid-19 e mais oito mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).  Portugal regista este domingo oito mortes atribuídas à covid-19, 2.306 novos casos …