Cinco anos depois, o sarampo voltou à Costa Rica por causa de uma família francesa sem vacinas

Um menino francês que viajou para a Costa Rica com os pais foi identificado como sendo a origem da reintrodução do sarampo neste país centro-americano, que não registava a doença desde 2014.

As autoridades da Costa Rica confirmaram três casos de sarampo, detetados numa família francesa de visita ao país. Já está em curso um plano de ação para evitar que o foco de sarampo detetado se propague na população local. A Costa Rica não registava casos importados de sarampo desde 2014, enquanto os casos indígenas não eram detetados desde 2006.

O menino francês e a sua família passaram sete dias em isolamento num hospital, na cidade de Puntarenas, sob fortes medidas de controlo: um quarto isolado com ventilação, pressão negativa, acesso restrito e cuidados médicos de acordo com os protocolos de biossegurança.

Perante a evolução favorável do estado de saúde da criança, e passados os sete dias exigidos nos regulamentos nacionais e internacionais para evitar o contágio da doença, as autoridades decretaram o fim da quarentena. Segundo o Ministério da Saúde, o menino chegou à Costa Rica a 18 de fevereiro e não estava vacinado contra o sarampo.

As autoridades de saúde tentaram localizar todas as pessoas que poderiam ter estado em contacto com a família, incluindo os 300 passageiros que viajaram no mesmo voo da Air France com destino ao país e os funcionários do hotel onde o casal e o filho estiveram hospedados. No total, segundo o último balanço oficial, foram vacinadas 104 pessoas.

As autoridades da Costa Rica também entraram em contacto com França para localizar e informar quem possa ter estado em contacto com a família. Os pais indicaram aos profissionais de saúde no hospital que alguns amigos do filho também tinham sarampo.

O sarampo é, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), uma doença altamente contagiosa e potencialmente mortal, sendo uma das principais causas de morte de crianças, apesar de existir uma vacina segura e eficaz. Em 2017, a doença matou 111 mil pessoas em todo o mundo e houve um aumento de 30% os casos registados.

Em 2018, o sarampo causou a morte de 72 pessoas na Europa. De acordo com a OMS, no ano passado cerca de 82 mil pessoas contraíram esta doença infecciosa em 47 dos 53 países da região – o número de infetados foi “o maior na década”.

Segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS), 93% dos casos de sarampo em Portugal registados em 2018 estiveram associados a surtos, cuja origem da infeção teve início em casos importados de outros países, nomeadamente Itália, França, Uganda/EUA, República Checa e Ucrânia.

O vírus do sarampo é transmitido por contacto direto com as gotículas infeciosas ou por propagação no ar. Os sintomas de sarampo aparecem geralmente entre dez a 12 dias depois de a pessoa ser infetada e começam habitualmente com febre, erupção cutânea, tosse, conjuntivite e corrimento nasal.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

PSP já apanhou mais de três mil pessoas a conduzir sem carta este ano

O número de pessoas detetadas a conduzir sem carta aumentou 22% nos sete primeiros meses deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. "De 1 de janeiro a 31 de julho de 2020, …

"Vacina deve ser um bem global de saúde pública". OMS critica "nacionalismo de vacinas"

A Organização Mundial de Saúde (OMS) criticou na quinta-feira o "nacionalismo de vacinas" para a covid-19, afirmando que qualquer país terá benefícios económicos e de saúde se o resto do mundo recuperar da pandemia. "O nacionalismo …

Depois da explosão, os protestos em Beirute. Manifestantes anti-Governo pedem mudança política urgente

Esta quinta-feira, dezenas de manifestantes foram dispersos com gás lacrimogéneo quando protestavam na sequência da explosão em Beirute, capital do Líbano, que provocou pelo menos 149 mortos, cinco mil feridos e a destruição de casas …

Em vez de flores, família de Fernanda Lapa pede donativos por Bruno Candé

A família da atriz, que faleceu esta quinta-feira, apela a que quem queira oferecer flores para o funeral faça antes um donativo para os herdeiros do ator Bruno Candé, que foi assassinado, em Lisboa. "A Família …

Orbán diz que todos os migrantes ilegais são potenciais "bombas biológicas"

O primeiro-ministro da Hungria, o ultranacionalista Viktor Orbán, defendeu esta sexta-feira que se deve impedir a chegada de imigrantes ilegais ao país porque estes são potenciais "bombas biológicas" devido à covid-19. Conhecido pelos seus discursos contra …

Donald Trump proíbe transações com empresa chinesa detentora do TikTok

Donald Trump assinou uma ordem executiva que proíbe as transações com a ByteDance no prazo de 45 dias e o Senado já aprovou o projeto de lei que proíbe o descarregamento e utilização da aplicação. …

Preocupado com os incêndios, Marcelo admite interromper férias. Ontem foi o pior dia

O Presidente da Repúblic disse esta quinta-feira que está a acompanhar a vaga de incêndios que assola o território continental e admitiu a possibilidade de interromper as férias no Porto Santo se a situação piorar. "É …

Portugal foi o "patinho feio", mas volta a estar em contraciclo com a Europa (por bons motivos)

Portugal destaca-se agora por apresentar uma tendência de redução de novos casos de infeção pelo novo coronavírus, ao contrário de outros países europeus. Quando o novo coronavírus começou a ganhar terreno no continente europeu, Portugal foi …

Kim Jong-un insiste que a Coreia do Norte travou o vírus, mas intensifica combate à covid-19

Kim Jong-un tem repetido várias vezes que a Coreia do norte "travou o vírus maligno", mas o reforço das medidas de combate à covid-19 e a canalização urgente de material médico e alimentos para Kaesong …

Novo Banco tinha autorização de Bruxelas para financiar venda de imóveis

A DG Comp da Comissão Europeia autorizou o Novo Banco a conceder crédito aos compradores do imobiliário vendido pela instituição. Quando o Novo Banco foi constituído, o acordo assinado entre a Direção Geral da Concorrência europeia …