São Francisco é a primeira cidade dos EUA a banir o reconhecimento facial

Beatrice Murch / Wikimedia

_

Esta terça-feira, São Francisco tornou-se a primeira cidade norte-americana a proibir o uso da tecnologia de reconhecimento facial pela polícia e por outros órgãos da administração municipal.

O Conselho de Supervisores de São Francisco votou a favor da aprovação da proibição do uso da tecnologia de reconhecimento facial por agências da cidade, incluindo o departamento de polícia. Esta é a primeira proibição do género numa grande cidade norte-americana. Está prevista para a próxima semana uma segunda votação, que é encarada apenas como uma mera formalidade.

As forças policiais norte-americanas começaram a usar o reconhecimento facial como uma forma de encontrar os suspeitos de pequenos e grandes crimes. Esta tecnologia já foi usada para ajudar a identificar o suspeito de um massacre que aconteceu em junho do ano passado, no jornal de Annapolis, em Maryland.

No entanto, grupos de defesa da liberdade civil expressaram algum desconforto em relação ao potencial abuso da tecnologia pelas autoridades. Segundo estes grupos, os Estados Unidos corriam o risco de ser empurrados para um estado de vigilância excessivamente opressivo.

O supervisor Aaron Peskin, que anunciou a lei, afirmou que esta proibição envia uma forte imagem a todo o país, principalmente por São Francisco ser uma cidade grande transformada pela tecnologia.

“Esta não é uma política anti-tecnologia”, disse, citado pelo The Verge, sublinhando que muitas ferramentas usadas pela aplicação da lei ainda são importantes para a segurança da cidade. Ainda assim, acrescentou que o reconhecimento facial é, de facto, “excecionalmente perigoso e opressivo“.

Proibições desta natureza estão a ser igualmente consideradas em Oakland, na Califónia, e Sommerville, em Massachussets. Estes movimentos têm o apoio dos defensores da privacidade, de legisladores e até mesmo de empresas tecnológicas.

Em julho, a Microsoft pediu ao governo federal norte-americano que regulasse o uso da tecnologia de reconhecimento facial antes que a tecnologia se difundisse.

Além desta salvaguarda da Microsoft, muitos gigantes dos softwares recusaram-se a vender esta tecnologia a forças policiais. Os críticos apontam que esta inovação apresenta taxas de erro elevadas e que, mesmo quando a tecnologia for melhorada, permitirá aos governos e às empresas privadas saberem de tudo sobre os movimentos e a vida quotidiana de qualquer cidadão.

Por outro lado, há quem defenda que proibir a polícia de usar o reconhecimento facial tira à segurança pública uma ferramenta potencialmente valiosa. Além disso, os defensores avançam com motivos legítimos para o uso desta tecnologia, como os grandes eventos que atraem atenção externa – o Super Bowl, por exemplo.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Ora nem mais,e ate usar e implementar CHIPS nos corpos da cabeça aos PESe claro e necessario e nao necessario pois tanto o reconhecimento FACIL como CHIPS impressoes digitais ADNsstc stc tanto e necessario , e nao NECESSARO pois dai tudo pode vir a acontecer ?? VEREMOS o que FUTURO –VIRA a APRESENTAR e a IMPLEMENTAR aos HOMENS e MULHERES deste PLANETA e de outros AMEN zzzzzzzzzzzz……………
    agp

RESPONDER

O maior sítio arqueológico submerso do mundo mora no México (e está a surpreender os especialistas)

Uma equipa de especialistas está a explorar há cerca de quatro anos o Grande Aquífero Maia, localizado no México, e tem feito descobertas surpreendentes que vão desde numerosos sítios arqueológicos a vestígios de homens primitivos.  Durante …

Passes baixam para 70 e 80 euros para utentes da região Oeste

Os passes nos transportes públicos para Lisboa vão baixar para 70 euros para utentes de Alenquer, Arruda dos Vinhos, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras, e para 80 euros dos restantes concelhos da região. A …

Parar de comer quando se está cheio nem sempre é fácil (e há uma razão para isso)

Com alguns alimentos, parar de comer — mesmo quando se está cheio — nem sempre é fácil. Isto porque algumas destas comidas podem ter sido feitas de forma a que tal aconteça. Nenhum alimento é criado …

Há milhares de misteriosos buracos no fundo do mar da Califórnia

Surgiu um novo mistério perto da costa de Big Sur, na Califórnia, no fundo do Oceano Pacífico: há milhares de pequenos fragmentos redondos retirados dos sedimentos do fundo do mar.   A descoberta foi feita como parte …

NASA apresenta "mapa do tesouro" para encontrar água em Marte

Uma equipa de cientistas da NASA elaborou um mapa da água congelada que existe em Marte e que se acredita estar a apenas 2,5 centímetros abaixo da superfície do Planeta Vermelho - isto é, à …

Já se sabe como é que planetas florescem a partir de pequenos pedaços de poeira

Uma equipa de investigadores validou uma teoria que pode explicar como é que os planetas crescem a partir de pequenos pedaços de poeira interestelar. O crescimento de um pequeno pedaço de poeira até um planeta inteiro …

Rainha Isabel II está a procura de um gestor de redes sociais

A família real britânica está à procura de um gestor de redes sociais. O salário vai oscilar entre os 53 e 59 mil euros anuais por 37 horas semanais, de segunda a sexta-feira. A rainha Isabel II …

Cinco antepassados de crocodilos viveram há 150 milhões de anos na Lourinhã

Pelo menos cinco crocodilomorfos, antepassados dos crocodilos, viveram na região da Lourinhã há 150 milhões de anos, durante o período do Jurássico. Num artigo publicado na Zoological Journal of the Linnean Society, os paleontólogos Alexandre Guillaume, …

A radiação de Chernobyl está a deixar as abelhas esfomeadas (e isso é má notícia)

Apesar de não haver humanos na Zona de Exclusão de Chernobyl, a área em torno da cidade ucraniana de Pripyat onde a Central Nuclear de Chernobyl entrou em colapso em 1986, e apesar do nível …

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …