Sánchez choca advogados, procuradores e juízes ao insinuar que o MP age sob instrução do Executivo

Esta quarta-feira, Pedro Sánchez concordou que o Governo controla o Ministério Público, cometendo um deslize que lhe saiu caro. Na origem da declaração do primeiro-ministro está o delicado caso da Catalunha.

A campanha eleitoral espanhola foi esta quarta-feira marcada por um deslize do primeiro-ministro, Pedro Sánchez, que concordou que o Governo controla o Ministério Público que, por sua vez, pediu a extradição do independentista catalão fugido Carles Puigdemont.

Os separatistas catalães, entre eles o presidente do governo regional, Quim Torra, denunciaram imediatamente a falta de independência dos magistrados e a falta de separação de poderes em Espanha, considerando que se trata da continuação “do escândalo permanente em que vive instalado o Estado herdeiro do franquismo”.

O primeiro-ministro do PSOE (Partido Socialista Operário Espanhol) sublinhou em entrevista a uma rádio esta manhã que o Governo espanhol estava a envidar todos os esforços para responsabilizar Puigdemont perante a justiça e salientou que foi o Ministério Público que solicitou a ativação do mandado de captura europeu.

Como prova de que o executivo está a fazer tudo para trazer Puigdemont para Espanha para ser julgado, lançou uma pergunta retórica: “De quem depende a magistratura?” O jornalista respondeu “depende do Governo” e Sánchez concordou.

A meio da tarde, Pedro Sánchez tentou corrigir o deslize inicial, assegurando que a magistratura do Estado conta “com todo o apoio do Governo” na defesa das leis e do interesse geral.

Entretanto as associações de magistrados já tinham manifestado o seu “profundo mal-estar” pelas palavras de Sánchez, deixando claro o que o Ministério Público “não recebe ordens” do Governo.

A quatro dias das eleições legislativas de domingo, o presidente do PP (Partido Popular, direita), o maior partido da oposição, Pablo Casado, apoiou o que considerou ser a “indignação lógica” dos magistrados. Por seu lado, o líder do Cidadãos (direita liberal), Albert Rivera, acusou o candidato socialista de “deitar por terra” o trabalho independente de juízes e magistrados, assegurando que ele nunca lhes irá dizer “como têm de atuar”.

O secretário-geral do Unidas Podemos (extrema-esquerda), Pablo Iglesias, criticou Sánchez por ter prometido trazer para Espanha o ex-presidente do governo regional da Catalunha comprometendo a “separação de poderes” políticos e judiciais, que vigora na União Europeia. “Como é que ele quer fazer isso? Num helicóptero, com forças especiais?”, perguntou o líder do Podemos, apelando a que o PSOE apresente medidas económicas e sociais, em vez de “encorajar o medo”.

O Tribunal Supremo espanhol voltou a emitir em 14 de outubro último um mandado europeu de detenção contra Carles Puigdemont, fugido na Bélgica desde finais de outubro de 2017, depois da tentativa de independência da Catalunha.

A Justiça tomou essa decisão depois de o Supremo ter decretado condenado 12 políticos catalães envolvidos na tentativa de autodeterminação.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Este xuxalheiro espanhol está todo roto. O povo espanhol que escorrace este oportunista sem nível, que foi protagonista da maior derrota do PSOE espanhol, com 7% de votos.

RESPONDER

43% das escolas no mundo sem condições de higiene para reabertura segura

Mais de 40% das escolas no mundo não têm acesso a condições básicas de higiene, como água para lavar as mãos e sabão, aumentando os riscos de reabertura no contexto da pandemia de covid-19, alertam …

Mais seis mortes, 325 novos casos e 237 recuperados

Portugal regista esta quinta-fira mais seis mortes por covid-19, 325 novos casos de infeção e mais 237 pessoas dadas como recuperadas em relação a quarta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo …

"Filme fantástico". Novo livro revela cartas entre Kim Jong-un e Donald Trump

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, qualificou o seu relacionamento com o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, como um “filme fantástico”, segundo os editores de um livro a ser publicado, que revela a correspondência entre …

Grupo avisa Bruxelas que Portugal pode tornar-se ilha ferroviária na Europa

Um grupo de portugueses ligados ao setor ferroviário alertou a comissária europeia dos Transportes para a possibilidade de Portugal se tornar uma ilha ferroviária na Europa devido ao atraso em adotar "a bitola europeia" nas …

China encontra traços do coronavírus em asas de frango importadas do Brasil

Traços do novo coronavírus foram encontrados em asas de frango importadas do Brasil, na cidade de Shenzhen, no sul da China, noticiou, esta quinta-feira, um jornal oficial do Partido Comunista Chinês (PCC). Os traços foram detetados …

Denúncia de Rui Pinto leva a congelamento de conta bancária da Doyen

Oito milhões de euros que estavam numa conta bancária do fundo de investimento Doyen foram congelados pelas autoridades portuguesas. Uma denúncia do whistleblower português Rui Pinto levou o fundo a ser investigado por suspeitas de fraude …

Preocupado com a Bielorrúsia, Macron ligou a Putin (e aproveitaram para falar da vacina russa)

O Presidente francês, Emmanuel Macron, manifestou esta quarta-feira ao seu homólogo russo, Vladimir Putin, "uma preocupação muito grande" quanto à situação na Bielorrússia após a reeleição do chefe de Estado autoritário bielorrusso, Alexander Lukashenko. Segundo indicou …

Obras do Hospital Militar de Belém custaram mais do triplo do valor estimado

As obras no Hospital Militar de Belém, em Lisboa, custaram mais do valor inicialmente estimado, avançou o Diário de Notícias esta quarta-feira. De acordo com o jornal, estava inicialmente previsto que a reabilitação de três …

Autópsia a Valentina revela descolamento do crânio

A autópsia a Valentina, a menina de 9 anos encontrada morta na serra D’el Rei, em Peniche, distrito de Leiria, em meados de maio, revela descolamento do crânio, avança esta quinta-feira o Correio da Manhã. …

Rio pede "coerência" na lotação do Avante e faz comparação com estádios

O líder do PSD pronunciou-se sobre a lotação da festa do Avante, lembrando que, se for reduzida para metade, isso é o mesmo que os estádios do FC Porto ou do Sporting estarem cheios. Na sua …