Salário médio no Porto só dá para comprar casa de 74 metros quadrados (e em Lisboa é pior)

No Porto, ganha-se em média 848 euros por mês. Com este rendimento, os casais que pretendam comprar casa conseguem obter um empréstimo bancário máximo de 160.458 euros a 40 anos e comprar um apartamento de 74 metros quadrados.

Se quiserem uma casa maior, o destino ideal é Paços de Ferreira. Com um salário mensal líquido de 508 euros, é possível adquirir uma casa maior – 169 metros quadrados. Vão necessitar de 24.023 euros para a entrada inicial.

Marco de Canaveses, Paredes, Trofa e Amarante são também concelhos onde se consegue viver “mais à larga”. 488 euros é quanto se ganha em Lousada. A pouco mais de 40 quilómetros do Porto, é o concelho com o salário médio mais baixo. Mas aqui é possível obter um empréstimo 92.364 euros e comprar uma casa com 151 metros quadrados.

Descendo à capital, nos dias que correm, encontrar um sítio para morar não é fácil. A escalada dos preços das casas dificulta a vida de quem quer comprar um apartamento. Em Lisboa, um casal que ganhe o salário médio em Lisboa consegue comprar uma casa com 52 metros quadrados.

Na cidade de Lisboa, um casal com um rendimento mensal conjunto de 2.016 euros consegue comprar uma casa de 52 metros quadrados. Mas precisa de ter poupado 47.684 euros para a entrada inicial, na expectativa de conseguir um financiamento máximo de 190.735 euros a 40 anos.

No distrito de Lisboa, é em Mafra que se ganha menos. O salário médio é de 571 euros. Ainda assim, com este rendimento é possível adquirir uma casa com as mesmas dimensões das de Oeiras.

Os dados são da plataforma ComparaJá.pt. De acordo com o Diário de Notícias, feitas as contas, é nos sítios onde se ganha menos que se consegue comprar uma casa maior. Por exemplo, no Cadaval, um casal que ganhe (cada um) 593 euros por mês consegue adquirir um apartamento com 199 metros quadrados; em Oeiras, com um salário médio de 1.076 euros, o máximo que vai conseguir são 78 metros quadrados.

O primeiro barómetro da Deco Proteste à capacidade financeira, divulgado recentemente, revelou que quase metade das famílias (46%) manifestam dificuldades em fazer face às despesas de habitação – pagamento de empréstimos e rendas.

O estudo mostra ainda que o índice de capacidade financeira em Lisboa e no Porto é de 45,7 e 45,3, respetivamente, valores que colocam as duas cidades no grau das dificuldades financeiras. Na hora de comprar casa, é essencial fazer o cálculo da taxa de esforço, que não deve ser superior a um terço do rendimento total do agregado familiar.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Feitos de estrelas. Os nossos ossos são compostos por estrelas que explodiram

Uma nova investigação concluiu que metade do cálcio do nosso Universo é oriundo de uma supernova rica em cálcio, que explodiu há milhões de anos. O novo estudo, cujos resultados foram esta semana publicados na revista …

"Monarquia criminosa". Parlamento declara Catalunha republicana e não reconhece o rei

O Parlamento catalão aprovou esta sexta-feira uma resolução na qual declara que “a Catalunha é republicana e, portanto, não reconhece nem quer ter um rei”, rotulando a monarquia de “criminosa”. A resolução foi aprovada em sessão …

Novo método deteta metais tóxicos em alimentos e água em apenas algumas horas

Uma equipa de cientistas da Universidade de Joanesburgo, na África do Sul, desenvolveu um método sensível para detetar níveis perigosos de metais pesados em alguns alimentos e água. Os vestígios de metais como chumbo (Pb), arsénico …

Meghan Markle vence primeira batalha judicial contra jornal britânico

A Duquesa de Sussex conseguiu que o Tribunal Superior de Londres optasse por manter anónima a identidade das suas cinco amigas, como parte da ação legal que está a ser levada a cabo. O 39º aniversário …

Cientistas obrigados a rebatizar dezenas de genes humanos. A culpa é do Excel

Só no ano passado, os cientistas viram-se obrigados a mudar os nomes de 27 genes humanos por causa de um erro de leitura do Microsoft Excel. Tal como explica o portal The Verge, que avança …

"Vai continuar a queimar". Covid-19 é mais parecida com um fogo florestal do que com ondas e picos

Com o surgimento do novo coronavírus no mundo, vários especialistas previam que este iria surgir em ondas e picos. Agora a visão de futuro é outra e os especialistas dizem que a pandemia se compara …

Mudanças climáticas podem vir a causar mais mortes do que a covid-19, alerta Bill Gates

  As mudanças climáticas podem custar muito mais vidas nas próximas décadas do que a pandemia do novo coronavírus (covid-19). O alerta é do co-fundador da Microsoft, Bill Gates, que, através de uma reflexão no seu …

Descoberta a primeira disrupção gigante nas nuvens de Vénus

Uma equipa internacional de cientistas, que incluiu um investigador do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), descobriu a "primeira disrupção gigante" nas nuvens de Vénus que tem fustigado as zonas profundas da atmosfera …

TVI aposta em estúdio a Norte. Nuno Santos quer Informação mais ao estilo da SIC Notícias do que da CMTV

O diretor-geral da TVI, Nuno Santos, afirmou, em entrevista ao jornal Público, que a estação de Queluz de Baixo vai apostar num estúdio no Norte, revelando ainda que pretende mudar a Informação do canal mais …

Fair-play financeiro. UEFA mantém restrições ao FC Porto

A UEFA informou, esta sexta-feira, que o FC Porto "cumpriu parcialmente as metas estabelecidas para a época 2019/20" a nível do fair-play financeiro e que vai manter as restrições impostas ao clube azul e branco. "O …