Putin diz que Rússia ainda não atingiu pico da pandemia mas admite desconfinamento em maio

Yuri Kochetkov / EPA

O Presidente Vladimir Putin considerou hoje que a Rússia ainda não atingiu o pico da pandemia motivada pelo novo coronavírus mas admitiu uma redução progressiva das medidas de confinamento a partir de 12 de maio.

“A situação permanece difícil. Os especialistas e os cientistas com quem estamos em contacto permanente para verificar os nossos planos e medidas dizem que o pico ainda não foi atingido”, declarou Putin no decurso de uma reunião com governadores regionais transmitida pela televisão.

De acordo com os últimos dados hoje divulgados, a Rússia regista desde há semanas vários milhares de infeções diárias, num total de 93.558 casos e 867 mortos, a maioria em Moscovo.

Putin decidiu prolongar até dia 11 de maio os dias feriados que se cumprem na Rússia durante esse período de festividades, e encarregou o Governo de elaborar um plano de saída progressiva do confinamento a partir de 12 de maio.

O confinamento pelo coronavírus obrigou previamente o líder russo a adiar o desfile militar do 9 de maio, que este ano celebrava os 75 anos da vitória soviética sobre a Alemanha nazi na Segunda Guerra Mundial.

O fim do confinamento será variável consoante as regiões e concretizado “em função da situação epidemiológica do momento e da sua estabilidade”, precisou. Putin ordenou ainda a elaboração de novas medidas de “urgência” destinadas a apoiar a economia e a população.

Na segunda-feira, a responsável pelos serviços de saúde do país, Anna Popova, tinha já anunciado a eventualidade de uma redução das medidas de confinamento a partir de meados de maio “se tudo correr bem”.

Segundo a especialista, essa medida seria possível a partir de 12 de maio, mas “se tudo correr bem” durante os três períodos de incubação da doença provocada pelo novo coronavírus.

Anna Popova precisou que até ao momento a Rússia superou os dois períodos de confinamento (de 14 dias cada um) e o país enfrenta a última prova, que coincide com as festas de maio. A responsável considerou ainda ser “necessário mais tempo” para quebrar a curva de contágios na Rússia.

O Presidente russo, Vladimir Putin, impôs uma pausa laboral durante o mês de abril para conter a propagação do novo coronavírus no país e as autoridades de cada região impuseram distintas formas de confinamento às suas populações.

Apesar das medidas de apoio aos empresários, em particular a redução de impostos e facilidades de crédito, numerosas empresas poderão não sobreviver a este período de inatividade.

Segundo o Presidente, a Rússia aumentou as suas capacidades de produção para garantir, a partir de maio, o fabrico mensal de 2.500 respiradores artificiais e de 8,5 milhões e máscaras de proteção. A produção de testes de despistagem foi multiplicada por nove e estão a ser disponibilizados diariamente 150.000, acrescentou.

No entanto, reconheceu que persiste a escassez de material de proteção e ordenou ao Governo para adotar medidas suplementares destinadas ao aumento da produção.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

CDS critica PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa

O CDS está "chocado" por a TAP ir abandonar as quatro rotas que opera no Aeroporto Francisco Sá Carneiro e critica o PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa. O …

Contratos de associação dos colégios privados. Ministério da Educação vence todos os 55 processos judiciais

Em todos os 55 processos judiciais que os colégios privados moveram contra o Ministério da Educação em 2016, na sequência da polémica dos contratos de associação, todas as 55 decisões foram favoráveis ao Governo. O jornal …

Famílias numerosas podem pedir desconto no IVA da luz a partir de março

As famílias com cinco ou mais elementos só poderão usufruir da redução do IVA da eletricidade a partir de 1 de março e terão de o requerer junto do seu fornecedor, segundo uma portaria esta …

Vacina da gripe disponível para mais grupos. Farmácias temem não ter stock suficiente

A vacina da gripe está, a partir desta segunda-feira, disponível para mais grupos populacionais com o início da segunda fase da campanha, que estende a vacinação a pessoas com 65 ou mais anos e pessoas …

Franceses em protesto para homenagear professor decapitado. Autoridades procuram radicais islâmicos

Milhares de pessoas reuniram-se no domingo no centro de Paris numa demonstração de repúdio pela decapitação do professor que mostrou aos seus alunos desenhos do Profeta Maomé. Os manifestantes da Praça da República ergueram cartazes onde …

Proud Boys acreditam na vitória de Trump: "Vamos Ganhar". Voto antecipado começa hoje na Florida

O líder do grupo Proud Boys disse à Lusa, durante uma manifestação em Miami, que Donald Trump vai vencer as eleições presidenciais norte-americanas, e rejeitou a acusação de que é dirigente de uma organização extremista. …

Projeto desenvolve testes rápidos de baixo custo para detetar imunidade

Um consórcio de universidades e uma empresa querem desenvolver "testes rápidos e de baixo custo" para detetar a resposta imunitária ao vírus SARS-CoV-2. O projecto TecniCov, que "obteve um financiamento de 450 mil euros da Agência …

"Medo constante". Human Rights Watch denuncia tortura na Coreia do Norte

Uma organização não-governamental denunciou esta segunda-feira que o sistema norte-coreano de detenção pré-julgamento e de investigação é cruel e arbitrário, com ex-detidos a descreverem tortura sistemática, corrupção e trabalhos forçados não-remunerado. No relatório de 88 páginas, …

"Cibermáfia". Rede de criminosos "lavou" milhões de euros em Bancos portugueses

Uma rede de criminosos com origem na Europa de Leste montou um esquema de lavagem de dinheiro roubado em ataques informáticos através de Bancos de países como Portugal. Esta "cibermáfia", como é apelidada pelo Jornal de …

Diplomatas chineses e taiwaneses entram em confronto físico nas ilhas Fiji

Diplomatas da China e funcionários do Governo de Taiwan entraram em confronto físico durante uma receção nas ilhas Fiji, que marcou o dia nacional de Taiwan, ilustrando a crescente tensão entre Pequim e Taipé. A luta …