Putin diz que Rússia ainda não atingiu pico da pandemia mas admite desconfinamento em maio

Yuri Kochetkov / EPA

O Presidente Vladimir Putin considerou hoje que a Rússia ainda não atingiu o pico da pandemia motivada pelo novo coronavírus mas admitiu uma redução progressiva das medidas de confinamento a partir de 12 de maio.

“A situação permanece difícil. Os especialistas e os cientistas com quem estamos em contacto permanente para verificar os nossos planos e medidas dizem que o pico ainda não foi atingido”, declarou Putin no decurso de uma reunião com governadores regionais transmitida pela televisão.

De acordo com os últimos dados hoje divulgados, a Rússia regista desde há semanas vários milhares de infeções diárias, num total de 93.558 casos e 867 mortos, a maioria em Moscovo.

Putin decidiu prolongar até dia 11 de maio os dias feriados que se cumprem na Rússia durante esse período de festividades, e encarregou o Governo de elaborar um plano de saída progressiva do confinamento a partir de 12 de maio.

O confinamento pelo coronavírus obrigou previamente o líder russo a adiar o desfile militar do 9 de maio, que este ano celebrava os 75 anos da vitória soviética sobre a Alemanha nazi na Segunda Guerra Mundial.

O fim do confinamento será variável consoante as regiões e concretizado “em função da situação epidemiológica do momento e da sua estabilidade”, precisou. Putin ordenou ainda a elaboração de novas medidas de “urgência” destinadas a apoiar a economia e a população.

Na segunda-feira, a responsável pelos serviços de saúde do país, Anna Popova, tinha já anunciado a eventualidade de uma redução das medidas de confinamento a partir de meados de maio “se tudo correr bem”.

Segundo a especialista, essa medida seria possível a partir de 12 de maio, mas “se tudo correr bem” durante os três períodos de incubação da doença provocada pelo novo coronavírus.

Anna Popova precisou que até ao momento a Rússia superou os dois períodos de confinamento (de 14 dias cada um) e o país enfrenta a última prova, que coincide com as festas de maio. A responsável considerou ainda ser “necessário mais tempo” para quebrar a curva de contágios na Rússia.

O Presidente russo, Vladimir Putin, impôs uma pausa laboral durante o mês de abril para conter a propagação do novo coronavírus no país e as autoridades de cada região impuseram distintas formas de confinamento às suas populações.

Apesar das medidas de apoio aos empresários, em particular a redução de impostos e facilidades de crédito, numerosas empresas poderão não sobreviver a este período de inatividade.

Segundo o Presidente, a Rússia aumentou as suas capacidades de produção para garantir, a partir de maio, o fabrico mensal de 2.500 respiradores artificiais e de 8,5 milhões e máscaras de proteção. A produção de testes de despistagem foi multiplicada por nove e estão a ser disponibilizados diariamente 150.000, acrescentou.

No entanto, reconheceu que persiste a escassez de material de proteção e ordenou ao Governo para adotar medidas suplementares destinadas ao aumento da produção.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Sporting 2-1 Santa Clara | Super-Coates volta a ser herói

Arrancado a ferros… à campeão? O Sporting esteve a poucos segundos de registar o terceiro empate em casa, perante um Santa Clara que não foi em nada inferior aos “leões” e até conseguiu ser superior em …

Os gatos demonstram ser menos leais do que os cães (mas pode haver uma razão)

Ainda existe um estereótipo sobre a diferença entre cães e gatos. Normalmente as pessoas associam os cães a animais amorosos e leais, enquanto os gatos são tidos como distantes e indiferentes. Um novo estudo pode …

O mistério do "lago dos esqueletos" na Índia intriga cientistas há décadas

O Roopkund, localizado na parte indiana dos Himalaias, é um lago glacial com centenas de ossos humanos. E ninguém sabe como foram lá parar. Em 1942, um guarda florestal revelou ao mundo a existência deste lago …

A fronteira mais importante da China é imaginária: a Linha Hu

A Linha Hu, também conhecida como linha Heihe-Tengchong, é uma linha imaginária que divida a China em duas partes com áreas quase iguais. Estende-se da cidade de Heihe até Tengchong. Desenhada pela primeira vez em 1935, …

Algumas pessoas moram em aeroportos durante meses (ou até mesmo anos)

Aeroportos não servem de casa apenas para os sem-abrigo. Há pessoas que, involuntariamente ou não, ficam lá durante meses e, em alguns casos, até mesmo anos. Em janeiro, as autoridades de Chicago prenderam um homem de …

Senado da Carolina do Sul aprova fuzilamento como método de execução

Com esta decisão, a Carolina do Sul poderá converter-se no quarto estado do país a incorporar este método de execução de pena de morte, depois do Utah, Oklahoma e Mississípi. De acordo com a agência noticiosa …

"Oxigénio tornou-se ouro". Criminosos lucram com a sua escassez no México

A pandemia de covid-19 deixou a Cidade do México a atravessar uma grande escassez de oxigénio médico. Criminosos estão a aproveitar para lucrar com a situação. A capital mexicana registou um pico de infeções e hospitalizações …

Meteorito do tamanho de um damasco caiu em França (e os astrónomos precisam de ajuda para encontrá-lo)

Os entusiastas do Espaço estão a ser instados a procurar um meteorito do tamanho de um damasco que caiu no fim de semana passado no sudoeste de França.  O meteorito, com peso estimado em 150 gramas, …

Professora pediu a alunos para fingir que eram escravos e escreverem carta para África

Uma professora de uma escola secundária no Mississippi, nos Estados Unidos, está a ser alvo de críticas devido a uma fotografia de um trabalho de casa divulgada nas redes sociais. Foi pedido aos alunos do 8.º …

Obra de Churchill que pertencia a Angelina Jolie vendida por valor recorde

O quadro pintado pelo antigo primeiro-ministro britânico foi vendido por 8,3 milhões de libras. A pintura foi um presente de Winston Churchill para o presidente dos Estados Unidos, Franklin D. Roosevelt, e agora foi leiloada …