Rússia avisa Coreia de que ameaças de ataque nuclear preventivo podem justificar um ataque preventivo

United Nations / Flickr

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o ministro dos Negócios Estrangeiros, Serguei Lavrov

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o ministro dos Negócios Estrangeiros, Serguei Lavrov

A diplomacia russa avisou a Coreia do Norte de que as suas ameaças de realizar um ataque nuclear preventivo podem criar uma base legal para o uso de força militar contra si própria.

“Consideramos absolutamente intolerável que se façam declarações públicas contendo ameaças de ataques nucleares preventivos contra países oponentes”, anunciou esta terça-feira o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia, em comunicado traduzido pela ITAR TASS e citado pela NK News.

Na segunda-feira, os norte-coreanos ameaçaram executar ataques nucleares preventivos contra a parte continental dos EUA e da Coreia do Sul, “se tal for necessário para a segurança do país”.

“Os ataques nucleares preventivos serão levados a cabo indiscriminadamente, em função das indicações do comandante do Exército Popular da Coreia”, anunciou em comunicado o Ministério da Defesa norte-coreano, divulgado pela agência coreana KNCA.

A ameaça da Coreia do Norte surge numa altura em que os Estados Unidos e a Coreia do Sul realizam exercícios militares conjuntos na região.

“Naturalmente, a magnitude dos exercícios militares realizados por países oponentes que designam a Coreia do Norte como alvo colocam sobre esta uma pressão sem precedentes e justificadas preocupações sobre a sua segurança”, refere a nota da diplomacia russsa.

“Ainda assim”, realça o MNE russo, “Pyongyang tem que entender que as suas ameaças de realizar ataques nucleares preventivos a colocam completamente opostas à comunidade internacional”.

“Estas ameaças fornecem bases legais internacionais para o uso de força militar contra a própria Coreia do Norte, à luz do direito de auto-defesa de cada país, consagrado na Carta das Nações Unidas”, avisa o comunicado da diplomacia russa.

Especialistas em geo-política consideram que a nota da Rússia, tradicional aliado da Coreia do Norte, não é um aviso sobre as suas eventuais intenções, mas um alerta acerca do que “outros países podem considerar fazer”.

“A Rússia está em suma a avisar que, com a sua retórica inflamatória, Pyongyang se arrisca a dar aos adversários – nomeadamente Coreia do Sul e Estados Unidos – causa justa para iniciar acções militares contra si própria”, defende um analista citado pela NK News.

AJB, ZAP

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Bem visto e declarado por parte dos russos, pena é que eles próprios nem sempre actuem em conformidade com o que dizem e se são aliados de um regime destes também se poderão considerar responsáveis pela forma com que os coreanos se estão a armar pois sem ajudas externas nunca teriam aqui chegado.

    • E Israel? Como foi? Quem ajudou? Quem forneceu? Será que há bombas ‘boas’, como as Israel, EUA, Arábia Saudita, etc. e bombas ‘más’ como as do Irão, Rússia, etc.? A Rússia é aliada da Coreia do Norte? Não interferir nos assuntos internos de um país, significa ser aliada?

  2. Então os mafiosos dos russos (e chineses) que sempre foram aliados desses loucos da Coreia (e só por culpa desses é que a situação chegou onde chegou!) agora também estão com receio?!
    Pois!…

RESPONDER

Cotrim Figueiredo: "Siza Vieira não tem peso político para levar a sua avante”

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, "não tem peso político para levar a sua avante" neste Governo, disse o deputado da Iniciativa Liberal João Cotrim Figueiredo, que é também candidato único à liderança do …

Arranca hoje a "contra-cimeira" contra "hipocrisia dos governos"

Enquanto na chamada "zona verde" se prepara a semana das negociações de alto nível da COP25, começa este sábado em Madrid uma contra-cimeira em que os movimentos ativistas procuram um contraponto ao que chamam a …

A maior parte dos produtos de maquilhagem está contaminada com superbactérias perigosas

Nove em cada 10 produtos cosméticos atualmente em uso estão contaminados com superbactérias potencialmente prejudiciais, incluindo E. coli e Staphylococci. Beauty blender, rímel e brilho labial são os produtos que contêm os mais altos níveis …

NASA gravou acidentalmente a explosão de um cometa a aproximar-se do Sol

Astrónomos usaram dados do telescópio espacial TESS para estudar a explosão de um cometa durante a sua aproximação ao Sol. A investigação resultou num artigo publicado em novembro na revista científica Astrophysical Journal Letters. Foi a …

Objeto de Hoag é uma galáxia dentro de uma galáxia (que está dentro de outra galáxia)

Se observar atentamente a Constelação da Serpente poderá ver uma galáxia dentro de uma galáxia que, por sua vez, está dentro de outra galáxia. Este grande mistério do Universo é conhecido como Objeto de Hoag. Descoberto …

Parker Solar Probe lança nova luz sobre o Sol

Em agosto de 2018, a Parker Solar Probe da NASA foi lançada para o espaço, tornando-se pouco tempo depois a sonda mais próxima do Sol. Com instrumentos científicos de ponta para medir o ambiente em …

Encontrado no mar das Malvinas navio alemão da I Guerra Mundial 105 anos depois de naufragar

O naufrágio de um cruzador alemão da I Guerra Mundial foi identificado nas Ilhas Malvinas, onde foi afundado pela Marinha britânica há 105 anos. O SMS Scharnhorst foi o principal ativo da esquadra alemã na Ásia …

Boavista 1-4 Benfica | Águia goleia no xadrez do Bessa

O Benfica deu o pontapé de saída da 13ª jornada com uma vitória competente na visita ao Boavista, por 4-1. Num jogo potencialmente perigoso para as aspirações “encarnadas”, frente a um adversário com somente uma derrota …

Cientistas desenvolvem técnica para determinar o humor através da caligrafia

Uma equipa de cientistas estudou a biomecânica dos movimentos das mãos a escrever e a desenhar, e desenvolveu um método para avaliar as propriedades individuais da velocidade de escrita e da pressão do lápis no …

Quase seis mil denúncias de agressões sexuais em viagens da Uber nos EUA

A plataforma de transporte de passageiros Uber divulgou na quinta-feira um relatório, revelando quase seis mil denúncias de agressões sexuais a utilizadores, motoristas e terceiros nos Estados Unidos (EUA), em 2017 e 2018. No relatório de …