Rússia acusa Alemanha de atrasar investigação sobre o caso de Navalny

Yuri Kochetkov / EPA

O líder da oposição russa, Alexei Navalny

Este domingo, a Rússia acusou a Alemanha de atrasar a investigação sobre a suspeita de envenenamento do opositor Alexei Navalny, segundo o Ministério dos Negócios Estrangeiros russo.

A Rússia acusou a Alemanha de estar a atrasar a investigação sobre o caso de Navalny.  “Berlim está a atrasar o processo de investigação que reclama. É deliberado?”, escreveu no Facebook a porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo, Maria Zakharova, depois de o chefe da diplomacia alemã, Heiko Maas, ter admitido sanções contra a Rússia se não forem dados esclarecimentos sobre o envenenamento de Alexei Navalny.

“Até agora não temos a certeza de que a Alemanha não esteja a jogar um jogo duplo”, diz ainda Zakharova, admitindo que Berlim demorou a responder aos pedidos da Justiça russa. “Qual é a urgência em que insiste”, questionou a porta-voz do MNE da Rússia.

Opositor do regime russo e conhecido pelas investigações anticorrupção a membros da elite russa, Alexei Navalny, de 44 anos, está internado, em coma, desde 20 de agosto.

O político sentiu-se mal durante um voo de regresso a Moscovo, após uma deslocação à Sibéria. Foi primeiro internado num hospital de Omsk, na Sibéria, tendo sido transferido, posteriormente, para o hospital universitário Charité, em Berlim.

Na quarta-feira, dia 2 de setembro, o Governo da Alemanha disse que Alexei Navalny foi envenenado com uma substância neurotóxica “do tipo novichok“.

Citado pelo diário Bild, Heiko Maas avisou este domingo que a Alemanha, que atualmente preside à União Europeia, iniciará discussões sobre possíveis sanções contra a Rússia se Moscovo não der “nos próximos dias” explicações sobre o envenenamento de Alexei Navalny.

Estabelecer ultimatos não ajuda ninguém, mas se nos próximos dias o lado russo não ajudar a esclarecer o que aconteceu, então teremos de discutir uma resposta com os nossos parceiros”, disse Heiko Maas ao diário Bild.

Heiko Maas sublinhou ainda que as sanções que fossem decididas teriam de ser “direcionadas”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Novo modelo geofísico ajuda a prever furacões com origem no Golfo do México

Ao analisar a temperatura da atmosfera, que se encontra a vários quilómetros acima da Terra, os investigadores descobriram uma forma de prever quantos furacões podem afetar o Golfo do México no verão e no outono. Os …

Requiem. Supernova irá fazer uma "reaparição fantasmagórica" em 2037

Uma supernova distante, chamada Requiem, vai fazer uma "reaparição fantasmagórica" em 2037. O Hubble captou-a três vezes em 2016, graças a um fenómeno conhecido como lente gravitacional. A Requiem é o resultado de uma explosão estelar …

A polícia holandesa achava que tinha em mãos o mafioso mais procurado da Europa. Afinal, era só um fã de F1

Um homem de Liverpool de 54 anos pensava que o grande evento da sua viagem aos Países Baixos seria assistir ao Grande Prémio de Fórmula 1, mas acabou detido numa prisão de alta segurança por …

Cobertura global de corais caiu para metade desde 1950, revela relatório

A cobertura global de recifes de coral caiu para metade desde 1950, cenário originado pelo aquecimento global, pesca excessiva, poluição e destruição de habitats naturais, revelou uma análise divulgada esta sexta-feira. Desde a Grande Barreira de …

O sonho de Christo concretizou-se, 60 anos depois. O Arco do Triunfo foi embrulhado como um presente

Já desde o início dos anos 60 que Christo imaginava como seria cobrir o Arco do Triunfo em tecido. A sua visão foi finalmente concretizada e pode ser visitada entre 18 de Setembro e 3 …

Holanda. Ministra da Defesa renuncia devido à crise de evacuação do Afeganistão

Após a ministra das Relações Externas holandesa, Sigrid Kaag, renunciar devido ao desastre da evacuação do Afeganistão, esta sexta-feira foi a vez da ministra da Defesa, Ank Bijleveld. Segundo relatou o Guardian, acredita-se que os ministros …

Tribunal da África do Sul recusa anular pena de prisão do ex-Presidente Jacob Zuma

O mais alto tribunal da África do Sul rejeitou o pedido do ex-Presidente Jacob Zuma para anular a sua sentença de 15 meses de prisão por não comparecer a uma sessão de inquérito por corrupção. Em …

EUA. Advogado planeou o próprio assassinato para o filho receber seguro. Foi detido por fraude

Um influente advogado norte-americano, cuja esposa e um dos filhos foram assassinados, foi acusado de fraude contra uma empresa de seguros e falso testemunho por organizar o seu próprio assassinato. Segundo avançou a agência France-Presse, …

Norberto Mourão conquista bronze nos Mundiais de canoagem adaptada

Norberto Mourão já tinha conquistado o bronze nos Jogos Paralímpicos de Tóquio e junta agora mais uma medalha à colecção, desta vez nos Mundiais de canoagem adaptada. O atleta de canoagem adaptada Norberto Mourão conquistou hoje …

Caso George Floyd. Polícia condenado a 22 anos de prisão pode ver a sentença revertida

A intervenção do Supremo Tribunal do Minnesota num outro caso de violência policial para reduzir a pena de um agente pode abrir um precedente para que haja alterações na sentença de Derek Chauvin. Segundo avança a …