Rohani diz que queda dos preços do petróleo é uma conspiração

rouhani.ir

O presidente do Irão, Hassan Rohani

O presidente do Irão, Hassan Rohani, afirmou, numa reunião governamental, que a brusca quebra dos preços do petróleo se deve a uma conspiração organizada por certos países.

“A queda dos preços resulta de uma conspiração contra os povos da região e os muçulmanos em geral”, disse Hassan Rohani, citado pela agência russa Sputnik.

“Os habitantes da nossa região jamais esquecerão este conluio”, frisou o presidente iraniano.

Hassan Rohani assegurou no entanto que o governo iraniano será capaz de controlar a situação económica do país, desde que o Orçamento para o próximo ano seja menos baseado nos preços de petróleo.

Rohani realçou que para tal haverá necessidade de utilizar mais e melhor as capacidades de trânsito e as redes ferroviária e aérea do Irã.

OPEP revê previsões em baixas e atira petróleo para novos mínimos

Os preços do petróleo negociado em Londres (Brent) e nos Estados Unidos (West Texas Intermediate – WTI) estiveram na terça-feira nos valores mais baixos dos últimos cinco anos.

A quebra dos preços terá sido provocada pela pela expectativa de que os grandes investidores possam vir a desfazer-se das suas posições no mercado.

Esta terça-feira, o preço do petróleo voltou a cair no mercado de Nova Iorque, depois de a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) ter revisto em baixa as previsões de procura para 2015.

Às 14:20 (hora de Lisboa), o preço do barril para entrega em Janeiro recuava 1,52 dólares e fixava-se em 62,30 dólares no mercado de Nova Iorque, um nível que não se registava desde 2009.

No relatório mensal divulgado pela a OPEP, a organização reviu em baixa para 28,9 milhões de barris por dia a procura de petróleo em 2015, apesar de manter a intenção de manter a sua quota de produção em 30 milhões de barris por dia.

O cartel também reviu em baixa as previsões de consumo em 70 mil barris por dia, uma redução de 0,07% em relação a 2014.

ZAP / LUSA / RVR

 

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. É lamentável que, um jornalista ao redigir este artigo, dê um erro que não tem justificação, pois como sabemos o curso de jornalismo é muito for em português.
    Também sabemos que mandamos os nossos filhos lerem os jornais pois ali está uma boa fonte de ensino.
    Está ??? Ou ESTAVA?
    vejamos: No terceiro parágrafo a palavra é – CONLUIO – quando 2 ou mais pessoas se juntam para prejudicar alguém e NÃO, CONCLUIO – esta palavra nem sequer existe.
    Cuidado senhor jornalista há muitos miúdos a lerem notícias.
    NOTA: Não sou formado, apenas tenho o 5º ano antigo
    Cumprimentos

  2. Obviamente têm que arranjar um motivo qualquer para continuar a atacar o ocidente, senão eles próprios se auto classificariam facínoras…
    Mesmo assim, andaram a ganhar rios de dinheiro às custas do ocidente estes anos todos! Disso, obviamente, não se lamentam…

RESPONDER

"Dupla pancada". Vítimas de violência doméstica são deixadas ao abandono sem indemnização

Mais de 80% das vítimas de violência doméstica, a maioria mulheres, não recebem indemnizações, nem dos agressores nem do Estado. Se as vítimas não tiverem sofrido uma incapacidade para o trabalho por um período igual ou …

Ministério Público declara ilegal eleição de André Ventura

Ministério Público invalidou a mudança nos estatutos do Chega, incluindo a eleição direta de André Ventura. O líder do partido admite um novo congresso. No início do mês, o Ministério Público (MP) pediu ao Tribunal Constitucional …

Ministra dos Negócios Estrangeiros dos Países Baixos demite-se por causa do Afeganistão

Sigrid Kaag demitiu-se do seu cargo de ministra dos Negócios Estrangeiros dos Países Baixos, depois de o Parlamento considerar que o Governo fez uma má gestão da retirada de cidadãos do Afeganistão. A ministra dos Negócios …

Rio "atirou" Costa aos macacos e pediu aos eleitores que "penalizem" o descaramento do PS

Rui Rio afirma nunca ter visto um "desplante" semelhante ao do PS no que respeita a promessas eleitorais como o que está a acontecer na atual campanha para as autárquicas. Mais um dia, mais uma capelinha. …

Boris quer destronar Thatcher com mais uma década no poder

Há quem acredite que o atual primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, quer bater o recorde de Margaret Thatcher, que exerceu o cargo de 1979 a 1990. Um membro do Governo britânico terá dito ao The Times que …

Itália passa a exigir certificado verde a todos os trabalhadores

Medida é das mais restritivas atualmente em vigor no mundo inteiro, já que todos os regimes de obrigatoriedade que vigoram atualmente aplicam-se sobretudo a profissionais do setor da saúde. A partir de 15 de outubro, itália …

Com receio de que violência negacionista possa escalar, PSP reforça segurança pessoal de políticos

As forças de segurança temem que a violência negacionista aumente e o movimento atraia pessoas desequilibradas. No passado sábado, vários negacionistas, reunidos em mais uma manifestação, desta vez com o mote “Pelas nossas crianças – Rumo …

Promessa eleitoral de Costa em Coimbra arranca um aviso da CNE. Rio ficou "chocado"

António Costa tem estado activo na campanha eleitoral, ao lado dos candidatos do PS às autárquicas, e até sacou da cartola uma maternidade em Coimbra. Uma promessa que deixou Rui Rio "chocado" e que leva …

O voto que dá que falar. "Não há um centímetro quadrado de Portugal que seja indigno" do Constitucional

Três juízes do Tribunal Constitucional contestaram o parecer dos seus pares que considera "desprestigiante" a mudança deste órgão de Lisboa para Coimbra, mas é o voto contra de Mariana Canotilho que dá que falar, uma …

T-shirt reduz efeitos da menopausa

T-shirt portuguesa reduz sintomas da menopausa e ajuda quem tem cancro (e já está à venda)

A investigadora da Universidade do Minho (UM) Filipa Fernandes criou uma t-shirt que atenua os efeitos da menopausa e melhora a qualidade de vida de pacientes com cancro, graças a um tecido com um revestimento …