Robôs “burros” trabalham em conjunto para realizar tarefas complexas

Uma nova pesquisa mostra que, ao mesmo tempo que aumentam as interações magnéticas, um enxame de robôs dispersos, chamados BOBbots, pode reunir-se em aglomerados compactos para realizar tarefas complexas.

Fazer com que um enxame de robôs trabalhe coletivamente pode ser desafiante, a menos que os investigadores consigam articular cuidadosamente as suas interações através do uso de componentes e algoritmos cada vez mais sofisticados.

Nesta experiência, os investigadores quiseram mostrar que mesmo o mais simples dos robôs pode realizar tarefas muito além da sua capacidade pré-definida.

O objetivo de realizar essas tarefas mais complexas excedeu as expectativas da equipa, e os investigadores revelaram ser capazes de remover todos os sensores, comunicação, memória e computação do dispositivo, aproveitamento as características físicas dos robôs.

Os BOBbots da equipa, ou “bots que se comportam, organizam e agitam”, que foram assim chamados em homenagem ao pioneiro da física granular Bob Behringer, são “tão burros quanto podem ser”, explica Dana Randall, professora de computação do Georgia Institute of Technology.

“O seu chassis cilíndrico tem escovas vibratórias que fazem com que passem mais tempo em zonas com mais vizinhos”, revela a especialista.

A plataforma experimental foi complementada por simulações computacionais precisas, conduzidas pelo aluno de física Shengkai Li, como forma de estudar aspetos do sistema que seriam inconvenientes de estudar em laboratório.

Apesar da simplicidade dos BOBbots, os investigadores descobriram que, conforme os robôs se movem e se encontram, “formam-se agregados compactos que são capazes de limpar coletivamente detritos pesados ​​demais para serem movidos por um só”, refere Daniel Goldman, professor de física.

“Enquanto a maioria das pessoas constrói robôs cada vez mais complexos e caros para garantir a coordenação, queríamos ver que tarefas complexas poderiam ser realizadas com robôs muito simples”, observa.

O trabalho foi inspirado num modelo teórico de partículas que se movem num tabuleiro de xadrez, adianta o Futurity.

Uma abstração teórica, conhecida como sistema de partículas auto-organizadas, foi desenvolvida para estudar rigorosamente um modelo matemático dos BOBbots.

Através do uso de ideias da teoria da probabilidade, física estatística e algoritmos estocásticos, os especialistas foram capazes de provar que o modelo teórico passa por uma mudança de fase à medida que as interações magnéticas aumentam.

“A análise rigorosa não apenas mostrou como construir os BOBbots, como também revelou uma robustez inerente do nosso algoritmo que permitiu que alguns dos robôs apresentassem falhas ou fossem imprevisíveis”, explica Randall.

O estudo foi publicado na revista Science Advances a 23 de abril.

Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Marcelo considera que legislativas de 2023 devem servir para julgar uso dos fundos europeus

O Presidente da República defendeu esta terça-feira que Portugal tem de dar "o salto" com os fundos europeus e considerou que as eleições legislativas de 2023 devem servir para os portugueses julgarem a sua utilização. "Cabe …

Portugal regista mais 1.020 casos e seis mortes. Internamentos continuam a aumentar

Portugal registou esta terça-feira 1.020 novos casos de infeção por covid-19 e mais seis mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), nas …

"Toma a vacina ou ponho-te na prisão". Presidente das Filipinas ameaça prender quem recusar ser imunizado

O Presidente das Filipinas ameaçou prender quem se recusar a tomar a vacina contra a covid-19, numa altura em que o país combate o pior surto da doença desde o início da pandemia. "Se não se …

Preços das casas continuam a subir. Centeno alerta para riscos de bolha imobiliária

Os preços das casas voltaram a registar um aumento em relação ao mês passado e não subiam tanto há mais de dois anos. Uma situação que leva o Banco de Portugal a alertar para os …

Itália segue os passos de França e Espanha e abandona o uso de máscara na rua

A Itália vai suspender a obrigatoriedade do uso de máscaras ao ar livre a partir do próximo dia 28 de junho, revelou o governo na segunda-feira. Depois de ter sido considerado o epicentro da pandemia, Itália …

União Europeia endurece sanções contra a Bielorrússia

A União Europeia, os Estados Unidos, o Reino Unido e o Canadá decidiram, esta segunda-feira, punir dezenas de personalidades e empresas ligadas ao regime bielorrusso. No final de uma reunião, no Luxemburgo, os 27 Estados-membros da …

Casimiro quer 30 milhões pela Groundforce. 10 milhões são para a banca

Alfredo Casimiro está a tentar vender a sua parte na Groundforce por 25 a 30 milhões de euros. Contudo, o acionista não deverá ficar com o montante pago já que tem pagamentos em atraso a …

Meio milhão de mortes depois, Brasil pede (em força) demissão de Bolsonaro

No sábado, o número de óbitos por covid-19 ultrapassou o meio milhão no Brasil. Centenas de milhares de manifestantes encheram as ruas de mais de 400 cidades brasileiras e do mundo, acusando o Presidente Jair …

23 juízes nomeados "em velocidade de cruzeiro" nos Governos de Costa. "Porta giratória coloca em risco a democracia"

Durante os dois Governos de António Costa foram nomeados 23 magistrados para cargos políticos. Nomeações "em velocidade de cruzeiro", segundo a Associação Transparência e Integridade que fala de uma "porta giratória" que "coloca em risco …

Covid-19. Vacinação só de adultos pode tornar os jovens "reservatórios" da variante Delta

A vacinação da população adulta pode levar os mais jovens a tornarem-se um "reservatório" da variante Delta, mais contagiosa, e criar um ambiente propício ao surgimento de novas variantes. De acordo com Julian Tang, virologista na …