Robôs “burros” trabalham em conjunto para realizar tarefas complexas

Uma nova pesquisa mostra que, ao mesmo tempo que aumentam as interações magnéticas, um enxame de robôs dispersos, chamados BOBbots, pode reunir-se em aglomerados compactos para realizar tarefas complexas.

Fazer com que um enxame de robôs trabalhe coletivamente pode ser desafiante, a menos que os investigadores consigam articular cuidadosamente as suas interações através do uso de componentes e algoritmos cada vez mais sofisticados.

Nesta experiência, os investigadores quiseram mostrar que mesmo o mais simples dos robôs pode realizar tarefas muito além da sua capacidade pré-definida.

O objetivo de realizar essas tarefas mais complexas excedeu as expectativas da equipa, e os investigadores revelaram ser capazes de remover todos os sensores, comunicação, memória e computação do dispositivo, aproveitamento as características físicas dos robôs.

Os BOBbots da equipa, ou “bots que se comportam, organizam e agitam”, que foram assim chamados em homenagem ao pioneiro da física granular Bob Behringer, são “tão burros quanto podem ser”, explica Dana Randall, professora de computação do Georgia Institute of Technology.

“O seu chassis cilíndrico tem escovas vibratórias que fazem com que passem mais tempo em zonas com mais vizinhos”, revela a especialista.

A plataforma experimental foi complementada por simulações computacionais precisas, conduzidas pelo aluno de física Shengkai Li, como forma de estudar aspetos do sistema que seriam inconvenientes de estudar em laboratório.

Apesar da simplicidade dos BOBbots, os investigadores descobriram que, conforme os robôs se movem e se encontram, “formam-se agregados compactos que são capazes de limpar coletivamente detritos pesados ​​demais para serem movidos por um só”, refere Daniel Goldman, professor de física.

“Enquanto a maioria das pessoas constrói robôs cada vez mais complexos e caros para garantir a coordenação, queríamos ver que tarefas complexas poderiam ser realizadas com robôs muito simples”, observa.

O trabalho foi inspirado num modelo teórico de partículas que se movem num tabuleiro de xadrez, adianta o Futurity.

Uma abstração teórica, conhecida como sistema de partículas auto-organizadas, foi desenvolvida para estudar rigorosamente um modelo matemático dos BOBbots.

Através do uso de ideias da teoria da probabilidade, física estatística e algoritmos estocásticos, os especialistas foram capazes de provar que o modelo teórico passa por uma mudança de fase à medida que as interações magnéticas aumentam.

“A análise rigorosa não apenas mostrou como construir os BOBbots, como também revelou uma robustez inerente do nosso algoritmo que permitiu que alguns dos robôs apresentassem falhas ou fossem imprevisíveis”, explica Randall.

O estudo foi publicado na revista Science Advances a 23 de abril.

Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

E agora, Portugal? Depois do Grupo da Morte... Bélgica, Itália, França e Espanha no quadro

Teoricamente, desta vez a seleção nacional ficou claramente do lado mais forte na fase a eliminar do Europeu. Haverá um "escaldante" Inglaterra-Alemanha nos oitavos-de-final. Muitos adeptos portugueses ainda se lembram do golo tardio, noutro jogo, que …

Parlamento Europeu aprova novo estatuto do Provedor de Justiça

O Parlamento Europeu aprovou o novo estatuto do Provedor de Justiça Europeu que vai passar a trabalhar com novas regras, podendo avançar com os próprios inquéritos, prevendo-se também no novo regulamento medidas de proteção para …

Fernando Santos: "Estava a dizer à equipa para se chegar à frente"

Explicação do selecionador nacional, que esteve muito agitado durante os últimos minutos do Portugal-França. Uma primeira parte "excelente" e uma decisão duvidosa da equipa de arbitragem que alterou o resultado perto do intervalo. Fernando Santos começou …

Alemanha 2-2 Hungria | Goretzka salva germânicos no fim

Uma Alemanha impiedosa ao atrevimento da Hungria rendeu hoje um empate a duas bolas, selando a qualificação germânica para os ‘oitavos’ do Euro2020 e a despedida dos magiares no quarto e último lugar do Grupo …

Quase 900 funcionários dos Serviços Secretos dos EUA contraíram covid-19

Aproximadamente 900 funcionários dos Serviços Secretos dos Estados Unidos (EUA) testaram positivo para o coronavírus, de acordo com registos do governo obtidos por um grupo de vigilância. De acordo com os registos, obtidos pela Citizens for …

Portugal 2-2 França | Jogo louco vale empate com sabor a oitavos

A seleção portuguesa de futebol qualificou-se hoje para os oitavos de final do Euro2020, ao empatar 2-2 com a campeã mundial França, em encontro da terceira jornada do Grupo F do Euro2020, na Puskás Arena, …

Em 2020, mais de 8.500 crianças foram usadas como soldados

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), no ano passado, mais de 8.500 crianças foram usadas como soldados e quase 2.700 foram mortas devido à proximidade com vários conflitos existentes em todo o …

Portugal vs França: seleção empata 2-2 e está nos oitavos do Euro!

A seleção de Portugal jogou esta quarta-feira contra a França, num encontro que podia significar o apuramento para os Oitavos de Final do Euro 2020 ou o regresso a casa mais cedo e sem glória. …

Rússia nega investimento em IA para criação de microchips cerebrais

A Rússia negou as alegações de que estaria a investir em Inteligência Artificial que permitiria aos humanos controlar carros, aviões e usinas nucleares através de microchips implantados nos seus cérebros. O diário Kommersant relatou na terça-feira …

Bombeiro que socorreu a princesa Diana após o acidente revela as suas últimas palavras

Quase 24 anos depois da morte da princesa Diana, o chefe dos bombeiros que esteve no local na noite do acidente em Paris, revelou as suas últimas palavras. Amada por todo o mundo, a princesa do …