Robô está a ser acusado de morte de mulher no local de trabalho

A inteligência artificial e a automatização do trabalho está a começar a dominar as empresas, que utilizam cada vez mais a tecnologia para desempenhar funções repetitivas, perigosas ou de elevada exigência física. No entanto, as consequências negativas não demoraram a aparecer.

Foi o caso de Wanda Holbrook, uma mulher que trabalhava como técnica de manutenção na fábrica de componentes automóveis Ventra Ionia Mains no Michigan, EUA, e que faleceu em Julho de 2015.

A mulher ficou presa num dos robôs sendo posteriormente esmagada e declarada morta no local. A causa terá sido uma possível falha técnica do aparelho e, agora, o robô está a ser acusado da sua morte.

Segundo o Telegraph, o marido da vítima, William Holbrook, já apresentou queixa das cinco empresas que utilizam este tipo de máquinas – a Lincoln Electric, Flex-N-Gate, Prodomax, FANUC e Nachi.

William afirma que os robôs, as ferramentas, os comandos e as peças não foram adequadamente projetadas e não eram adequadas para uso.

Segundo o processo judicial, o robô da secção 130 entrou na secção 140 onde Wanda Holbrook estava a trabalhar. Depois, ao tentar colocar uma peça na linha de montagem, acabou por esmagar a mulher até à morte.

“O robô da secção 130 nunca deveria ter entrado na secção 140 e nunca deveria ter tentado carregar um conjunto de engate dentro de uma montagem que já estava carregada com uma montagem de engate”, lê-se na denúncia.

William Holbrook afirma que Wanda teve uma morte dolorosa, e “sofreu um tremendo susto, choque e sofrimento conscientes” enquanto estava a ser esmagada.

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. São circuitos lógicos.. credo… se alguém deve ser acusado ou é o operador.. ou o programador!

    Qualquer máquina deste tipo pode causar danos… são fortes e basta que lhe dêem instruções para isso ou que lhe apresentem uma situação com potencial “perigo” não previsto no seu algoritmo.. mas isso não faz dela uma assassina consciente, nem tão pouco este tipo de robots está a esse nível! As redes neuronais destes equipamentos é muito limitada… basicamente são motores passo-a-passo extremamente fortes com boas controladoras que recebe ordens de um programa (mais ou menos) autônomo.. nada de especial! Se isto.. faz aquilo.. se aquilo.. faz isto..

    Uma pergunta : O que estava o operador a fazer perto de uma máquina em funcionamento quando essa máquina não tem sensores de proximidade adequados? Não teria sido negligência do operador?

    Já agora… as imagens são da kuka e não dos robots em causa…

    • “O robô da secção 130 nunca deveria ter entrado na secção 140 e nunca deveria ter tentado carregar um conjunto de engate dentro de uma montagem que já estava carregada com uma montagem de engate”, lê-se na denúncia.” (Está na noticia) Começa a parecer-se com os humanos, passou-se dos carretos (dos passo a passo)

  2. Concordo plenamente, eu próprio sou técnico de automação industrial e sei precisamente como funcionam estas máquinas, de facto não tem sensores de proximidade e quando é feita a manutenção, é o técnico que tem a responsabilidade de desligar, ou colocar em modo de manutenção, pois há sistemas destes que o permitem.
    Se ninguém o fizer, claro que o “robot” não sabe se está alguém próximo, ele limita-se a cumprir o programa, programa feitos e lá colocados por PESSOAS, tão simples como isso: são máquinas “burras” só fazem o que lhes mandam… mais nada.

  3. O corpo da notícia contradiz o título. Quem foi acusado foram as empresas e não o robot, que nem sequer tem personalidade jurídica.

RESPONDER

Presidente da IPSS "O Sonho" constituído arguido

O presidente da Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) ‘O Sonho’, em Setúbal, foi constituído arguido e ouvido esta sexta-feira na Polícia Judiciária de Setúbal, disse à agência Lusa o diretor daquela polícia, Vítor Paiva. Segundo …

Cirurgiões retiram o "maior tumor cerebral de sempre"

No passado dia 14 de fevereiro, cirurgiões indianos conseguiram remover o maior tumor cerebral de sempre. Santlal Pal, de 31 anos, vivia desde 2015 com um tumor de 1,8 quilos. Santlal Pal viu nos últimos anos …

Tripulantes da Ryanair marcam greve para 29 de março, 1 e 4 de abril

Os tripulantes de cabine da Ryanair exigem o cumprimento da legislação laboral e afirmam que a situação laboral na empresa é "insustentável". Os tripulantes de cabine da Ryanair anunciaram hoje que vão estar em greve nos …

Governador do Missouri detido por chantagear uma mulher

O governador do Estado do Missouri foi detido esta quinta-feira sob acusação de ter chantageado uma mulher com quem manteve um relacionamento extraconjugal em 2015. Eric Greitens foi libertado sem fiança, esta sexta-feira. Eric Greitens foi …

PJ de Setúbal faz buscas na IPSS "O Sonho"

A Polícia Judiciária está a realizar buscas à instituição particular de solidariedade social (IPSS) "O Sonho", em Setúbal, por suspeitas dos crimes de fraude na obtenção de subsídio, participação económica em negócio e peculato. "As buscas, …

À luz das regras europeias, despedimento coletivo pode abranger grávidas

Segundo o Tribunal de Justiça, as grávidas podem ser despedidas em caso de despedimento coletivo. Em Portugal, a entidade patronal deve comprovar que a demissão não está relacionada com a gravidez. O Tribunal de Justiça da …

Sindicatos falam em adesão de 68% à greve dos CTT

Os sindicatos afetos aos CTT afirmam que estão cerca de duas mil pessoas na manifestação contra a atual situação dos Correios, enquanto a polícia aponta para 1.500, disseram à Lusa os responsáveis no local. Os trabalhadores …

Adalberto Campos Fernandes

Concurso de médicos recém-especialistas publicado na próxima semana

O despacho com a abertura do concurso para a colocação dos médicos recém-especialistas nos hospitais, reclamado há meses por estes profissionais, será publicado na próxima semana, anunciou hoje o ministro da Saúde. Adalberto Campos Fernandes fez …

Benfica e Jorge Jesus chegam a acordo

O atual treinador do Sporting confirmou ter chegado a acordo com o Benfica, no processo em que os encarnados pediam 14 milhões de euros de indemnização na sequência da saída do técnico da Luz. "Quem chegou …

"Uma vergonha" diz a Ordem sobre decreto que permite aos engenheiros assinar projetos

O projeto de lei que permite aos engenheiros assinar projetos de arquitetura, aprovado esta quinta-feira no parlamento, é "um retrocesso e uma vergonha" para o vice-presidente da Ordem dos Arquitetos, Daniel Fortuna do Couto. Daniel Fortuna …