/

Adeus redes de mergulho. Nasceu um robô movido a energia solar capaz de limpar piscinas sozinho

Nadar em piscinas pode ser muito divertido, mas usar uma rede de mergulho para tirar as folhas e resíduos que nelas flutuam pode ser uma tarefa entediante – apesar de necessária. Por isso, a empresa Pivot-Solar Breeze criou o robô Ariel. Este dispositivo é movido a energia solar e trabalha autonomamente.

Fabricado pela empresa Pivot-Solar Breeze, com sede nos EUA, o Ariel apresenta dois painéis fotovoltaicos à prova de água na parte superior. Estes fornecem energia ao robô durante o dia – enquanto o sol está alto – e carrega uma bateria interna que permite que o dispositivo funcione à noite por mais de 10 horas seguidas.

Uma vez ligado e colocado na piscina, o Ariel faz o seu caminho para frente e para trás na superfície a uma velocidade entre 3 e 6 metros por minuto. Para isso o robô usa uma roda frontal para atrair as folhas e outros detritos flutuantes, juntamente com partículas mais finas, como poeira e pólen. Todos os resíduos que o robô recolhe podem depois ser retirados.

A propulsão é fornecida por duas rodas traseiras que operam lado a lado de forma independente, permitindo que o robô se vá virando para para a esquerda ou para a direita. O dispositivo também conta com sensores nos dois cantos frontais que detetam quando este atinge a lateral da piscina ou quando encontra outros obstáculos.

De acordo com a empresa, o Ariel é capaz de cobrir a superfície de uma piscina doméstica de tamanho médio em aproximadamente uma hora e meia, recolhendo e retendo partículas. O robô doméstico foi pensado para operar em temperaturas ambiente que  variam entre 4º e 54º C.

O Ariel já está disponível nos Estados Unidos para pré-encomenda por 468 dólares. As entregas devem começar já em março, diz o New Atlas.

  Ana Moura, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.