O novo robô da Toyota pendura-se no teto como um morcego (e ajuda nas tarefas domésticas)

O Toyota Research Institute (TRI) desenvolveu recentemente um braço robótico que os especialistas acreditam ser o futuro dos robôs domésticos integrados no ambiente.

A população está a envelhecer a um ritmo muito rápido, um problema para muitos países que lutam cada vez mais afincadamente para encontrar recursos para cuidar dos idosos. Com este problema em mente, a divisão de robótica da Toyota decidiu concentrar esforços no desenvolvimento de ajudantes mecânicos para o lar.

Segundo o The Verge, o objetivo é adaptar os robôs para que estas máquinas operem em ambientes complexos e não estruturados, como as nossas casas. “Ao contrário das fábricas, onde o ambiente é estruturado e programável, os ambientes humanos naturais, como as nossas casas, são desestruturados e diversos”, explicou o Toyota Research Institute (TRI).

A 30 de setembro, este departamento da Toyota lançou um vídeo com um passeio em 360° que mostra alguns destes ambientes com robôs adaptados. O foco é sempre o mesmo: a assistência domiciliar para lidar com a questão do envelhecimento da população.

Em comunicado, a empresa avançou que, “de acordo com as Nações Unidas, nas próximas três décadas, a população global com mais de 65 anos deve mais do que duplicar”. “Isso significa que mais de 1,5 mil milhões de pessoas em todo o mundo terão 65 anos ou mais até 2050.”

À medida que as sociedades envelhecem, haverá uma procura crescente de sistemas que permitam às pessoas viver de forma independente durante mais tempo.

“A pesquisa robótica do TRI está focada no ambiente domiciliar porque é nesse ambiente que os robôs podem oferecer a maior ajuda para alcançar a realização humana. É também um dos ambientes mais complexos para os robôs dominarem”, justificou Max Bajracharya, vice-presidente de robótica do Toyota Research Institute.

Uma das soluções passa por prender um braço robótico ao teto, de modo a que a máquina seja capaz de realizar tarefas como limpar a bancada ou pôr a máquina de lavar a loiça a funcionar. Este projeto foi inspirado nas casas japonesas, nas quais o espaço limitado restringiria a capacidade de um robô operar.

Imaginando uma casa construída com robôs integrados diretamente na arquitetura, os especialistas do TRI usaram realidade virtual para treinar as máquinas: os humanos realizaram as ações desejadas, como limpar uma mesa, e os movimentos foram depois programados nos robôs.

Não está nos planos da Toyota comercializar esta tecnologia, uma vez que estes robôs são protótipos cujo único intuito é acelerar a pesquisa levada a cabo pelos investigadores do TRI. Para o instituto, o desafio passa por desenvolver uma robótica “centrada no ser humano”, na qual cada pessoa representa um caso único.

“O objetivo não é apenas dar gadgets às pessoas, mas encontrar maneiras de permitir que as pessoas alcancem a realização e ajudem a sociedade, cada uma à sua maneira.”

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"O medo não é a vacina". Centenas de pessoas contestam medidas do Governo em Lisboa

Centenas de pessoas contestaram este sábado as medidas impostas pelo Governo para mitigar os efeitos da pandemia de covid-19, com gritos pela “liberdade” e pela “verdade”, numa manifestação realizada na praça do Rossio, em Lisboa. A …

Os humanos estão a pôr em causa a alimentação dos animais predadores

Os animais predadores que vivem perto de humanos estão a obter metade dos alimentos supostos e isso pode ser muito prejudicial, referem investigadores americanos. De acordo com um novo estudo publicado no jornal Proceedings of the …

Plataformas de streaming passam a ter de pagar 1% do seu lucro ao Estado

As plataformas de streaming passam a pagar uma taxa, após a proposta de lei ser aprovada esta sexta-feira, na Assembleia da República. Serviços como a Netflix, a HBO Portugal ou a Disney +, passam a …

Porto 1-0 Gil Vicente | Dupla Shoya-Evanilson embala “dragão”

Difícil, mas justo. O FC Porto recebeu o Gil Vicente numa noite chuvosa no Dragão, dominou claramente até aos 75 minutos – altura em que Zaidu foi expulso – e venceu por 1-0. Um resultado …

O novo recurso da Google encontra qualquer música. Basta cantarolar, assobiar ou cantar

Na semana passada, a gigante tecnológica da Google lançou uma versão atualizada da aplicação que ajuda a encontrar qualquer música que esteja presa na sua cabeça - mas que não saiba o nome. Com a nova …

Pintura de Jacob Lawrence desaparecida há 60 anos foi encontrada em Nova Iorque

Uma visitante do Met, nos Estados Unidos, descobriu o paredeiro do quadro desaparecido de Jacob Lawrence. A mulher associou o quadro a um pendurado na sala de estar dos seus vizinhos, suspeitando que poderia fazer …

Fezes ancestrais ajudam a descobrir como o microbioma afeta a nossa saúde

Um novo estudo, realizado em Israel e na Letónia, analisou fezes ancestrais e comparou-as com o nosso microbioma para tentar descobrir pistas sobre as doenças modernas. A equipa de investigadores, que trabalhou enterrada até aos joelhos …

Santa Clara 1-2 Sporting | “Leão” mostra POTEncial nas ilhas

Ao final da tarde deste sábado, o Sporting venceu o Santa Clara por 2-1, num duelo a contar para a 5ª jornada da Liga NOS que decorreu no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada. …

Robô ultrarrealista pode vir a substituir os golfinhos em cativeiro em parques temáticos

A empresa de engenharia Edge Innovations, com sede em São Francisco, Estados Unidos, projetou e construiu um golfinho-robô que se parece e age quase exatamente como um. Nadando ao redor da piscina enquanto um grupo de …

PCP avisa: Abstenção é “apenas e só” para discutir o OE2021

O secretário-geral do PCP avisou este sábado que a abstenção anunciada pelo partido visa "apenas e só" fazer passar o Orçamento do Estado de 2021 a "outra fase de discussão" e recusou estar garantido um …