Rio Nilo tem 30 milhões de anos. É seis vezes mais antigo do que se pensava

Um grupo de cientistas estudou diferentes sedimentos do rio, incluindo as rochas vulcânicas da região planáltica da Etiópia, e fez simulações computacionais para traçar a vida do rio até ao passado mais longínquo, contabilizou agora pela primeira a idade do Nilo: 30 milhões de anos, seis vezes mais do que se pensava.

Com esse estudo, publicado na segunda-feira na Nature Geoscience, a equipa conseguiu desvendar também o mistério do rio fiel ao seu leito há 30 milhões. Com 6800 quilómetros de extensão, o Nilo é o maior rio de África, disputando com o Amazonas, no Brasil, o título de maior rio do mundo, noticiou o Diário de Notícias.

De acordo com a equipa liderada por Claudio Faccena, professor e investigador da universidades de Roma (Itália) e de Austin (Estados Unidos), foram os movimentos da rochas no interior do manto da Terra – camada geológica que fica logo abaixo da crosta terrestre -, que condicionaram o leito do rio e o mantiveram praticamente imutável ao longo de toda a sua existência.

“Uma das grandes questões acerca do Nilo é exatamente essa, de quando surgiu e por que motivo se manteve inalterado durante tanto tempo”, afirmou Claudio Faccena, citado num comunidade da Universidade de Austin, sublinhando que a solução encontrada pelo seu grupo para poder vez essa avaliação “é muito entusiasmante”.

O resultado da investigação mostra que foram os movimentos lentos das rochas no interior do manto da Terra sob aquela região do continente africano que permitiram ao Nilo manter o seu curso estável ao longo dos seus 30 milhões de anos.

O modelo concebido pela equipa mostrou que uma pluma subterrânea de rocha quente, no interior do manto, chegou há 30 milhões de anos à região sobre a qual se ergue o planalto da Etiópia, dando origem à erupção vulcânica cuja lava acabou por formar o próprio planalto. Essa pluma ativou uma corrente geológica que se mantém até hoje e que acabou por condicionar o curso do próprio rio.

O manto da Terra é composto por rochas sólidas que se movimentam como um fluído por longos períodos e, tal como acontece nos oceanos à superfície, diferentes zonas do manto têm também movimentações diversas. Ali é tem sido mais lenta e na direção sul-norte.

Foi a técnica da análise geológica das rochas e sedimentos do rio em diferentes pontos, combinada com simulações computacionais, que permitiu chegar aos novos dados. A equipa pretende agora aplicar esse novo método de análise a outros rios do mundo, como o Yangtzé e o Congo.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Nicolas Bourbaki foi o maior matemático de sempre (mas nunca existiu)

Considerado como um dos maiores matemáticos de sempre, Nicolas Bourbaki não passava de um pseudónimo adotado por um grupo de grandes matemáticos, que revolucionou a matemática como a conhecemos. Nicolas Bourbaki está entre os maiores matemáticos …

No aquário do Tennessee, é uma enguia que acende as luzes da árvore de Natal

A enguia Miguel Wattson é a responsável pelo espírito natalício que se vive no Aquário do Tennessee, nos Estados Unidos. O Aquário do Tennessee, nos Estados Unidos, encontrou uma forma inusitada de celebrar esta época festiva: …

Há 34 anos, Diana dançou com Travolta. Agora, o seu vestido foi vendido por 261 mil euros

O vestido que a Princesa Diana usou para jantar na Casa Branca, em 1985, foi vendido por mais de 261 mil euros. O vestido azul que a Princesa Diana usou num jantar na Casa Branca, em …

Doentes crónicos com baixo nível de literacia em saúde recorrem mais às urgências

Os doentes crónicos e com um nível de literacia em saúde mais baixo utilizam mais vezes os serviços de urgência hospitalares e dos centros de saúde, bem como as consultas de medicina geral e familiar, …

Ártico viveu em 2019 o segundo ano mais quente em 119 anos

O Ártico viveu em 2019 o seu segundo ano mais quente desde 1900, de acordo com um relatório publicado na terça-feira, aumentando receios de degelo e aumento do nível da água. O Polo Norte está a …

Jardineiro encontra por acaso a obra mais procurada de Gustav Klimt. Estava no galeria onde foi roubada

Um funcionário da galeria de arte Ricci Oddi, na cidade italiana de Piacenza, encontrou por acaso a obra mais procurado do pintor austríaco Gustav Klimt. Estava na própria galeria, onde a obra terá sido roubada …

YouTube reforça políticas contra assédio online

O YouTube anunciou, esta quarta-feira, um conjunto de alterações às políticas que visam combater o assédio que existe na plataforma. O YouTube anunciou esta quarta-feira o reforço das suas políticas contra o assédio online, que preveem …

Deus bebé indiano vence caso em tribunal e reinvindica território sagrado

O Supremo Tribunal Indiano declarou Ram Lalla Virajman, um deus bebé, como o legítimo proprietário de Ayodhya, uma terra no norte da Índia considerada sagrada por muçulmanos e hindus. O tribunal decidiu que o Governo …

China usa comités partidários para manipular empresas estrangeiras

Em outubro, quando a Liga Norte-Americana de Basquetebol (NBA) tentou voltar atrás no apoio aos protestos em Hong Kong, foi criticada por se submeter ao regime autoritário da China. Mas são cada vez mais as …

Ângelo Rodrigues, Flamengo e Tinder. Os temas mais procurados pelos portugueses no Google

Ângelo Rodrigues, Flamengo, como saber onde votar, como funciona o Tinder e "Game of Thrones" estão entre os tópicos que os utilizadores portugueses do Google mais pesquisaram ao longo de 2019. Os dados são divulgados …