Rio de Janeiro anuncia regresso do público aos estádios de futebol

Alexandre Vidal , Marcelo Cortes / Flamengo

O prefeito da cidade brasileira do Rio de Janeiro anunciou, esta sexta-feira, o regresso do público aos estádios de futebol da cidade, uma das mais afetados pela covid-19, a partir de outubro.

O prefeito Marcelo Crivella salientou, porém, que o regresso será feito com uma capacidade reduzida e sob uma série de medidas de biossegurança.

Crivella disse aos jornalistas estar confiante que a primeira partida com adeptos decorra a 4 de outubro, no Maracanã, onde o Flamengo e Atlético Paranaense se enfrentarão na 13.ª jornada do Campeonato Brasileiro.

Para esse encontro, segundo o prefeito, vão estar à venda 20 mil bilhetes, o que equivale a um terço da capacidade do estádio, regra que, em princípio, se aplicará aos restantes jogos que aconteçam na cidade do Rio de Janeiro.

O prefeito recomendou que os maiores de 60 anos e menores de 12 anos não frequentem os estádios.

As competições de futebol no Brasil foram suspensas em março devido à pandemia do novo coronavírus e só voltaram gradualmente a partir de junho, embora sem a presença de adeptos, situação que se manteve em todo o país até agora.

O Rio de Janeiro foi o primeiro estado do país a autorizar a volta ao futebol com a regresso do Campeonato Carioca, apesar do elevado número de doentes e mortes devido à covid-19, e agora vai ser também a primeira cidade a permitir a entrada de adeptos nos estádios.

“Temos duas semanas para os administradores do estádio, da federação e do pessoal da vigilância sanitária se ajustarem”, disse Crivella, que vai disputar a reeleição no sufrágio municipal, agendado para novembro deste ano, e que até ao momento aparece como segundo colocado nas sondagens.

De acordo com a prefeitura, a reabertura dos estádios terá de obedecer a um protocolo, com medição da temperatura dos adeptos, distribuição de álcool em gel, obrigatoriedade do uso máscara e de distanciamento social. Além disso, os bilhetes só podem ser adquiridos pela internet, para evitar filas e aglomerações.

Crivella indicou que a reabertura dos estádios pode servir para diminuir a ida às praias dos residentes, que nas últimas semanas estiveram repletas de banhistas, apesar das restrições sanitárias em vigor.

Segundo os últimos dados oficiais, o Rio de Janeiro acumula cerca de 100 mil casos confirmados e 10.449 óbitos devido à covid-19. Atualmente, a taxa de mortalidade pela doença naquela cidade é de 155,5 óbitos por 100 mil habitantes, mais do que o dobro da média nacional, que é de 64,6.

135 mil mortos e quase 4,5 milhões de casos

O Brasil é o país lusófono mais afetado pela pandemia e um dos mais atingidos no mundo, depois dos Estados Unidos. O país ultrapassou hoje os 135 mil mortos devido à covid-19 (135.793) e aproxima-se dos 4,5 milhões de casos de infeção (4.495.183), informou o Ministério da Saúde.

Destes, 858 óbitos e 39.797 infetados foram contabilizados nas últimas 24 horas, estando as autoridades de Saúde ainda a investigar se 2.352 mortes ocorridas no país estão relacionadas com o novo coronavírus.

Geograficamente, os estados brasileiros com maior número de pessoas diagnosticadas com a doença são São Paulo (924.532), Bahia (292.019), Minas Gerais (265.185). O Rio de Janeiro, com 249.798, é o quarto estado mais afetado.

Já em relação aos óbitos, São Paulo (33.678), Rio de Janeiro (17.575), Ceará (8.790) e Pernambuco (7.971) lideram a lista de unidades federativas mais afetadas.

Durante uma conferência de imprensa na tarde desta sexta-feira, o Ministério da Saúde divulgou um guia com sugestão de normas a serem adotadas no regresso das atividades presenciais nas escolas do país.

No documento, de 16 páginas, são dadas orientações para que as escolas meçam a temperatura de alunos e profissionais sempre que cheguem às instituições de ensino, assim como para o uso de máscaras.

O manual prevê ainda que as escolas organizem as salas de aula de forma a que os alunos fiquem a uma distância mínima de um metro entre si, distância essa que também deverá ser mantida no restante recinto escolar.

De acordo com o Ministério da Saúde, o guia não é de caráter obrigatório, cabendo a estados e municípios a decisão de reabrirem as escolas.

O executivo anunciou ainda que entregou 454 milhões de reais (cerca de 71 milhões de euros, no câmbio atual) para auxiliar as gestões locais nos esforços para o regresso às aulas, como a compra de equipamentos e produtos como álcool em gel.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 946.727 mortos e mais de 30,2 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Disney+ alerta para estereótipos racistas. Filmes clássicos com avisos sobre "maus tratos"

Embora já exibisse mensagens padrão desde o ano passado, a nova plataforma de vídeo Disney+ mostra agora um aviso, que não pode ser passado à frente, no início de vários filmes clássicos - como Dumbo …

Curados da covid-19 continuam com sintomas meses depois de terem contraído o vírus

Um estudo da Universidade de Oxford indica que 64% dos pacientes hospitalizados com o novo coronavírus apresenta falta de ar 2 a 3 meses depois de serem infetados. E quase 40% tem sintomas de depressão. Já …

Portugal vai estar no Mundial sub-20 (sem jogar o apuramento)

Todas as fases do Europeu sub-19 foram canceladas e a seleção portuguesa foi uma das eleitas para participar no Mundial do próximo ano. Portugal já sabe que vai estar na fase final do Mundial sub-20 (se …

Novos implantes cardíacos podem salvar 10 mil vidas por ano

O chamado envelope antibiótico envolve o implante cardíaco e previne infeções no paciente. Por ano, morrem cerca de 10 mil pessoas devido a infeções geradas pelo implante. O pacemaker é um pequeno aparelho que é colocado …

Banda dá concerto com músicos e público envoltos em bolhas de plástico para evitar contágio

A banda norte-americana Flaming Lips utilizou bolhas insufláveis ​​de tamanho humano num concerto em Oklahoma, uma solução para proteger os músicos e o público do novo coronavírus, enquanto tenta encontrar uma forma segura para atuar …

EUA. Especialista diz que as próximas semanas "vão ser as mais negras de toda a pandemia"

Um especialista em doenças infecciosas disse que no caso dos Estados Unidos, as próximas seis a 12 semanas vão ser as mais negras de toda a pandemia de covid-19. Michael Osterholm, diretor do Centro de Investigação …

Chelsea inscreve... Petr Cech

Antigo guarda-redes poderá voltar aos relvados nesta época, embora seja pouco provável, para já. Petr Čech entrou em campo pela última vez em maio de 2019, há quase um ano e meio. Já tinha anunciado a …

Disparos de satélites e naves do Star Trek? Relatório revela como seria uma guerra no Espaço

A criação da Força Espacial dos Estados Unidos evocou todos os tipos de noções fantasiosas sobre o combate no Espaço. Assim, um novo relatório explica o que é física e praticamente possível quando se trata …

Japão prepara-se para lançar água tratada de Fukushima no mar

O Japão vai libertar mais de um milhão de toneladas de água tratada da usina nuclear de Fukushima no mar, numa operação que levará cerca de 30 anos para ficar concluída. Ambientalistas e pescadores locais …

Turismo de mergulho? Submarino da "frota perdida" de Hitler aguarda o seu destino no fundo do Mar Negro

Coberto por “redes fantasmas” deixadas por pescadores, os destroços de um submarino U-20 enviado para o Mar Negro pela Alemanha nazi tornou-se recentemente tema de um documentário produzido na Turquia. Localizado a uma profundidade de 20 …