Rio afasta ideia de geringonça à direita e critica atuação do Banco de Portugal

João Relvas / Lusa

O presidente do Partido Social Democrata (PSD), Rui Rio

Num almoço-debate da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, Rui Rio afastou a hipótese de uma geringonça à direita, denunciou um poder político fraco e criticou a atuação do Banco de Portugal.

“À direita, nunca pode haver uma geringonça em que eu seja o líder, porque à direita tem de ser uma ligação consistente e com sentido”, disse o líder do PSD, num almoço-debate realizado pela Câmara de Comércio e Indústria, em Lisboa. Rio disse que apenas com “sentido estratégico” é que juntaria 116 deputados.

Ainda nesta vertente, Rui Rio criticou a geringonça formada nas últimas legislativas. “Uma geringonça é algo mal amanhado que, no caso da esquerda, foi concertado apenas para haver uma maioria parlamentar e que não tinha um programa estratégico“, disse, citado pelo Correio da Manhã.

Com Paulo Portas na audiência, como vice-presidente da organização, o social-democrata deixou duras críticas à atuação do Banco de Portugal nos últimos anos. “Nenhum português pode ver a atuação do Banco de Portugal com bons olhos. Se tivesse estado mais atento, se tivesse sido mais independente, não tínhamos chegado à situação a que chegámos”, atirou.

Rui Rio relembrou que no caso do Banco Espírito Santo, Cavaco Silva, o então presidente da República, até foi levado a dizer que estava tudo bem com o banco, mas pouco tempo depois viria a colapsar. “Afirmações feitas sobre o GES e o BES demonstram que o Banco de Portugal não estava bem ciente do problema, quando diz que o GES estava mal e o BES estava bem”, explicou, citado pela Rádio Renascença.

Para o líder social-democrata, o supervisor tinha de ter mais prudência, caso contrário acabaria por enganar as pessoas, “como enganou muitas, que perderam ainda mais dinheiro”. Por essa razão, Rio admite um olhar “muito, muito crítico” sobre a atuação de várias administrações.

Rio apenas dá um desconto ao Banco de Portugal: “a crise económica e financeira”, que evidentemente acelerou os problemas na banca, limitando a ação do supervisor.

Em relação às eleições legislativas que se aproxima, o líder do Partido Social Democrata, segundo o Expresso, reiterou que, seja no poder ou na oposição, fará os possíveis para impor quatro grandes reformas estruturais: descentralização, Segurança Social, justiça e sistema político.

E explicou a sua visão: “O país tem estrangulamentos estruturais. Ou nos libertamos desses estrangulamentos ou a maioria terá de ser ainda mais alargada para se libertar desse estrangulamento. O poder político já é tão fraco que os poderes fáticos já têm mais poder do que o poder político”.

O debate também foi aproveitado para deixar algumas críticas ao PS, nomeadamente no modelo económico seguido. O Governo de Costa foi acusado de “distribuir o que há e não aplicar nada para preparar o futuro”.

A saúde também veio à baila, com Rio a culpar o PS do estado do SNS. “O PS enche a boca a dizer que criou o SNS, mas o primeiro a não cumpri-lo é o PS. O PS pegou no SNS e pô-lo num caos completo”, explicou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Alguns planetas podem orbitar um buraco negro supermassivo em vez de uma estrela

Estamos habituados à ideia de que um planeta orbita estrelas. No entanto, estes corpos celestes podem também existir em torno de buracos negros supermassivos. Os cientistas já haviam adotado a ideia de que há planetas a …

PSD a 3 deputados da maioria na Madeira. CDS afasta geringonças

Miguel Albuquerque, político experiente, apreciador de música e apaixonado por rosas, voltou hoje a vencer as eleições regionais da Madeira, mas tem agora pela frente a ‘espinhosa’ tarefa de negociar um entendimento que garanta estabilidade …

Porto 2-0 Santa Clara | E vão cinco vitórias consecutivas na Liga

O FC Porto respondeu ao triunfo do Benfica no sábado em Moreira de Cónegos com a quinta vitória consecutiva na Liga, na recepção ao Santa Clara, por 2-0. Num jogo morno, com uma segunda parte mal jogada …

Mazda entra na corrida e prepara lançamento do seu primeiro carro elétrico

A Mazda garantiu o lançamento do seu primeiro carro elétrico já no próximo ano. O veículo será apresentado no Salão Automóvel de Tóquio. A corrida dos veículos elétricos acelera a todo o vapor e a Mazda …

Descobertas evidências de um reino bíblico em pleno deserto israelita

A bíblia faz referência a um reino de Edom, do século X antes de Cristo. Novas evidências sugerem que este reino poderá ter estado assente no deserto de Arava, no Israel. A análise de arqueólogos a …

PSD vence regionais na Madeira mas perde maioria absoluta

O PSD venceu hoje as eleições legislativas regionais na Madeira, com 37% a 41% dos votos, o que lhe retira a maioria absoluta no parlamento, segundo a projeção da RTP/Católica. O Partido Social Democrata venceu as …

No Afeganistão, há mulheres a arriscar a vida por um golo

As jogadores da seleção de futebol feminino do Afeganistão não treinam no seu país por razões de segurança. Muitas sofreram abusos sexuais e correm risco de vida para poderem jogar futebol. Pelo menos alguma vez na …

Cientista diz que avanços científicos podem levar à extinção humana

A evolução da ciência e tecnologia pode ser fundamental para evitar catástrofes, mas, ironicamente, pode também ser a causadora do fim da nossa espécie. O estudo das mudanças climáticas baseia-se em simulações cada vez mais de …

A ilha mais remota do mundo tem nome português

Tristão da Cunha é uma ilha com apenas 250 habitantes, onde ninguém fala português. Não há hotel nem aeroporto. Há quem parta em busca de um lugar sossegado para evitar as grandes multidões turísticas. Caso esteja …

Costa não tinha dúvidas. O parecer da PGR sobre familiares é “absolutamente inequívoco”

O secretário-geral do PS, António Costa, defendeu hoje que o parecer da Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre as incompatibilidades entre governantes e negócios com empresas de familiares é “absolutamente inequívoco”. “O parecer é absolutamente inequívoco sobre …