Ricardo Salgado proibido de voltar a ser banqueiro até 2028

José Sena Goulão / Lusa

Ricardo Salgado está proibido de assumir cargos de topo em instituições financeiras até 2028, determina uma decisão do Tribunal Constitucional. Amílcar Morais Pires fica impedido de o fazer até 2021.

O Tribunal Constitucional (TC) chegou a uma decisão judicial, não recorrível, que proíbe Ricardo Salgado de voltar a ser banqueiro até 2028. Amílcar Morais Pires, por sua vez, foi proibido de exercer novas funções numa instituição bancária até 2021, avança o Expresso.

Esta terça-feira, o TC rejeitou um segundo recurso de Ricardo Salgado relativamente à coima de 3,7 milhões de euros determinada pelo Banco de Portugal, devido a atos de gestão ruinosa no Banco Espírito Santo (BES). A multa diz respeito à gestão levada a cabo ainda antes de o banco ter sido resolvido, em agosto de 2014.

Esta foi a primeira vez que houve uma condenação confirmada por atos de gestão ruinosa.

“(…) A decisão recorrida corre inequivocamente no sentido da não verificação do referido elemento do ‘desfavor’ para o arguido (o qual seria indispensável para que pudesse considerar-se preenchido, em relação a esta questão, o pressuposto da ratio decidendi), sendo que, perante os elementos emergentes dos autos, o único exercício capaz de conduzir a uma conclusão diferente seria o de o Tribunal Constitucional substituir agora uma sua própria leitura desse estrito problema de direito ordinário à leitura que foi abertamente acolhida pelo tribunal a quo. Por razões abundantemente expostas e consabidas, isso não pode ocorrer”, pode ler-se no acórdão.

A decisão do TC incide sobre um pedido de inconstitucionalidade por parte do antigo presidente do BES relativo a uma acusação do regulador da banca sobre gestão ruinosa pela falsificação de contas da Espírito Santo International e esquema fraudulento de emissão de dívida no valor de 1,3 mil milhões de euros, colocada em clientes do BES.

A proibição de assumir cargos de topo em instituições financeiras começa a contar a partir da decisão judicial transitada em julgado, que deverá ocorrer este ano, realça o semanário. Na altura em que terminar a proibição de Ricardo Salgado, o ex-presidente do BES já terá 84 anos.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Devia antes ser proibido de respirar até pagar pelo que fez ou, pelo menos, até devolver tudo o que tem escondido na Suiça e noutros paraísos fiscais onde os ricaços escondem o que roubam!..

  2. Grande castigo. Ai que medo!
    – É mesmo gozar com o Zé. Mais um exemplo de que não LHES CONVÉM avançar no combate aos crimes de colarinho branco: hoje és tu, amanhã poderei ser eu…

  3. Ele e toda a direcção do BES e de outros bancos que levaram à falência deviam era estar presos, mas como estamos em Portugal ele e todos os restantes ainda gozam com o Povo, na América O banqueiro Bernard Madoff foi esta tarde condenado a 150 anos de prisão por um tribunal de Nova Iorque, sobre isso nem um politico prepõe que se altere esta situação não lhes convém mas falam todos como se fossem uns santinhos

RESPONDER

EUA impõe novas sanções e expulsam dez diplomatas russos. Moscovo promete resposta “inevitável”

O Governo dos EUA anunciou hoje novas sanções financeiras contra a Rússia e a expulsão de 10 diplomatas russos, em resposta a recentes ataques cibernéticos e à interferência na eleição presidencial de 2020 atribuída a …

Rede 5G pode transmitir energia elétrica e substituir baterias

Os investigadores descobriram uma maneira inovadora de explorar a capacidade das redes 5G, transformando-as numa “rede elétrica sem fios” de modo a alimentar dispositivos de Internet das Coisas (IoT) que precisam de baterias para funcionar. Os …

Itália vai enviar réplica de David de Michelangelo para o Dubai

No final de abril, Itália vai enviar uma réplica em tamanho real do famoso David de Michelangelo, feita com impressoras 3D, para a Exposição Universal do Dubai, que se irá realizar de 1 de outubro …

China pede a membro do Governo japonês que beba água de Fukushima

O Japão garante que a água de Fukushima que vai despejar no Pacífico não representa nenhum perigo para a saúde e pode até ser consumida. Para o provar a China pediu a um oficial japonês …

Emirados Árabes Unidos anunciaram a primeira mulher astronauta da história do país

Nora Al-Matrooshi é a primeira mulher astronauta dos Emirados. A contratação é vista como um marco histórico para os Emirados Árabes Unidos. Nora foi escolhida para o programa Sheik Mohammed. Os Emirados Árabes Unidos contrataram a …

Investigação sobre cultivo de células humanas em macacos é "mais um passo" para compreender doenças

Investigadores de instituições chinesas e norte-americanas conseguiram integrar células humanas em embriões de macacos, um avanço na pesquisa biomédica sobre determinadas doenças e transplante de órgãos, defende um estudo hoje divulgado. "Um objetivo importante da biologia …

Elisa Ferreira considera que Portugal está a ser "bem-sucedido" na Presidência da UE

A comissária europeia Elisa Ferreira considera que a presidência portuguesa do Conselho da UE está a ser “reconhecidamente bem-sucedida”, ao conseguir fazer avançar dossiês num contexto particularmente difícil, ainda “em plena crise” de covid-19. Em entrevista …

Suspeitas de efeitos secundários das vacinas na UE representam 0,3%

De acordo com os dados da plataforma europeia de vigilância de reações adversas, até terça-feira tinham sido notificadas 163.582 suspeitas de efeitos secundários da vacina da AstraZeneca (Vaxzevria), 106.375 da Pfizer, 14.235 da Moderna e …

Sandra Cunha, deputada do BE, renuncia ao cargo. Está a ser investigada por falsa morada

A deputada do Bloco de Esquerda, Sandra Cunha, eleita pelo círculo de Setúbal, pediu a renúncia ao mandato na Assembleia da República nesta quinta-feira. Segundo o Público, Sandra Cunha está a ser investigada pelo Ministério Público …

Quénia. ONU cria plano "sustentável" para fechar campos que abrigam 430.000 refugiados

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados da Organização das Nações Unidas (ACNUR) entregou ao governo queniano propostas "sustentáveis ​​e baseadas em direitos" para o encerramento dos campos de refugiados de Dadaab e de …