Confirmada a causa da morte da neta de Robert F. Kennedy

Saoirse Kennedy Hill, neta do falecido procurador-geral dos EUA, Robert F. Kennedy

As autoridades norte-americanas confirmaram este domingo que Saoirse Kennedy Hill, neta de Robert F. Kennedy, irmão do antigo Presidente John F. Kennedy, morreu na sequência de uma overdose acidental de drogas.

De acordo com a emissora norte-americana CNN, os exames toxicológicos relevaram toxidade aguda no corpo da jovem de 22 anos por metadona, fluoxetina, norfluoxetina, diazepam, nordazepam e álcool.

O corpo de Saoirse Kennedy Hill, filha de Courtney Kennedy Hill, foi encontrado no passado dia 1 de agosto numa residência da família, na cidade de Hyannis Port, Massachusetts. Na época, as autoridades não avançaram com a causa da morte, mas pessoas próximas às família adiantaram que se trataria de uma overdose.

Em 2016, Saoirse Kennedy Hill revelou que lutava contra a depressão.

“A minha depressão enraizou-se no início dos anos do ensino secundário e ficará comigo pelo resto da minha vida. Apesar de ser, acima de tudo, uma rapariga feliz, sofri de ataques de profunda tristeza que pareciam uma pedra pesada no meu peito”, escreveu num artigo, citado pela CBS News.

Estudante em Boston, Saoirse Kennedy Hill passou a sua infância na Irlanda e foi voluntária aos 18 anos no México, onde ajudou a construir escolas junto de comunidades indígenas. As causas sociais sempre marcaram o seu percurso, à semelhança da avó que foi uma grande ativista dos Direitos Humanos nos Estados Unidos.

A “maldição” dos Kennedy

Saoirse Kennedy Hill é o segundo membro da família Kennedy a morrer à conta das drogas. Já David Kennedy, filho de Robert F. Kennedy e tio da jovem, havia morrido de uma overdose aos 29 anos, tal como recordou o Observador.

Quando tinha 16 anos, a rapariga publicou uma mensagem ao tio por ocasião dos 30 anos da sua morte: “Tinhas um espírito gentil e amoroso que passou por lutas inimagináveis ​​na sua vida. Entristece-me saber que nunca nos encontraremos neste mundo, mas sei que te verei no céu com meu avô, com o tio Michael e outros membros da família”.

O New York Times adjetivou de “ladainha das tragédias” as mortes dentro da família Kennedy. Joseph P. Kennedy Jr., irmão do antigo Presidente norte-americano, morreu em 1944, aos 29 anos, quando o avião de combate em que seguia durante a 2.ª Guerra Mundial se despenhou.

Três anos antes, a irmã, Rosemary Kennedy, já tinha morrido durante uma lobotomia que correu mal. Em 1948, outra irmã, Kathleen Kennedy, morreu num desastre de aviação, com 28 anos.

Em 1963, John F. Kennedy, irmão de Joseph, Rosemary e Kathleen, à época Presidente dos Estados Unidos, morreu assassinado aos 46 anos. Três meses antes, Patrick Bouvier Kennedy, filho de John com Jacqueline, morreu ainda bebé.

Cinco anos após a morte de John F. Kennedy, também o irmão Robert F. Kennedy morreu assassinado. Edward M. Kennedy, irmão de John e de Robert, morreu afogado quando o carro que conduzia vindo de uma festa caiu de uma ponte.

David Kennedy, filho de Robert F. Kennedy, viria a sucumbir a uma overdose com drogas em 1984, aos 29 anos. Além deste e de Saoirse, também Patrick Kennedy, neto de Edward M. Kennedy, hoje com 52 anos, procurou tratamentos contra o vício em cocaína em 1986.

Michael Kennedy, outro filho de Robert e um dos tios a que Saoirse se referiu na mensagem dedicada a David, morreu durante um acidente de ski aos 39 anos, em 1997. Uns anos antes, Joseph Kennedy, também ele filho de Robert, teve um acidente grave de carro. Não morreu, mas a mulher que seguia com ele ficou tetraplégica.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Uma overdose acidental? O grande acidente é haver quem produza e comercialize tal veneno, para esses não deveria haver escapadela possível, mas como isso enche os bolsos a tal malandragem os governantes do mundo inteiro estão-se nas tintas para acabar com a mina e a desgraça alheia.

Bélgica inclui Alentejo e Algarve na zona laranja com "maior vigilância"

Os viajantes que entrem na Bélgica oriundos do Alentejo e do Algarve serão sujeitos a “maior vigilância” devido à pandemia da covid-19, segundo o site do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) belga, que não especifica …

Infetado detido em Miranda do Douro por desrespeitar confinamento obrigatório

A GNR deteve em Miranda do Douro um homem, de 26 anos, por não respeitar o confinamento obrigatório que lhe foi decretado pela autoridade de saúde pública naquele concelho do distrito de Bragança. "O homem encontrava-se …

Sudão aprova criminalização da mutilação genital feminina

O Conselho Soberano, a mais alta autoridade do Sudão, aprovou a criminalização da mutilação genital feminina (MGF), uma prática muito antiga que continua generalizada no país, anunciou o Ministério da Justiça. O Conselho Soberano, composto por …

Andrzej Duda reeleito Presidente da Polónia

O chefe de Estado polaco venceu a segunda volta das eleições Presidenciais com 51,21% dos votos, derrotando o liberal Rafal Trzaskowski, anunciou, esta segunda-feira, a Comissão Eleitoral. Segundo a Comissão Eleitoral, Andrzej Duda conseguiu a reeleição …

Manifestantes criticam escolha de Macron para o Ministério do Interior. Ministro é acusado de violação

Ativistas dos direitos das mulheres protestaram, em França e no estrangeiro, contra a nomeação do novo ministro do Interior, acusado de violação, e do ministro da Justiça, que ridicularizou o movimento #MeToo. Ativistas dos direitos das …

Cinco meses depois, chefes de diplomacia da UE voltam a reunir-se em Bruxelas

A reunião contempla temas como o impacto da pandemia, a situação na Líbia, Hong Kong e na Venezuela, as relação da União Europeia com a Índia e África e o Processo de Paz do Médio …

Há 12 países que conseguiram escapar à pandemia

Tendo em conta os casos registados e comunicados oficialmente pelas autoridades, há 12 países no mundo que não registam qualquer caso de infeção. Segundo a universidade norte-americana Johns Hopkins, a covid-19 chegou a 188 países, mas, …

"Prisioneira em casa" há 4 meses. Algarvia já fez 14 testes e não se livra do coronavírus

A algarvia Tânia Poço está infectada com o novo coronavírus há quatro meses. Nesta altura, já não tem sintomas de covid-19, mas os testes que tem feito continuam a assinalar a presença do vírus naquele …

Mais duas mortes e 306 novos casos em Portugal

Portugal regista, esta segunda-feira, mais duas mortes e 306 novos casos de infeção por covid-19 em relação a domingo. Segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS), dos 306 novos casos (aumento de 0,7%), 254 são …

15.299 casos num só dia. Florida bate recorde

Este domingo, o estado norte-americano registou 15.299 casos no espaço de 24 horas. Se a Florida fosse um país, seria o quarto com mais casos de covid-19 em todo o mundo. O estado da Florida, nos …