Encontrados restos mortais do navegador que colocou a Austrália no mapa

Os restos mortais do explorador Matthew Flinders, a primeira pessoa a circunavegar a Austrália e confirmar que é um continente, foram encontrados no cemitério St. James, adjacente à estação ferroviária de Euston, em Londres.

Os restos mortais foram identificados por arqueólogos, que encontraram um escudo de chumbo bem preservado no caixão do navegador.

Esta descoberta acontece no meio do trabalho de exumação de mais de 40 mil corpos que repousam naquele cemitério, para dar lugar à construção de uma linha férrea de alta velocidade que ligará Londres a Birmingham, de acordo com um comunicado da construtora HS2.

Embora se soubesse que o navegador estava enterrado naquele cemitério, a sua sepultura foi perdida de vista em meados do século XIX após a expansão da estação ferroviária. Esta semana, a empresa anunciou que o seu caixão foi identificado graças a um chumbo colocado no topo.

Helen Wass, arqueóloga chefe do projeto da ferrovia, disse que foi uma descoberta “realmente entusiasmante”, já que as probabilidades de encontrá-la eram remotas. “Tivemos muita sorte”, disse.

Os ossos de Flinders estão agora num laboratório forense, onde os investigadores esperam poder fornecer novas informações sobre a vida marinha e a morte do expedicionário.

O capitão e cartógrafo Matthew Flinders foi o responsável por colocar a Austrália no mapa. A ele também é atribuída a popularização do nome desse país, embora não tenha sido o primeiro a cunhar o termo.

Embora Flinders seja considerado por alguns australianos como um herói, tendo até direito a nomear as estações, ruas e praças da Austrália, outros consideram-no como um precursor da aniquilação de antigas sociedades e do povo nativo australiano.

ZAP // RT

PARTILHAR

RESPONDER

Parar de comer quando se está cheio nem sempre é fácil (e há uma razão para isso)

Com alguns alimentos, parar de comer — mesmo quando se está cheio — nem sempre é fácil. Isto porque algumas destas comidas podem ter sido feitas de forma a que tal aconteça. Nenhum alimento é criado …

Há milhares de misteriosos buracos no fundo do mar da Califórnia

Surgiu um novo mistério perto da costa de Big Sur, na Califórnia, no fundo do Oceano Pacífico: há milhares de pequenos fragmentos redondos retirados dos sedimentos do fundo do mar.   A descoberta foi feita como parte …

NASA apresenta "mapa do tesouro" para encontrar água em Marte

Uma equipa de cientistas da NASA elaborou um mapa da água congelada que existe em Marte e que se acredita estar a apenas 2,5 centímetros abaixo da superfície do Planeta Vermelho - isto é, à …

Já se sabe como é que planetas florescem a partir de pequenos pedaços de poeira

Uma equipa de investigadores validou uma teoria que pode explicar como é que os planetas crescem a partir de pequenos pedaços de poeira interestelar. O crescimento de um pequeno pedaço de poeira até um planeta inteiro …

Rainha Isabel II está a procura de um gestor de redes sociais

A família real britânica está à procura de um gestor de redes sociais. O salário vai oscilar entre os 53 e 59 mil euros anuais por 37 horas semanais, de segunda a sexta-feira. A rainha Isabel II …

Cinco antepassados de crocodilos viveram há 150 milhões de anos na Lourinhã

Pelo menos cinco crocodilomorfos, antepassados dos crocodilos, viveram na região da Lourinhã há 150 milhões de anos, durante o período do Jurássico. Num artigo publicado na Zoological Journal of the Linnean Society, os paleontólogos Alexandre Guillaume, …

A radiação de Chernobyl está a deixar as vespas esfomeadas (e isso é má notícia)

A Zona de Exclusão de Chernobyl é a área em torno da cidade ucraniana de Pripyat, onde a Central Nuclear de Chernobyl entrou em colapso em 1986. Apesar de não haver humanos na região, e …

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …

Orcas bebé têm maior probabilidade de sobreviver se viverem com a avó

Crias de orca que vivam com a avó têm uma maior probabilidade de sobreviver quando comparadas às outras orcas. A experiência destas espécimes mais velhas é essencial para o grupo. Tal como nos humanos, as avós …

A "capital mundial das pessoas feias" mora na Itália

Piobbico, na Itália, é uma cidade medieval repleta de grandes edifícios de pedra cercados por florestas exuberantes. No entanto, a cidade é conhecida pela feiura dos seus habitantes. Esta cidade, com cerca de 2.000 habitantes, alberga …