Relatório sobre Citius sugere ilícitos criminais

PSD / Flickr

A ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz

A ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz, abriu um inquérito disciplinar interno e enviou para a Procuradoria Geral da República as conclusões do relatório do Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça (IGFEJ) sobre as possíveis causas para as falhas na plataforma Citius, que instalou o caos na implementação do novo mapa judiciário.

O jornal i avança que o relatório, entregue esta sexta-feira à tutela, aponta para omissões das chefias intermédias e “ilícitos de natureza disciplinar” ou “criminal”.

De acordo com o jornal, o relatório do IGFEJ apresenta indícios de que chefias intermédias – “mais que um profissional” – terão omitido informações importantes durante todo o processo de adaptação da plataforma informática à nova organização judiciária.

Considerando as conclusões desta análise preocupantes, Paula Teixeira da Cruz enviou a documentação ainda ontem para a Procuradoria Geral da República e mandou instaurar um inquérito interno de natureza disciplinar.

No despacho do secretário de estado da Justiça, a que o i também teve acesso, é referido que existe uma “profunda preocupação” com o teor do relatório e as suspeitas, “a confirmarem-se (…) poderão configurar a prática de ilícitos de natureza disciplinar” ou “criminal”. Desta forma, “dado que a factualidade é susceptível (…) de configurar a violação dos deveres profissionais passíveis de censura disciplinar, determino a instauração de processo de inquérito (…) para instrução em 20 dias”, lê-se no despacho da ministra da Justiça.

O jornal já tinha noticiado, no dia 15, que Rui Pereira, presidente do IGFEJ, já considerava a possibilidade de ter havido omissões e que seriam entregues todos os indícios recolhidos nos últimos meses à entidade que viesse a dirigir esse processo de averiguações.

“Uma migração desta dimensão não é apenas um problema informático, é também uma questão de metodologia de organização de trabalho e de escolher um caminho”, afirmou o responsável, acrescentando que “na escolha desse caminho pode haver informação que é facultada e outra que não é facultada. Se nos é apresentado um quadro de normalidade, transmitimo-lo à senhora ministra. Foi o que aconteceu”.

O colapso do Citius no arranque do novo mapa judiciário, a 1 de setembro, gerou críticas de magistrados, advogados e funcionários judiciais, que alertaram para o “caos” nos tribunais, levando mesmo os partidos da oposição a pedir a demissão da ministra da Justiça.

ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Não acredito em bruxas, mas que as corporações se portam como donos e senhores podemos ver na educação, transportes, saúde , justiça.

RESPONDER

Pode já ser demasiado tarde para salvar o Taj Mahal

O Taj Mahal, monumento que é cartão postal da índia, está a ficar amarelado devido à poluição. O Supremo Tribunal indiano já ameaçou o Governo: "ou restauram ou demolem". Há um ditado que diz que o …

Se precisa de um emprego, faça uma tatuagem

Se está à procura de emprego, não coloque de lado a hipótese de fazer uma tatuagem. Um surpreendente estudo demonstrou que as tatuagens podem dar aos candidatos uma vantagem competitiva no mercado de trabalho. De certeza …

Cientistas descobrem por que o "cheiro da chuva" é tão agradável

Não é só o alívio, após um longo período de seca, que faz com que o "cheiro da chuva" seja tão agradável. Segundo os cientistas há uma série de fatores envolvidos - que incluem a …

39 mortos confirmados em Génova. "Foi erro humano"

O Governo italiano declarou o "estado de emergência" por 12 meses em Génova, onde esta terça-feira a queda de um viaduto matou pelo menos 39 pessoas, e vai prestar um primeiro apoio de cinco milhões …

Michael Schumacher vai ser levado em breve para Maiorca

O alemão Michael Schumacher, heptacampeão mundial de Fórmula 1, vai ser levado para a ilha de Maiorca, em Espanha, onde passará a viver com a família, segundo revela a edição desta quarta-feira da revista suíça …

Marcha imparável de mortíferas viúvas-negras está a apoderar-se do Canadá

O habitat das criaturas potencialmente letais de oito patas estendeu-se em mais de 48 quilómetros nos últimos 12 anos, e aparentemente nada pode ser feito para as conter. Segundo um estudo publicado a semana passada na …

Marca espanhola cria sapato feito de lixo retirado dos oceanos

O lixo nos oceanos é um problema de longa data e aumenta de forma proporcional ao nosso consumo. A prática tem causado danos em inúmeras espécies marinhas,  como tartarugas e baleias. Para ajudar a combater estes …

Está explicado por que os índios têm cabelo comprido

Quando pensámos em índios, figuramos rapidamente uma pessoa de pele morena, com a cara pintada e, quase inevitavelmente, cabelo comprido. Ao que parece, o cabelo comprido não representa apenas uma questão meramente estética - pode …

Os próximos 4 anos vão ser "anormalmente quentes"

O período de tempo até 2022 poderá registar temperaturas ainda mais elevadas do que o esperado, com anos "anormalmente quentes", segundo um estudo baseado num novo método de previsão, divulgado nesta terça-feira. O trabalho realizado por …

2,3 milhões de venezuelanos abandonam o país por falta de alimentos e medicamentos

A falta de alimentos e de medicamentos forçou 2,3 milhões de venezuelanos a abandonarem o país, segundo a ONU, que alertou hoje para a situação de risco de dezenas de milhares de cidadãos da Venezuela. "As …