Relatório sobre Citius sugere ilícitos criminais

PSD / Flickr

A ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz

A ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz, abriu um inquérito disciplinar interno e enviou para a Procuradoria Geral da República as conclusões do relatório do Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça (IGFEJ) sobre as possíveis causas para as falhas na plataforma Citius, que instalou o caos na implementação do novo mapa judiciário.

O jornal i avança que o relatório, entregue esta sexta-feira à tutela, aponta para omissões das chefias intermédias e “ilícitos de natureza disciplinar” ou “criminal”.

De acordo com o jornal, o relatório do IGFEJ apresenta indícios de que chefias intermédias – “mais que um profissional” – terão omitido informações importantes durante todo o processo de adaptação da plataforma informática à nova organização judiciária.

Considerando as conclusões desta análise preocupantes, Paula Teixeira da Cruz enviou a documentação ainda ontem para a Procuradoria Geral da República e mandou instaurar um inquérito interno de natureza disciplinar.

No despacho do secretário de estado da Justiça, a que o i também teve acesso, é referido que existe uma “profunda preocupação” com o teor do relatório e as suspeitas, “a confirmarem-se (…) poderão configurar a prática de ilícitos de natureza disciplinar” ou “criminal”. Desta forma, “dado que a factualidade é susceptível (…) de configurar a violação dos deveres profissionais passíveis de censura disciplinar, determino a instauração de processo de inquérito (…) para instrução em 20 dias”, lê-se no despacho da ministra da Justiça.

O jornal já tinha noticiado, no dia 15, que Rui Pereira, presidente do IGFEJ, já considerava a possibilidade de ter havido omissões e que seriam entregues todos os indícios recolhidos nos últimos meses à entidade que viesse a dirigir esse processo de averiguações.

“Uma migração desta dimensão não é apenas um problema informático, é também uma questão de metodologia de organização de trabalho e de escolher um caminho”, afirmou o responsável, acrescentando que “na escolha desse caminho pode haver informação que é facultada e outra que não é facultada. Se nos é apresentado um quadro de normalidade, transmitimo-lo à senhora ministra. Foi o que aconteceu”.

O colapso do Citius no arranque do novo mapa judiciário, a 1 de setembro, gerou críticas de magistrados, advogados e funcionários judiciais, que alertaram para o “caos” nos tribunais, levando mesmo os partidos da oposição a pedir a demissão da ministra da Justiça.

ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Não acredito em bruxas, mas que as corporações se portam como donos e senhores podemos ver na educação, transportes, saúde , justiça.

RESPONDER

Dez milhões de crianças "podem nunca voltar à escola" após coronavírus

A pandemia de coronavírus causou uma "emergência educacional sem precedentes", com 9,7 milhões de crianças afetadas pelo encerramento de escolas em risco de nunca voltar às aulas, alertou na segunda-feira a Organização Não Governamental (ONG) …

Nos Estados Unidos, há uma máquina obsoleta a dificultar a resposta à pandemia. Chama-se fax

O facto de vários departamentos de saúde pública norte-americanos ainda utilizarem o fax para trocarem informação com hospitais, centros de saúde e laboratórios que realizam testes de deteção do novo coronavírus é um grande problema …

Uber passa a estar disponível em todo o país

A plataforma de transporte pode, a partir desta terça-feira, ter operadores em todo o território nacional, considerando ser um passo importante num contexto em que o turismo interno ganha relevância, no âmbito da pandemia da …

Profissionais do SNS já trabalharam oito milhões de horas extra no primeiro semestre

No primeiro semestre de 2020, contam-se mais 1,2 milhões de horas suplementares trabalhadas, sendo que só em maio a subida foi superior a 471 mil. Segundo o Jornal de Notícias, nos primeiros seis meses deste ano, …

Rui Moreira diz que não é possível prevenir festejos de adeptos do FC Porto

O presidente da Câmara Municipal do Porto disse, esta terça-feira, não ser possível tomar medidas de prevenção em relação a possíveis festejos de adeptos do FC Porto pela conquista do título, pedindo apenas que se …

Mulher assintomática provoca surto de 71 infetados na China. Bastou entrar sozinha num elevador

A passagem de uma mulher infetada com covid-19, mas assintomática, por um elevador de um edifício habitacional na China deu origem a um surto de 71 contagiados. De acordo com o estudo publicado pelo Centro de …

Detido em França um dos pedófilos da "darknet" mais procurados do mundo

A polícia francesa prendeu um suspeito de gerir portais na "darknet" que permitiram a "milhares de internautas de todo o mundo ter acesso a fotografias ou vídeos de caráter pedopornográfico", anunciou, esta segunda-feira, o Ministério …

Mais seis mortes e 233 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta terça-feira, mais seis mortes e 233 novos casos de infeção por covid-19 em relação a segunda-feira. Segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS), dos 233 novos casos, 143 são na região …

Itália restitui a França obra de Banksy roubada do Bataclan

Itália anunciou, esta terça-feira, que vai devolver a França uma obra atribuída a Banksy, uma homenagem às vítimas dos ataques terroristas em Paris, em 2015, roubada em 2019 e encontrada numa quinta perto de Roma. Antes, …

Há corais vermelhos na costa algarvia (e vai haver multas para quem os apanhar)

Os corais vermelhos da costa portuguesa vão passar a estar protegidos por legislação pesqueira e ambiental que está a ser preparada pelo governo e coimas elevadas, anunciou o ministro do Mar. O ministro do Mar, Ricardo …