Relatório secreto revela que Brexit pode afundar economia do Reino Unido

Uma análise governamental mantida na gaveta, sobre o impacto do Brexit no Reino Unido, concluiu que a saída da União Europeia pode implicar uma descida de 8% no crescimento económico do país, nos próximos 15 anos.

As conclusões deste relatório, que foi alvo de uma fuga de informação, são divulgadas pelo BuzzFeed e constatam que a economia do Reino Unido vai ser abalada com a saída da União Europeia (UE), qualquer que seja o acordo conseguido.

Segundo o relatório datado deste mês de Janeiro, o Reino Unido fica sempre “em pior situação”, mesmo assumindo que realizará acordos comerciais com os EUA e contando com a reversão de várias normas restritivas de regulação europeias, nomeadamente nas áreas dos direitos do trabalho e do ambiente.

O BuzzFeed News refere que o documento aborda os três cenários plausíveis do Brexit, em função das conversações que têm decorrido para a saída da UE.

Num cenário de acordo global de comércio livre com a UE, o Reino Unido ficará com um crescimento económico 5% inferior nos próximos 15 anos, em comparação com uma realidade em que se mantivesse no espaço comunitário.

No caso de o acordo de comércio livre não se concretizar, o crescimento desce em cerca de 8% durante o mesmo período.

E mesmo o Brexit mais suave, com a manutenção do acesso ao mercado único europeu, levaria a uma descida de 2% no crescimento económico do país, a longo prazo, de acordo com o relatório.

A análise vaticina que os sectores industrial, dos químicos, do vestuário, da comida e bebidas, dos automóveis e do retalho vão sofrer “o golpe mais duro”.

Em termos de regiões, o nordeste, as West Midlands e a Irlanda do Norte vão sofrer “as maiores quedas no desempenho económico”, aponta a publicação, realçando que o estatuto de Londres como centro financeiro pode ser também “severamente corroído”.

“Muito bem guardado” na gaveta

O relatório continua na gaveta e está a ser “mantido muito bem guardado no seio do Governo”, explica o BuzzFeed News, revelando que tem sido discutido internamente, entre ministros de pastas chave, com vista às próximas reuniões com a UE.

O Partido Trabalhista já pediu a publicação do relatório para que seja debatido no Parlamento, conforme avança a BBC.

Mas não há intenções de tornar o documento público “porque é embaraçoso”, refere ao BuzzFeed News uma fonte não identificada do Departamento para a Saída da União Europeia que contribuiu para a elaboração da análise.

No Partido Conservador, que defende a saída da UE, considera-se que “é um relatório incompleto” que foi “deliberadamente divulgado porque dá uma má ideia” do Brexit, como salienta na BBC o deputado Iain Duncan Smith. A ideia é promover o Brexit “mais suave possível”, entendem os Conservadores.

SV, ZAP //

PARTILHAR

13 COMENTÁRIOS

  1. Uma diferença de 8% é a diferença entre um crescimento de 1.8% (o que UK teve em 2017) e um crescimento de 1.66%, uma diferença que só me surpreende por ser pequena.

  2. Provavelmente este relatório foi escrito pelos mesmos académicos que não anteciparam a última crise. Sabem todos muito!!!!!!!!!!!!!!

  3. Por causa da globalização é que andamos todos de tanga e continuamos a ser roubados pelos aparelhos do Estado, governantes, assessores, conselheiros, autarcas, empresas público-privadas, empresas públicas para as quais são nomeadas gestores incompetentes só pelo facto de pertencerem ao partido (boys), banqueiros e bancários, enfim, uma panóplia de completos malfeitores que pugnam pela impunidade e que coabitam com certas facções da justiça que viram as leis do avesso.

    • Desolado, concordo plenamente.
      Acrescento mais, nós estamos todos num regime comunista disfarçado. É só dinheiro para impostos. Não fica nada no bolso. Trabalhamos todos para um estado comunista e uma europa que se baseia nos principios do judaismo alemão. Quando estes são os principios da europa que é roubar aos pobres para os ricos viverem muito melhor, temos tudo dito. A união europeia é uma mentira muito grande. A globalização é um fato feito à medida para as multinacionais e os grandes estados. A classe média acabou. Vivemos todos a contar trocos ao fim do mês. As industrias em Portugal estão a defenhar por falta de competitividade. Só os partidos comunistas é que não querem ver onde vamos parar. Isto um dia rebenta…

  4. Como podem publicar estas cenas??? Vamos ficar melhor fora da União europeia pois aqui não temos corruptos como portugal e por isso é que vamos pra frente sem medo. Eramos felizes com 6 países, mas desta maneira exageraram

    • Pedro Marques… Como se atreve a escrever na língua de Camões?! Se voce não é Português (e pelo que escreve não é mesmo) então não é admissível que venha aqui chamar corruptos aos Portugueses!.

      • Segundo o seu argumento, não se pode condenar os bombistas mulçumanos. Pois apenas os habitantes de países de origem destes malucos, poderão opinar. Ó Ambrósio!

      • Afinal de que língua falas?!!! A antes ou depois do celebérrimo acordo “pulhítico” (h)ortográfico ( com rama e tudo!!)?!!. Deixa o Camões em paz, que está a fazer tijolo há muito tempo!!!

  5. A saída peca por tardar….esta nova UE soviética não traz benefícios a qualquer país membro, pelo contrário. Está a instalar-se uma resovietização que só garante tachos+tachos+tachos a uma dúzia de políticos. A Inglaterra em poucos anos usufruirá dos bons frutos desta saída.

  6. Isto foi divulgado propositadamente pelo governo. Os problemas que o Brexite começam a criar são tão grandes que a solução que eles encontraram foi inventar uma fuga de informação. De seguida irão para um novo referendo e ficam a rezar para perderem. Assim corrigem o erro que foi o Brexite com as menores consequências que isto lhes vão trazer.

  7. A Europa deve livrar-se dos fleumáticos (arrogantes) súbditos de Sua Majestade, porque estes “beefes” que andam contra à mão e nem sabem cozinhar, apenas pretendem uma de duas coisas: ou serem os ingleses a mandar na União Europeia (como se fosse uma extensão do Império Britânico), ou então arranjar constantes problemas.

  8. Quando estavam falidos foram a correr pedir para entrar para a CEE, depois começaram a “chorar” por mais e sempre a quer mandar em tudo (e até recebiam mais do que o que deviam devido à chantagem permanente); agora decidiram sair mas já se arrependeram!…
    Vamos lá ver se as lavagems de dinheiro na city londrina e os paraisos fiscais da Coroa (a base da sua economia – portanto, uns autenticos parasitas que vivem à custa do dinheiro dos outros) vão ser suficientes para manter esses lordes parasitas que sempre tiveram a mania da superioridade!…

Responder a MBR Cancelar resposta

Há 1.400 anos, uma estranha luz vermelha apareceu no Japão (e já sabemos o que era)

O registo mais antigo de um fenómeno astronómico observado no Japão deixou uma marca importante na história japonesa e na literatura clássica. O fenómeno data de 30 de dezembro de 620 e há séculos que …

Cientistas convertem água em combustível solar

Uma equipa de investigadores britânicos usou uma metodologia única que permite transformar água em combustível solar, que pode ser uma solução para energia renovável. Esta metodologia única utilizada por uma equipa de cientistas da Universidade de …

"Em Casa d’Amália": RTP comemora cententário da fadista

A Fundação Amália Rodrigues junta-se à RTP para assinalar o centenário da fadista. O programa Em Casa d’Amália tem estreia marcada para a próxima sexta-feira (10) e reúne várias figuras da música portuguesa da atualidade. O …

Desapareceram 21 milhões de números de telefone na China. Mas o mistério foi resolvido

O porta-voz de uma das três maiores operadoras chinesas confirmou o desaparecimento dos utilizadores, mas deu uma explicação para este mistério. Nos últimos dias, surgiram vários relatos de notícias que davam conta de que, entre janeiro …

Mercadona doa 20 mil quilos de chocolate aos profissionais de saúde e aos mais carenciados

A Mercadona anunciou, esta quarta-feira, a doação de 20 mil quilos de chocolate ao Banco Alimentar Contra a Fome do Porto. O objetivo é proporcionar uma Páscoa mais doce aos mais carenciados e aos que …

"Paciente 1" em Itália recupera (e dá as boas-vindas a Giulia, a sua filha recém-nascida)

Giulia, a filha recém-nascida do "paciente 1" de Itália, veio para trazer alguma esperança ao país, em plena pandemia de covid-19. Mattia, de 38 anos, foi internado no dia 20 de fevereiro no hospital de Codogno, …

Investigadores transformaram o coronavírus em música (e já o podemos ouvir)

Uma equipa de investigadores do Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT) conseguiu transformar em som a estrutura da proteína spike, que permite que o novo coronavírus adira às células para infetá-las. Até agora, já pudemos ver …

Autoeuropa quer recorrer ao lay-off (e retomar produção a 20 de abril)

A administração da Autoeuropa quer promover um regresso gradual ao trabalho a partir de 20 de abril, pretendendo recorrer ao lay-off simplificado para os trabalhadores que não regressem ao trabalho nessa data. “O regresso ao trabalho …

Ex-mulher de astronauta acusada de mentir sobre o "primeiro crime espacial"

A ex-mulher da astronauta da NASA Anne McClain, Summer Worden, foi acusada formalmente de mentir sobre o "crime espacial" que McClain terá cometido. Em agosto de 2019, o jornal norte-americano The New York Times noticiou que …

Em Singapura, os parques de estacionamento são agora quintas urbanas

A pandemia de covid-19 está a obrigar alguns países a adaptarem-se. É o caso de Singapura, que está a transformar os parques de estacionamento em quintas urbanas para aumentar a produção alimentar. Só 1% do território …