Relações familiares. Costa critica quem fala tanto mas não define regras

Tiago Petinga / Lusa

O primeiro-ministro estranha que “quem tem falado tanto” sobre a polémica da nomeação de familiares para cargos públicos, “quando chega ao momento de definir regras claras, revele pouco interesse”.

“Ainda bem que o senhor Presidente da República tem essa visão. Só estranho que, quem tem falado tanto sobre o tema, quando chega ao momento de efetivamente definir regras claras, objetivas e para todos, afinal revele pouco interesse”, disse António Costa.

O primeiro-ministro respondia aos jornalistas depois de confrontado com as palavras de Marcelo Rebelo de Sousa que, numa entrevista ao i, defendeu que mudar a lei exige uma alteração “muito simples” e “muito pequenina”, não sendo necessário um novo diploma.

Já na segunda-feira, o líder do PSD, Rui Rio, mostrou-se disponível para “ajustamentos” à lei de nomeação de familiares para cargos políticos ou públicos, mas considerou “difícil” legislar nesta matéria, “a menos que apareça uma ideia brilhante”.

“Fazer uma lei para esta situação é praticamente impossível. Estou disponível para todas as propostas e mais algumas. Pode haver alguém com uma ideia brilhante, uma ideia que não sei qual”, disse o líder do PSD que, de seguida, considerou que as relações familiares são “uma marca do PS”. “Isto é uma cultura muito própria do PS, mais do que nos outros. É uma marca muito mais forte no PS, mas os outros não estão imunes a isto”, disse o presidente dos sociais-democratas.

Nesta terça-feira de manhã, António Costa, à margem de uma visita ao Estádio Universitário do Porto, reagiu à polémica, sem nunca se referir a Rui Rio, e apontou que “em primeiro lugar é preciso separar o trigo do joio”, lamentando as “mentiras que têm sido difundidas”.

“Estas são matérias que devem merecer reflexão. Outra coisa são as puras mentiras que, infelizmente, têm sido muito difundidas. Em segundo lugar, esta é uma questão que nunca tinha sido suscitada. Durante três anos a Assembleia da República teve uma comissão de transparência e, estranhamente, este tema nunca foi suscitado”, afirmou António Costa.

O primeiro-ministro defendeu que “o tema não pode ser diminuído pela proximidade às eleições”, considerando que “aparenta ser um tema mais utilizado para campanha eleitoral”, mas também, frisou, “não pode nem deve ser desvalorizado”.

“Se existe, acho que a Assembleia deve poder refletir sobre ele e definir regras que sejam comuns e claras para todos“, concluiu.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Claro que está a ser aproveitado para eleições, a oposição combate com este tipo de armas em vez de combater apresentando ideias para o pais… já estamos habituados!
    Em França legislou-se sobre esta matéria, em Portugal também se podia legislar sobre o tema, mas como partiu do próprio governo a iniciativa obviamente que a oposição não se pode colar a essa iniciativa e desvaloriza a mesma. Até porque quando estão lá eles no poleiro fazem exactamente o mesmo!
    O que me chateia é ver a maneira como se faz politica em Portugal, é à base de ataques e não à base de mérito próprio com apresentação de ideias e soluções!
    Não existe espírito de colaboração, e quando para lá vão destroem tudo o que foi feito pelos que lá estavam antes. Destrói, constrói e assim sucessivamente… é a mais pura das ineficiências!

RESPONDER

Jovens bolivianos forçaram picada de viúva-negra. Queriam ser como o Homem-Aranha

Três irmãos bolivianos de 8, 10 e 12 anos acabaram hospitalizados depois de fazerem com que uma viúva negra os picasse para que ficassem com super-poderes como o Homem Aranha. "Pensando que a [picada] lhes …

Bloco exige retirada de norma "insultuosa" no apoio a recibos verdes

O Bloco de Esquerda (BE) exigiu este domingo ao Governo que retire do formulário de apoio para os trabalhadores independentes uma norma "insultuosa" que lhes exige o compromisso de retomarem a atividade no prazo de …

Espetada de porco 2.0. Novameat propõe carne impressa em 3D para o jantar

A Novameat, uma empresa espanhola de tecnologia alimentar, apresentou um novo produto: carne de porco à base de plantas impressa em 3D, a que batizaram de espetada de porco 2.0. A Novameat quer apoiar um sistema …

Uber acusada de exploração de trabalhadores em Itália

Um tribunal de Milão ordenou a nomeação de um administrador judicial para a Uber Itália durante um ano, após ter determinado que o serviço de entrega de refeições da empresa explorava os trabalhadores. De acordo com …

Pinto de Costa: "Se Rui Moreira tivesse avançado, não me candidatava"

Pinto da Costa revelou que não teria avançado para a recandidatura à presidência do FC Porto se o presidente da Câmara do Porto tivesse entrado na corrida. "Se o Rui Moreira se tivesse candidatado, embora …

"Ficamos chocados." Cientistas redescobrem abelha azul que pensavam estar extinta

Um tipo de abelha azul reapareceu recentemente na Florida, nos Estados Unidos, depois de ter sido vista pela última vez em 2016. Além de azul, a espécie é nova e extremamente rara. Os cientistas estavam convencidos …

Missão da Space X acoplou com sucesso. Astronautas da NASA já chegaram à EEI

A cápsula Dragon que transporta os astronautas da agência espacial norte-americana (NASA) já acoplou à Estação Espacial Internacional, após terem partido no primeiro voo privado rumo ao espaço, neste sábado. Foi às 15:17 (hora de Lisboa) …

Venezuela vai aliviar quarentena com método próprio

Nicolás Maduro anunciou que, a partir de segunda-feira, a Venezuela vai aplicar um modelo próprio de quarentena preventiva da covid-19, que combina cinco dias de flexibilização disciplinada com dez de confinamento obrigatório. “É o modelo cinco …

Uma escultura gigante de uma ave está a espalhar gargalhadas numa cidade da Austrália

Um escultor australiano aproveitou o tempo de quarentena devido à pandemia de covid-19 para construir uma kookaburra eletrónica com quase quatro metros de altura, que até faz os mesmos movimentos e barulhos que o famoso …

Termina o prazo para limpar terrenos. Fiscalização arranca segunda-feira

O prazo para a limpeza de terrenos florestais termina este domingo, após prorrogação, por duas vezes, devido à pandemia da covid-19. Em caso de incumprimento, os proprietários ficam sujeitos a contraordenações, com coimas entre 280 e …