Reino Unido ultrapassa 100 mil mortes

Andy Rain / EPA

O Reino Unido ultrapassou as 100 mil mortes desde o início da pandemia covid-19 ao registar mais 1.631 mortes nas últimas 24 horas, de acordo com dados publicados esta terça-feira pelo governo britânico. 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

No total, o país registou desde o início da pandemia 100.162 mortes confirmadas, mas o balanço sobre para 103.602 se forem somados os casos cujas certidões de óbito fazem referência ao novo coronavírus como fator contributivo.

Este é um momento sombrio na pandemia. Cada morte é uma pessoa que era membro de uma família ou amigo”, lamentou a diretora médica da direção geral de saúde Public Health England, Yvonne Doyle, num comunicado.

Na segunda-feira tinham sido registadas 592 mortes e 22.195 novos casos de covid-19, mas os dados do fim de semana são regularmente mais baixos devido ao atraso no processamento administrativo.

Nas últimas 24 horas foram contabilizados 20.089 novos casos de infeção, mantendo a tendência de descida.

O quadro de dados também indica que, até agora, foram vacinadas 6.853.327 pessoas com uma primeira dose e 472.446 com a segunda dose de uma das duas vacinas atualmente aprovadas, a Pfizer/BioNTech e a Oxford/AstraZeneca.

O Reino Unido é o quinto país com maior número de mortes, atrás dos Estados Unidos, Índia, Brasil e México.

No início deste mês, o governo britânico avançou com um novo confinamento total, após ter sido detetada uma nova estirpe do Sars-CoV-2, mais contagiosa.

Segundo o The Guardian, a média de sete dias registada quarta-feira da semana passada era superior a 38 mil casos diários, indicando que o confinamento pudesse não estar a ser suficiente para fazer baixar o número de novas infeções.

A esperança era de que o lockdown pudesse ser levantado nos próximos meses, mas Boris Johnson já antecipou que pode durar até ao verão.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.