Reinado do novo imperador do Japão vai chamar-se ‘Reiwa’. Nome simboliza ordem e paz

World Bank Photo Collection / Flickr

Naruhito, o próximo Imperador do Japão

O governo japonês revelou o nome da próxima era imperial do Japão – ‘Reiwa’, que significa “ordem” e “harmonia” -, antes da abdicação histórica do monarca em exercício e da ascensão do príncipe herdeiro Naruhito, que ocupará o trono a partir de 1 de maio deste ano.

Naruhito ascenderá ao trono um dia depois que o seu pai, o imperador Akihito, renunciar. Este é o primeiro imperador a abdicar o trono em 200 anos, informou esta segunda-feira o Week.

Em agosto de 2016, Akihito – que hoje tem 85 anos – sinalizou o seu desejo em se demitir, devido à saúde e à idade avançada. Contudo, a lei japonesa não o permitiu. Um ano depois, o parlamento japonês aprovou uma exceção, para que o mesmo renuncie e passe o trono para o seu filho, no final de abril de 2019.

O reinado de cada imperador tem um nome, que é “usado ao lado do calendário ocidental para contar anos – então a escolha é levada muito a sério”, disse a BBC.

Desde meados do século 19, cada época coincidiu com um reinado, começando pelas eras ‘Meiji’ e ‘Taisho’. A era ‘Showa’ (“harmonia iluminada”) correspondeu ao reinado do Imperador Hirohito, de 1926 a 1989. A era ‘Heisei’, que significa “alcançar a paz”, começou em 1989, depois que Hirohito morreu e Akihito subiu ao trono, esclareceu a NPR.

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, anunciou que o reinado de Naruhito será a era ‘Reiwa’, termo composto pelos caracteres japoneses Rei – que significa “comandos” ou “ordem” – e Wa – que significa “harmonia” ou “paz”.

De acordo com Shinzo Abe, o nome ‘Reiwa’ vem da Manyoshu, a mais antiga antologia da poesia japonesa, criada em algum momento após o ano de 759. A Associated Press apontou para uma ruptura com a tradicional criação de nomes tendo por base textos clássicos chineses.

O gabinete do Japão escolheu o nome a partir de uma lista elaborada por estudiosos e redigida por especialistas de várias áreas, incluindo o cientista Shinya Yamanaka, vencedor do Prémio Nobel de Fisiologia ou Medicina em 2012.

Especialistas regionais disseram à Reuters que a derivação e o significado do nome escolhido pelo atual governo refletem a “agenda política conservadora que enfatiza o orgulho nacional” de Shinzo Abe.

Segundo o Guardian, anunciar o nome com um mês de antecedência dá às empresas e entidades governamentais tempo para incorporar o nome. Reiwa será impresso em calendários, moedas e documentos oficiais a partir de 01 de maio.

Mesmo que o calendário ocidental tenha se tornado mais difundido no Japão, o nome da época ainda é usado com frequência, inclusivamente em jornais, moedas e documentos oficiais, como cartas de condução. O ano de 2019 é conhecido como Heisei 31, ou o 31º ano do reinado de Akihito.

Quem é Naruhito, o próximo imperador do Japão?

Naruhito nasceu a 23 de fevereiro de 1960, em Tóquio, tornando-se oficialmente o príncipe herdeiro após a morte do seu avô, o imperador Showa, em 1989. Foi o primeiro membro da família imperial japonesa a estudar em Inglaterra, de acordo com o Royal Central.

Para marcar a sua ascensão ao trono, a sua primeira autobiografia – “The Thames and I” – foi republicada em inglês. O livro abrange o seu tempo como estudante de pós-graduação no Merton College (Oxford), onde estudou o uso histórico do rio Tamisa para o transporte.

Apesar do seu título real, o príncipe herdeiro estava “interessado em absorver o máximo possível na vida estudantil, até mesmo morar num dormitório com outros estudantes”, indica o Royal Central.

Segundo o Japan Times, Naruhito tem a “aspiração de imitar os seus pais, o imperador Akihito e a imperatriz Michiko, que o próprio elogiou pela sua forte identificação com o público”, tendo expressado repetidas vezes a sua visão de um imperador ideal: “alguém que pode ‘compartilhar as alegrias e tristezas do povo’ e sempre permanecer perto deles nos seus pensamentos”.

Em 1993, casou-se com Masako Owada, uma diplomata graduada na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. Têm um filho, a princesa Aiko, agora com 17 anos.

Além de seus deveres reais, Naruhito também é especialista em questões relacionadas com a água, pratica alpinista e toca viola.

“Akihito – que em seu tempo livre faz pesquisas sobre peixes – e a sua esposa, a imperatriz Michiko, são profundamente amados no Japão e amplamente reconhecidos pelos esforços em manter a paz e promover melhores laços com os países vizinhos, como a China e a Coreia do Sul, muitas vezes em contraste com o governo conservador de Shinzo Abe”, acrescenta ainda o Royal Central.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A Lua pintou-se de vermelho na Argentina (e a causa não é propriamente boa)

Uma estranha lua com tons avermelhados pintou o céu da Argentina. O fenómeno misterioso encheu as redes sociais de fotografias e teorias. Em diferentes regiões da Argentina, várias pessoas puderam apreciar, nas últimas noites, a Lua …

Aeronave autónoma é uma alternativa acessível aos satélites (e já fez o seu primeiro voo)

A empresa Swift Engineering, em parceria com o Ames Research Center, da NASA, desenvolveu uma alternativa acessível aos satélites: uma aeronave autónoma de alta altitude e longa resistência. Já nasceu a alternativa acessível aos satélites: chama-se …

Reservas naturais chinesas salvaram os pandas da extinção (mas "esqueceram-se" dos leopardos)

Uma nova investigação revela que os esforços da China para salvar os pandas gigantes foram bem sucedidos, mas os mesmos falharam na proteção de outros animais que partilham o mesmo habitat, como é o caso …

Comunidade científica critica Trump por dizer que NASA estava "morta"

Na quarta-feira, o Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, afirmou no Twitter que "a NASA estava fechada e morta" até que o próprio fez com que voltasse a funcionar, afirmação que gerou consternação na …

É "bastante provável" que chegue à Europa uma Cybertruck de menores dimensões

É "bastante provável" que uma Cybertruck de menores dimensões venha a ser produzida e chegue depois ao mercado europeu, revelou Elon Musk, CEO da Tesla, empresa que produz estas pickups elétricas. Questionado na rede social …

Mais seis mortos e 131 novos casos em Portugal nas últimas 24 horas

Portugal regista hoje mais seis mortos e 131 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sábado, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. O número de pessoas internadas é de 366, mais nove …

"Erro" do Instagram favoreceu conteúdo de Trump face ao de Biden

Um "erro" da rede social Instagram favoreceu durante dois meses o conteúdo gerado pela campanha de reeleição do atual Presidente norte-americano, Donald Trump, quando comparado com as publicações de Joe Biden, candidato democrata que está …

Fotografia partilhada nas redes sociais levou à suspensão de alunos nos Estados Unidos

Pelo menos dois alunos da North Paulding High School, no estado da Georgia, dizem ter sido suspensos depois de terem partilhado nas redes sociais uma fotografia na qual é possível ver um corredor da escola repleto …

Estado de Nova Iorque com mais mortes por Covid-19 do que França ou Espanha

Os Estados Unidos registaram 1.252 mortos e 63.913 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo uma contagem independente da Universidade Johns Hopkins. Os últimos números de casos e óbitos registados devido a Covid-19 …

Turistas voltam a viajar, mas optam pelo low-cost

Mesmo num contexto de pandemia mundial o desejo de ir de férias continua vivo. Os turistas voltaram a procurar voos, contudo as opções recaem em percursos de curta distância e mais económicos. Ao longo dos últimos …