Reinado do novo imperador do Japão vai chamar-se ‘Reiwa’. Nome simboliza ordem e paz

World Bank Photo Collection / Flickr

Naruhito, o próximo Imperador do Japão

O governo japonês revelou o nome da próxima era imperial do Japão – ‘Reiwa’, que significa “ordem” e “harmonia” -, antes da abdicação histórica do monarca em exercício e da ascensão do príncipe herdeiro Naruhito, que ocupará o trono a partir de 1 de maio deste ano.

Naruhito ascenderá ao trono um dia depois que o seu pai, o imperador Akihito, renunciar. Este é o primeiro imperador a abdicar o trono em 200 anos, informou esta segunda-feira o Week.

Em agosto de 2016, Akihito – que hoje tem 85 anos – sinalizou o seu desejo em se demitir, devido à saúde e à idade avançada. Contudo, a lei japonesa não o permitiu. Um ano depois, o parlamento japonês aprovou uma exceção, para que o mesmo renuncie e passe o trono para o seu filho, no final de abril de 2019.

O reinado de cada imperador tem um nome, que é “usado ao lado do calendário ocidental para contar anos – então a escolha é levada muito a sério”, disse a BBC.

Desde meados do século 19, cada época coincidiu com um reinado, começando pelas eras ‘Meiji’ e ‘Taisho’. A era ‘Showa’ (“harmonia iluminada”) correspondeu ao reinado do Imperador Hirohito, de 1926 a 1989. A era ‘Heisei’, que significa “alcançar a paz”, começou em 1989, depois que Hirohito morreu e Akihito subiu ao trono, esclareceu a NPR.

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, anunciou que o reinado de Naruhito será a era ‘Reiwa’, termo composto pelos caracteres japoneses Rei – que significa “comandos” ou “ordem” – e Wa – que significa “harmonia” ou “paz”.

De acordo com Shinzo Abe, o nome ‘Reiwa’ vem da Manyoshu, a mais antiga antologia da poesia japonesa, criada em algum momento após o ano de 759. A Associated Press apontou para uma ruptura com a tradicional criação de nomes tendo por base textos clássicos chineses.

O gabinete do Japão escolheu o nome a partir de uma lista elaborada por estudiosos e redigida por especialistas de várias áreas, incluindo o cientista Shinya Yamanaka, vencedor do Prémio Nobel de Fisiologia ou Medicina em 2012.

Especialistas regionais disseram à Reuters que a derivação e o significado do nome escolhido pelo atual governo refletem a “agenda política conservadora que enfatiza o orgulho nacional” de Shinzo Abe.

Segundo o Guardian, anunciar o nome com um mês de antecedência dá às empresas e entidades governamentais tempo para incorporar o nome. Reiwa será impresso em calendários, moedas e documentos oficiais a partir de 01 de maio.

Mesmo que o calendário ocidental tenha se tornado mais difundido no Japão, o nome da época ainda é usado com frequência, inclusivamente em jornais, moedas e documentos oficiais, como cartas de condução. O ano de 2019 é conhecido como Heisei 31, ou o 31º ano do reinado de Akihito.

Quem é Naruhito, o próximo imperador do Japão?

Naruhito nasceu a 23 de fevereiro de 1960, em Tóquio, tornando-se oficialmente o príncipe herdeiro após a morte do seu avô, o imperador Showa, em 1989. Foi o primeiro membro da família imperial japonesa a estudar em Inglaterra, de acordo com o Royal Central.

Para marcar a sua ascensão ao trono, a sua primeira autobiografia – “The Thames and I” – foi republicada em inglês. O livro abrange o seu tempo como estudante de pós-graduação no Merton College (Oxford), onde estudou o uso histórico do rio Tamisa para o transporte.

Apesar do seu título real, o príncipe herdeiro estava “interessado em absorver o máximo possível na vida estudantil, até mesmo morar num dormitório com outros estudantes”, indica o Royal Central.

Segundo o Japan Times, Naruhito tem a “aspiração de imitar os seus pais, o imperador Akihito e a imperatriz Michiko, que o próprio elogiou pela sua forte identificação com o público”, tendo expressado repetidas vezes a sua visão de um imperador ideal: “alguém que pode ‘compartilhar as alegrias e tristezas do povo’ e sempre permanecer perto deles nos seus pensamentos”.

Em 1993, casou-se com Masako Owada, uma diplomata graduada na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. Têm um filho, a princesa Aiko, agora com 17 anos.

Além de seus deveres reais, Naruhito também é especialista em questões relacionadas com a água, pratica alpinista e toca viola.

“Akihito – que em seu tempo livre faz pesquisas sobre peixes – e a sua esposa, a imperatriz Michiko, são profundamente amados no Japão e amplamente reconhecidos pelos esforços em manter a paz e promover melhores laços com os países vizinhos, como a China e a Coreia do Sul, muitas vezes em contraste com o governo conservador de Shinzo Abe”, acrescenta ainda o Royal Central.

Taísa Pagno TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

BPI multiplica lucros por dez no primeiro trimestre

O banco BPI obteve um lucro de 60 milhões de euros no primeiro trimestre de 2021, multiplicando por dez o resultado líquido obtido no período homólogo de 2020, resultado justificado pelo alívio na constituição de …

Imunidade de grupo pode ser impossível de atingir, avisam especialistas

No futuro, o vírus SARS-CoV-2 pode tornar-se endémico, mas menos perigoso e mais controlável, como “uma constipação comum”. Alguns especialistas avisam que as novas variantes do vírus SARS-CoV-2 e o ritmo lento da vacinação um …

Britânicos precisarão de documento de identificação com fotografia para votar

Nas próximas eleições para o Parlamento britânico, daqui a três anos, só poderão votar eleitores que possuam documento de identificação com fotografia, medida que visa diminuir a fraude eleitoral e que deverá ser anunciada na …

Em 2018, a PJ estava "na penúria" e a "ponto de encerrar"

Com recados ao Governo, a Directora Nacional Adjunta da Polícia Judiciária (PJ), Luísa Proença, lamenta o desinvestimento que tem sido feito pelo poder político na força de autoridade e revela que em 2018, quando chegou …

José Seguro acusa líderes europeus de "matar lentamente" a Europa

O antigo líder socialista António José Seguro defendeu no domingo que a ambiguidade dos líderes políticos e a morosidade dos processos de decisão nas instituições da União Europeia (UE) estão "a matar, lentamente, a Europa". O …

Marcelo não se pronuncia sobre pedidos de demissão de Cabrita

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, recusou pronunciar-se sobre os pedidos de demissão de Eduardo Cabrita. Marcelo Rebelo de Sousa entende que os pedidos de demissão de ministros são "típicos da luta político-partidária" e …

TAP vai pedir a insolvência da Groundforce

Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas, disse esta segunda-feira aos representantes dos trabalhadores que a TAP vai avançar com um pedido de insolvência da Groundforce. A TAP anunciou esta segunda-feira que vai avançar, ainda hoje, com …

Ida de Luís Filipe Vieira para o Benfica "foi um pedido de várias instituições financeiras"

Luís Filipe Vieira diz que os bancos quiseram, no início dos anos 2000, que fosse para o SL Benfica devido à sua situação financeira, pois estavam interessados na sua viabilização. Aos deputados, o presidente das …

Alemanha autoriza vacina da Johnson & Johnson a menores de 60 anos

A Alemanha recomenda a vacina da Johnson & Johnson (Janssen) contra o novo coronavírus a partir dos 60 anos, mas permitirá o seu uso em pessoas abaixo desta idade após consulta médica e decisão pessoal. O …

Livatino é o primeiro juiz a ser beatificado. Foi morto pela máfia italiana

A Igreja Católica beatificou este domingo o juiz italiano Rosario Livatino, assassinado em 1990 pela máfia em Agrigento, na Sicília, Itália. Rosario Livatino, que hoje teria 69 anos, foi assassinado em 21 de setembro de 1990 …