Número de reformas é superior ao de novos médicos de família

O número de médicos de família que atingem a idade da reforma este ano é superior ao de recém-especialistas. Em causa está a potencial saída de 400 profissionais nos centros de saúde contra a entrada de apenas 351.

O número de médicos de família que atingem a idade da reforma este ano é superior ao número de recém-especialistas que estão a concorrer aos centros de saúde. Dados do Ministério da Saúde, divulgados esta quarta-feira, mostram que 351 candidatos responderam às 378 vagas, o que, segundo o Governo, permitirá atribuir médico de família a 500 mil utentes que estão ainda fora das listas.

No entanto, na edição desta quinta-feira, o Diário de Notícias avança que este é um cenário que pode piorar a curto prazo, dado que as projeções de aposentações para este ano apontam para 410 saídas dos cuidados de saúde primários. Em suma, está em causa a potencial saída de 400 profissionais contra a entrada de apenas 351.

Atualmente, há em Portugal 840 mil portugueses sem médico de família.

Mas para o ano a situação pode agravar-se ainda mais, já que 2019 promete trazer mais saídas de profissionais em idade de reforma. De acordo com o DN, está previsto um pico de 509 reformas de médicos de família com 66 ou mais anos, o que corresponde a 10% do total. Um fenómeno que, até 2026, o ano em que já só se devem aposentar cerca de 50 especialistas, pode originar a saída de mais de mil médicos do SNS.

O diário questionou o gabinete do ministro Adalberto Campos Fernandes sobre a diferença entre o volume de médicos que saem e os que entram no sistema e se mantém o mesmo objetivo de acabar a legislatura sem utentes foras das listas, mas não obteve resposta.

Mas Rui Nogueira, presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar, considera que essa meta pode ficar muito próxima, “se forem resolvidos os problemas em 10/15 unidades da região de Lisboa, essencialmente, e porque com o descongelamento das carreiras alguns dos médicos que até podiam sair podem esperar para subir de escalão”.

Só na região de Lisboa e Vale do Tejo existem 610 mil pessoas fora das listas dos médicos de famílias e mais de 20 centros de saúde têm mais utentes fora das listas do que com médico de família.

No entanto, é a região norte que deve perder mais especialistas para a reforma até ao final do próximo ano. E, de uma situação de cobertura quase total, podemos assistir a “dificuldades em zonas onde não existem agora, como no interior, onde é difícil colocar novos médicos”, refere o responsável.

Ao Diário de Notícias, o presidente da APMGF destaca ainda outro problema: o de Unidades de Saúde Familiar (USF) por construir. “A maior preocupação até é mesmo com as novas unidades que estão por criar. Devíamos chegar a mais de 800 e ainda não estamos nas 600, parámos a obra a meio. Mais do que médicos de família, os utentes deviam ter acesso a boas unidades de saúde e os médicos deviam ter condições para trabalhar.”

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cheias já mataram duas pessoas. Veneza vai declarar estado de emergência

Luigi Brugnaro, presidente da câmara de Veneza, vai declarar estado de emergência na cidade que está inundada devido às piores cheias em 50 anos. Esta quarta-feira, é esperada uma nova subida da água na cidade italiana. …

Bolsonaro deixa PSL e cria um novo partido

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, anunciou esta terça-feira que decidiu abandonar o Partido Social Liberal (PSL) e criar um novo partido chamado Aliança pelo Brasil. A saída de Bolsonaro acontece na sequência de uma série …

Partido Trabalhista britânico sofre dois ciberataques (e suspeita-se que tenham "dedo" russo)

O Partido Trabalhista britânico sofreu dois ataques informáticos em apenas dois dias. Contudo, o partido de Jeremy Corbyn admite que os ataques falharam e que as suas plataformas estão operacionais. Num espaço de apenas dois dias, …

Sterling tentou fazer "mata-leão" a Joe Gomez e foi afastado da convocatória

O estágio da seleção inglesa para os jogos da Qualificação para o Campeonato da Europa, frente ao Montenegro e ao Kosovo, não poderia ter começado da pior forma. Raheem Sterling foi afastado da equipa após …

Alunos com gaguez não terão de fazer exames orais

Os alunos com gaguez podem ser dispensados da realização das provas orais. Há dois anos, estes exames passaram a integrar a avaliação externa em línguas estrangeiras nos exames do ensino secundária e nas provas de …

PSD. Só 15,8% dos militantes poderiam votar se eleições diretas fossem hoje

A dois meses das eleições diretas no PSD, há hoje perto de 17.000 militantes com quotas em dia, que podem ser pagas até 22 de dezembro, de acordo com informação disponibilizada online pelo partido. Se as …

Hong Kong: Reforço policial, Parlamento suspenso e escolas fechadas

O Parlamento de Hong Kong foi suspenso, esta quarta-feira, e a segurança foi reforçada na cidade e nos campus universitários, com as escolas a fecharem num momento em que prosseguem os confrontos entre manifestantes e …

Debate quinzenal: Políticas de rendimento, Rio ao ataque com o lítio e a primeira vitória dos pequenos

Os debates quinzenais com o primeiro-ministro regressam esta quarta-feira. António Costa vai abrir o debate com uma intervenção sobre "políticas de rendimento", mas as atenções estão centradas na primeira vitória dos pequenos partidos. As políticas de …

Governo vai propor 635 euros para salário mínimo em 2020. Proposta não agrada patrões

Ana Mendes Godinho, ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, vai apresentar esta quarta-feira na Concertação Social a proposta de aumento para o salário mínimo nacional para 2020, com uma atualização de 35 euros. Esta quarta-feira, …

Novo alvo do Sporting consumia e traficava droga (e tentaram matá-lo seis vezes)

Michael, jogador de 23 anos do Goiás, é alvo do Sporting já neste mercado de transferências de inverno. O brasileiro teve uma adolescência marcada pelo consumo e tráfico de drogas. Aos 23 anos de idade, Michael …