Reformados esperavam aumentos, mas o IRS está a tirar-lhes dinheiro

Manuel de Almeida / Lusa

O ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social, José António Vieira da Silva

Há reformados que ficaram surpreendidos com os valores das pensões pagas neste mês de Janeiro. Esperavam um aumento, tal como anunciado pelo Governo, mas acabaram por receber ainda menos do que em 2018. O problema estará na subida dos escalões do IRS.

A denúncia para esta situação é feita pela APRe – Associação de Aposentados, Pensionistas e Reformados que destaca que há contribuintes a receberem reformas inferiores ao que esperavam, depois dos aumentos anunciados pelo Governo para 2019.

A situação dever-se-á às subidas dos escalões de IRS, numa altura em que as taxas de retenção na fonte ainda não foram actualizadas pelo Ministério das Finanças, como atestam fontes do Ministério da Segurança Social à Rádio Renascença e ao Jornal de Negócios.

“Estamos a ver que as pensões foram processadas tendo como base para a retenção na fonte uma tabela de 2018“, salienta o presidente da APRe, Fernando Martins, na Renascença.

“Um pensionista que tivesse uma reforma de 670 euros em 2018, em 2019, deveria ter 680. Simplesmente, como passou na tabela de retenção de 1,7% para 3,5%, recebeu menos três euros. Em vez de ser aumentado, recebeu menos”, constata Fernando Martins.

O dirigente da APRe atesta que “se isso acontecer, de facto há pensionistas e aposentados que ficarão a receber menos durante todo o ano de 2019 e eventualmente serão reembolsados depois, quando fizerem o IRS no próximo ano, respeitante a este ano fiscal”.

Uma fonte do Ministério das Finanças garante à Renascença que o problema será “resolvido em breve” e que, “a partir de Fevereiro, a situação ficará regularizada”.

O problema não está a afectar todas as pensões sujeitas a descontos, não afectando nomeadamente as reformas inferiores a 636 euros.

ZAP //

PARTILHAR

24 COMENTÁRIOS

  1. …esta “falha” tem um nome… Incompetencia !!! lol…lol… pelos vistos no Ministerio das Finanças, não são lá muito bons com “numarus”…

    • Eles até são bons de mais nos “numarus”…!!! Um cidadão contribuinte que fique viúvo(a), portanto, sem a pensão ou salário da esposa ou vice-versa, paga o DOBRO de IRS como castigo por ter ficado(a) viúvo(a). Então esses gajos não são bons nos “numarus”? Menos receita, mais impo$to$? Então como é que se pagam os faraónicos salários e mordomias de políticos (governantes, deputados, autarcas, assessores, etc.)?

  2. Lembram-se daquele deputado do PSD que chamou aos reformados “peste grisalha” ? Pois bem, para além de ser um bom FDP disse aquilo que pensava e julgo que deve ter sido corrido.
    Em contrapartida, estes senhores muito amiguinhos dos reformados fazem isto .. e muito mais.

  3. Mas do que é que os papalvos esperavam? O que esperavam desta geringonça? Do costa e do Centeno? Lá mais para o fim do ano votem neles para terem uma maioria absoluta!

  4. Parece que as reformas abaixo de 636€ não foram afectadas, é esta a política da geringonça, não atingir a minoria dos trabalhadores para dizer que são muito amigos dos pobrezinhos e a maioria que se lixe.
    Basta ver um exemplo: um vencimento de 900€ em 2010 tinha uma taxa de retenção de 6% (casado 2 titulares), hoje passados 9 anos se o trabalhador tiver sido “aumentado” 40€ nestes anos todos os 940,00€ de hoje, que têm menos poder de compra que os 900 de 2010, apanham com uma taxa de retenção de 6,9%. Esta é a política de esquerda, dar umas migalhas a minorias para fuscar as maiorias…

  5. É uma vergonha! Como é possível suportar o custo de vida com o aumento que nos foi atribuído. O IRS, mais conhecido pelo “glutão” dos detergentes limpa tudo,não deixa nada.

  6. São as mentiras destes desavergonhados que nos governam e que são mestres ou artistas em vender a “banha da cobra” dando uma e tirando duas. Já no ano passado o pequeno aumento verificado nas pensões foi comido com a não alteração correcta dos escalões do IRS. Sabem “vender bem” o pouco que dão, enchendo a comunicação social da parte boa da notícia e omitem os efeitos negativos daquilo que deveriam fazer e não fazem, enganando o povo.
    E este ministro Vieira da Silva há mais de um ano que anda a dizer que vai resolver o atraso significativo na atribuição das reformas e o que se vê é o aumento do mesmo atraso, havendo quem espere já oito meses. Nem no tempo do Salazar, em que tudo era feito à mão, se demorava tanto tempo.
    Não respeitam as necessidades das pessoas (o deles chega-lhes a tempo e até antes do final do mês) e actuam como autênticos “xicos espertos”. É tempo de dizer basta.

  7. Tanta má língua.
    Também sou aposentado e também recebi menos seis euros do que em Dezembro.
    Mas há explicação… Como as tabelas de retenção serão publicadas até final do mês de Janeiro, não houve tempo útil para as aplicar às pensões deste mês.
    Assim, no mês de Fevereiro a situação será normalizada, com efeitos retroactivos a Janeiro.
    PàFiosos deixem de tentar enganar o pagode.
    Não bastou o que roubaram durante a vossa desgovernação de má memória

    • Já estragaste tudo!…
      Achas que os factos interessam alguma coisa aos “indignados profissionais”?!
      O que interessa é disparatar…

    • … para te pronunciar dessa forma também deves estar a receber a reforma vitalícia que é a única coisa que interessa ao tal de Vieira da Silva.
      O voto é uma boa forma de parasitar os cidadãos.

    • É má lingua? Ou a constatação de factos? Falo por mim, tinha uma taxa de retenção de 6% que passou para 13%! Além de mim tenho a meu cargo a minha esposa que sofre 88% de invalidez e um filho menor! Ainda por cima há mais de 10 anos que não tenho algum aumento na reforma. Zero! Apesar de ganhar o mesmo, recebo hoje, com o custo de vida de hoje, muito menos que há 15 anos!!! Parece impossível mas é verdade, por que fui comprovar os meus recibos de ordenado pois ainda os mantenho todos! Neste país de miseráveis quem ganhar pouco mais de 1000 €, a maioria da população, é um alvo a abater. Nem falo da inveja. Só após os 3.000€ ou mais de ordenado mensal é que se volta a ser considerado gente. O resto que sobreviva.

Menos de metade dos médicos do SNS trabalha em regime de exclusividade

Menos de metade (42,9%) dos médicos do Serviço Nacional de Saúde (SNS) trabalha em regime de exclusividade, avança o Jornal de Notícias, citando números da Administração Central dos Serviços de Saúde.  Segundo dados apresentados esta quinta-feira …

Grávidas e crianças até aos 10 anos não devem comer peixe-espada e atum, recomenda Espanha

A Agência Espanhola de Segurança Alimentar e Nutrição publicou novas recomendações no final de outubro para o consumo de determinados tipos de pescado, nomeadamente o atum e o peixe-espada, tubarão ou cação e Lúcio. Em causa …

Deputado Lobo d'Ávila abre portas ao futuro no CDS. "Não digo não" ao partido

O ex-deputado Filipe Lobo d'Ávila afirmou que não afasta a possibilidade de se candidatar à liderança do CDS. O potencial candidato à sucessão de Assunção Cristas indicou que a estratégia do partido, nos últimos anos, …

Só o Governo prevê uma aceleração em 2020. OCDE também está pouco otimista (e deixa um conselho a Centeno)

A economia portuguesa vai abrandar nos próximos anos, segundo antecipa a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE). No Economic Outlook publicado esta quinta-feira, as previsões para a economia nacional aponta para um crescimento …

Trump exige que se pare "a caça às bruxas" em reação a testemunho de embaixador

"Esta caça às bruxas deve parar agora. Tão prejudicial para o nosso país!", escreveu Donald Trump no Twitter, em reação ao testemunho do seu embaixador da União Europeia. O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, manifestou …

Seis embaixadores portugueses mudam de países

Há seis embaixadores portugueses que vão mudar de cidade. O Presidente da República já assinou o decreto que rege a nomeação de novas chefias para tutelar as embaixadas de Portugal em Berlim, Madrid, Praga e …

Rúben Dias pede dois milhões por ano. Vieira não está disposto a pagar tanto

A negociação de contrato entre Rúben Dias e o SL Benfica atingiu um impasse. O jogador não se contenta com um salário inferior a dois milhões de euros líquidos por ano, mas Vieira não está …

Secretarias de Estado instaladas em "casa" dos governantes

As três secretarias de Estado que ficarão fora de Lisboa serão instaladas nas terras natal dos seus respetivos governantes. Esta medida do Governo faz parte de um esforço de descentralização. O Governo decidiu avançar nesta legislatura …

Governo quer bolsas do Ensino Superior automáticas para alunos de ação social escolar

O Governo quer que os alunos do secundário com direito à ação social escolar tenham direito, de forma automática, a bolsas do ensino superior, algo que pode acontecer já no próximo ano letivo. Segundo noticiou o …

Modelo económico do Google e Facebook "ameaça" direitos humanos, diz Amnistia Internacional

A Amnistia Internacional criticou esta quinta-feira o modelo económico "baseado na vigilância" dos gigantes da internet Google e Facebook, considerando que é uma "ameaça sistémica aos direitos humanos". Num relatório, a organização não-governamental argumentou que, ao …