Reembolso de IRS para recibos verdes vai subir em 2019

Na Primavera, quando preencherem a declaração de IRS, os trabalhadores a recibos verdes irão sentir os efeitos da alteração feita ao indexante de apoios sociais. Esta mudança no mínimo de existência garante a isenção de IRS a 54 mil trabalhadores independentes.

Os trabalhadores a recibos verdes vão começar a sentir, na primavera de 2019, os efeitos de terem passado a estar abrangidos pelo mínimo de existência. Com Orçamento do Estado para 2018, o mínimo de existência – que define um mínimo de rendimento livre de impostos – passou a abranger os trabalhadores independentes.

Assim, o efeito chegará na primavera com a entrega da declaração do IRS e isto significa para muitos trabalhadores independentes não pagar qualquer imposto.



O indexante de apoios sociais deverá aumentar cerca de sete euros em janeiro e com ele sobe também o mínimo de existência, que passará dos atuais 9006,9€ para 9156€. Como explica a Renascença, ao aumentar-se o indexante de apoios sociais em cerca e sete euros, perto de 54 mil contribuintes irão ser abrangidos por aquele mínimo de rendimento livre de impostos.

Como avança o Jornal de Notícias esta quarta-feira, quem ganha até nove mil euros por ano (isto é, perto de 642 euros por mês) fica isento de pagamento do imposto sobre o rendimento, o que até agora não acontecia.

Conjugada com a mudança nos escalões, esta medida fará com que um trabalhador que passe recibos verdes de cerca de 750 euros por mês passe a pagar zero euros de IRS neste ano, contra os 728 que habitualmente era chamado a pagar (ainda que parte fosse recuperada através das deduções à coleta).

Mas as mudanças não ficam por aqui. Outra das novidades para os trabalhadores a recibo verde é a obrigatoriedade de faturas: o fisco exige que uma parte das despesas destes trabalhadores seja agora justificada através de fatura. Até agora, a máquina fiscal assumia automaticamente que 25% do rendimento eram despesas.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

    • A direita, que não está ressabiada, diz que a esquerda geringonceira é sempre igual, aplica sempre o truque do toma lá, dá cá!
      Os ingénuos que se iludam…

      “…Mas as mudanças não ficam por aqui. Outra das novidades para os trabalhadores a recibo verde é a obrigatoriedade de faturas: o fisco exige que uma parte das despesas destes trabalhadores seja agora justificada através de fatura. Até agora, a máquina fiscal assumia automaticamente que 25% do rendimento eram despesas.”

      • Alô Rés-do-Chão (RC), aqui Primeiro Andar:

        A citação que você fez, só reforça mais o meu ponto e dá um excelente exemplo de uma boa medida. Que sentido fazia essa medida que já vinha da Era Passista, de assumir 25% do rendimento? Então e se eu tiver facturas que provem que eu gastei 50% ou mais do rendimento? Vamos supor que eu estou a começar um negócio e tive um investimento incial em computadores e outra maquinaria… Porque carga de água vou ter um tecto de 25%? E por outro lado, porque é que eu vou deduzir 25% de despesas se não tiver tido despesas nenhumas?.. Bem, isso dos 25% é que era uma senhora estupidez!.. Além disso a obrigatoriedade de apresentação de facturas, só aborrece quem não for sério. A si pelos vistos aborrece um bocado.

  1. Hipocrisia estes impostos não são para função pública.Esses tem direito a emprego .Se produzirem ou não tanto faz .Esta garantido e assim se mantém geringonça depois queixam-se- do Bolsonaro.

RESPONDER

Principal assessor do Presidente ucraniano vítima de tentativa de assassinato

Serhiy Shefir, principal assessor do Presidente da Ucrânia, foi alvo de uma tentativa de assassinato esta quarta-feira. O carro onde seguia Serhiy Shefir foi "atingido por mais de dez balas", disse a polícia ucraniana, citada …

Koeman apareceu na conferência de imprensa, leu um comunicado e saiu

Treinador do Barcelona, com "cara de poucos amigos", não conversou com os jornalistas. Mas avisou: seria um "êxito" ficar nos lugares cimeiros do campeonato. Não é inédito mas é muito pouco usual: Ronald Koeman apareceu numa conferência …

Oito mortes e 891 casos de covid-19. Internamentos e incidência continuam a descer

Portugal registou, esta terça-feira, 891 novos casos e oito mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal …

A máscara de Marcos Rojo deixou uma criança a chorar

Imagem impressionante, na véspera de um jogo do Boca Juniors. Adaptando a ideia da publicação que será reproduzida mais abaixo, o futebol não é só uma bola a circular num relvado entre 22 jogadores. O futebol …

Erupção do vulcão nas Canárias pode durar até 84 dias

A erupção vulcânica de Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma pode durar entre 24 e 84 dias, com uma média geométrica de cerca de 55 dias, segundo cálculos do Instituto Vulcanológico das Ilhas …

PCP insiste que Governo vá “mais longe” e baixe o preço da energia

O PCP insistiu esta terça-feira que o Governo não se deve ficar pelo “não aumento” dos preços da energia, mas sim ir “mais longe”, intervindo para baixar estes valores, apontando que o executivo tem instrumentos …

Amnistia Internacional acusa farmacêuticas de recusar aumento da oferta de vacinas

Quando faltam 100 dias para o fim de 2021, a organização não governamental apela às farmacêuticas que forneçam dois mil milhões de vacinas a 82 países com rendimento baixos e médio-baixos, no sentido de se …

Lituânia avisa cidadãos para não comprarem telemóveis chineses devido à censura dos dispositivos

A tensão continua a aumentar entre a Lituânia e a China. O país europeu está agora a recomendar aos cidadãos que não comprem telemóveis chineses porque os dispositivos censuram alguns termos. O Ministério da Defesa da …

Talibã nomeiam enviado afegão para a ONU - e pedem para falar com líderes mundiais

Os talibã pediram para falar com os líderes na Assembleia Geral das Nações Unidas, a acontecer esta semana em Nova Iorque, e nomearam o seu porta-voz, Suhail Shaheen, a viver em Doha, como embaixador na …

"Erros" no currículo. Raquel Varela perdeu "apoio" para bolsa de 4 mil euros e leva caso a tribunal

A investigadora Raquel Varela está envolvida numa polémica depois de ter perdido o apoio do Instituto de História Contemporânea, no âmbito de um concurso a fundos públicos, devido a alegados "erros" no currículo. A notícia …