O Red Light District de Amesterdão pode ter que apagar as luzes

Anthony Coronado / Flickr

O Red Light District, Amesterdão

A presidente da Câmara de Amesterdão, Femke Halsema, apresentou um plano no qual prevê o encerramento do Red Light District, o mais famoso bairro da cidade, visando combater o tráfico humano, a fraude e o branqueamento de capitais. 

De acordo com o diário britânico The Guardian, em causa estão as condições de trabalho “inaceitáveis” a que as trabalhadoras do sexo estão sujeitas diariamente, quer pelo assédio de turistas como de habitantes locais. Amesterdão “deve ousar pensar no distrito sem prostituição”, considerou Halsema, numa entrevista à rede holandesa Nieuwsuur.

“Aqueles que causam desconforto não são as profissionais do sexo, que se tornaram numa atração turística que atrai um grande número de pessoas que vão para lá tirar selfies. É humilhante para as pessoas que trabalham lá e isso não pode ser tolerado“, considerou.

Em declarações à Reuters, Halsema, que é a primeira mulher a presidir a autarquia de Amesterdão, explicou que esta possibilidade “é fruto das circunstancias”, uma vez que a cidade está a mudar. “Muitas das mulheres que aí trabalham sentem-se humilhadas”.

O branqueamento de capitais e o tráfico humano são outros dos fatores que levam Amesterdão a ponderar revolucionar um dos ‘ex-libris’  da cidade. “Se as pessoas são trocadas, recrutadas ou exploradas, então todos os holandeses se devem preocupar”.

Halsema reitera ainda que “o tráfico humano, a fraude e o branqueamento de capitais têm que ser reduzidos” e quer que o local seja “mais calmo, limpo e habitável do que agora”.

O plano, apresentado esta quarta-feira, incluiu quatro alternativas: a primeira passa por eliminar parte do distrito; a segunda prevê fechar as cortinas dos lugares onde se pratica a prostituição; já a terceira medida, que seria articulada com a segunda, passaria por dar mais empregos às profissionais do sexo no centro da cidade; por último, a quarta medida é a mais extrema, prevendo fechar totalmente toda a área.

Halsema nega querer tirar estas profissionais do Red Light District, afirmando que o que pretende é dar-lhes melhor condições de trabalho. Os turistas que vão para o local, explicou, vão com o objetivo de fotografar e assediar, gerando um impacto negativo no negócio da prostituição. “A minha intenção não é expulsar a prostituição da cidade (…) Sou muito pragmática para isso. A prostituição é parte de Amesterdão: existe um mercado, há procura, e é por isso que a mantemos”.

A transferência ou o encerramento deste distrito geraria novas oportunidades, mas também perdas para os negócios ligados à prostituição, como bares, hotéis, entre ouros. Por estes mesmo motivo, a autarca chamou as partes envolvidas para discutir o que poderá ser a melhor solução para o problema.

A discussão sobre a prostituição é muito polarizada e moralista. A prostituição é um fenómeno histórico no centro da cidade. O consenso é necessário para tomar medidas, mas a decisão final cabe ao conselho [municipal]”, avisou Femke Halsema.

Eleita no ano passado, a antiga líder do Partido Verdes tem dez dos 45 lugares no conselho municipal, mas conta com o apoio dos liberais do D66 e dos socialistas.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Escravatura humana, mas ao mesmo tempo também há que considerar uma certa aptidão do sexo feminino para se expor a tal, a troco de dinheiro vale tudo pouco ou nada importando honra ou valores morais!

RESPONDER

Cientista americana diz estar certa de que a Terra será atingida por asteroide

https://vimeo.com/355132338 Uma cientista americana de uma ONG dedicada a proteger a Terra diz que é 100% certo que um asteroide atingirá o nosso planeta. A cientista é Danica Remy, presidente da Fundação B612. Após um asteroide não …

NASA vai mesmo explorar Europa, a lua de Júpiter que pode ter vida extraterrestre

A NASA deu luz verde a uma missão para explorar uma lua de Júpiter que é considerada um dos melhores candidatos para a vida extraterrestre. A Europa - que é um pouco mais pequena do que …

País de Gales cancela plano controverso de criar "casas de banho robô"

O objetivo da construção era impedir atividade sexual, vandalismo e dormidas nas casas de banho públicas. O projeto ia recorrer às tecnologias de piso sensível ao peso, jatos de água, sensores anti-movimento e alarmes. O conselho …

Sem saber, uma mulher viveu durante 17 anos com a sua "gémea" dentro dela

Uma jovem na Índia, sem saber, viveu com uma das condições médicas mais raras e perturbadoras durante quase duas décadas. De acordo com um relatório de caso desta semana, a mulher tinha um saco que continha …

Novo filme da saga 007 já tem nome e data de estreia marcada

O novo filme da saga 007, realizado por Cary Fukunaga chama-se "No time to die" e estreia-se no Reino Unido e nos Estados Unidos em abril de 2020. "Daniel Craig regressa como James Bond, 007 em... …

Comporta pode tornar-se na nova Ibiza (e tudo começou com a queda do BES)

Após anos de um quase esquecimento, em termos de desenvolvimento imobiliário, a Comporta está a atrair investidores internacionais que encaram a pequena vila de Setúbal como uma "nova Ibiza". Um cenário que está a preocupar …

Família de Aretha Franklin cria fundo para a investigação de cancro raro

Um ano após a morte da cantora, a família de Aretha Franklin criou um fundo de apoio à investigação na área dos tumores neuroendócrinos, a doença rara que se revelou fatal para a celebridade, a …

Sporting vai monitorizar tudo o que se diz e escreve sobre jogadores

A empresa Noisefeed tem uma enorme base de dados relativa à atividade nas redes sociais de milhares de jogadores a nível global. Os jogadores de futebol de todo o mundo usam, cada vez mais, as redes …

Boris janta hoje com Merkel para mudar acordo. Maioria quer novo referendo

A pouco mais de dois meses da data marcada para a saída do Reino Unido da União Europeia, uma nova sondagem mostra que a maioria dos britânico quer que qualquer novo acordo vá a referendo. Um …

Oficial: Pardal Henriques candidato a deputado pelo partido de Marinho Pinto

O advogado Pedro Pardal Henriques anunciou esta quarta-feira que aceitou o convite para encabeçar a lista do PDR a Lisboa, deixando de ser porta-voz do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas para "não misturar …