Recibos Verdes podem pagar mais em 2017

Inácio Rosa / Lusa

João Leão, secretário de Estado do Orçamento

Os trabalhadores a Recibos Verdes podem vir a pagar mais, no próximo ano, com a revisão ao regime contributivo dos trabalhadores independentes que o Governo pretende fazer, admite o secretário de Estado do Orçamento, João Leão.

A proposta de Orçamento do Estado para 2017 (OE 2017), que o governo entregou na Assembleia da República na passada sexta-feira, dá aval à aprovação de mudanças no regime contributivo dos trabalhadores independentes.

“O que se pretende com essa medida é garantir que as contribuições dos trabalhadores reflectem melhor o seu rendimento mais recente, que haja uma melhor adequação entre uma coisa e outra”, afirma João Leão em entrevista à agência Lusa.

O secretário de Estado assume, assim, que este dado novo “pode implicar que o trabalhador paga menos ou paga mais“, conforme os seus últimos rendimentos.

O objectivo é garantir que “os acertos que depois têm de ser feitos sejam menores”, porque a contribuição já “reflectiu melhor o rendimento dos últimos meses do trabalhador”, constata João Leão.

Na proposta do OE 2017, o governo assinala a intenção de fazer a revisão das regras de enquadramento e produção de efeitos do regime dos trabalhadores independentes, de consagrar novas regras de isenção e de inexistência da obrigação de contribuir e alterar a forma de apuramento da base de incidência contributiva, rendimento relevante e cálculo das contribuições.

Para este efeito, o Executivo prevê “determinar que as contribuições a pagar têm como referência o rendimento relevante auferido nos meses mais recentes, de acordo com períodos de apuramento a definir”, e assegurar que o montante anual de contribuições a pagar é o resultado da aplicação de taxas contributivas ao rendimento relevante anual.

Actualmente, os trabalhadores a recibos verdes são colocados num dos 11 escalões contributivos e duas vezes por ano podem pedir para mudar de escalão, mas o processo tem gerado vários problemas burocráticos.

Precários Inflexíveis desconfiados… mas expectantes

A plataforma Precários Inflexíveis já reagiu às declarações do secretário de Estado, considerando que as suas explicações são “demasiado gerais e ficam dúvidas em relação a questões muito importantes“.

Entre os aspectos considerados pouco claros, a plataforma nota que é preciso “esclarecer qual será o valor mínimo” mensal de contribuições que os detentores de Recibos Verdes terão que pagar, “em que situações [essa regra] se aplica e como pode ser feita essa compensação”.

Apesar de notar que a actual “indefinição não contribui para a confiança necessária”, lembrando os sucessivos “enganos” dos governos anteriores, a plataforma manifesta agrado com a intenção do Executivo de “finalmente” aprovar “um novo regime de contribuições para quem trabalha a recibos verdes”, tanto mais “depois de anos de regras absurdas e muito injustas”.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Estátua de diabo "alegre demais" divide moradores em Espanha

Uma estátua que representa o diabo foi criticada por ser "alegre demais" por moradores da cidade de Segóvia, em Espanha. A escultura de bronze, que ainda não foi instalada, foi criada em homenagem a uma lenda …

"Incapacidade e incompetência". Fenprof pede a Costa que substitua ministro da Educação

A Federação Nacional de Professores (Fenprof) defendeu esta quarta-feira que o primeiro-ministro substitua o ministro da Educação, devido à sua "incapacidade e comprovada incompetência política" para dirigir as negociações de recuperação de tempo de serviço …

Bombeiros protestam contra a proposta do Governo

De acordo com o sindicato, a proposta do Governo "significa uma desvalorização enorme na carreira". Além disso, critica a ideia de haver uma carreira única de sapadores e municipais nivelada por baixo. Bombeiros municipais e sapadores …

Há uma parte da Antártida que está a encolher (mas não era suposto)

Quando os cientistas falam sobre o derretimento da Antártida, geralmente estão a referir-se à Antártida Ocidental, onde gigantescos glaciares costeiros estão a derramar grandes quantidades de água. Mas, do outro lado das montanhas transantárticas a leste, …

A cor dos olhos pode explicar porque é que as pessoas ficam tristes no inverno

Tempo mais frio e noites mais longas fazem algumas pessoas sentir-se tristes. A isso, dá-e o nome de Transtorno Afetivo Sazonal (TAS). Embora o TAS seja uma forma reconhecida de depressão clínica, os especialistas ainda estão …

Há vida pós-LHC. CERN planeia acelerador de partículas dez vezes mais potente

O futuro da Física de Partículas começa a ganhar forma. O CERN (Laboratório Europeu de Física de Partículas) detalhou esta terça-feira os seus planos para o novo acelerador de partículas que irá suceder o Grande …

DARPA quer construir robôs conscientes usando cérebros de insetos

A DARPA quer construir robôs conscientes usando cérebros de insetos, uma forma de criar novos modelos de inteligência artificial eficientes, que poderiam ser usados para explorar a própria consciência. Ao contrário dos humanos, os insetos operam …

Bombas de Wendell e Bruno Fernandes apuram Sporting para meias da Taça

Remates de Wendell e de Bruno Fernandes decidiram o jogo a favor da equipa 'leonina', que na próxima fase da competição defronta o Benfica, numa eliminatória disputada a duas mãos. Numa primeira parte marcada pelo domínio …

Romeo, a rã mais solitária do mundo, encontrou finalmente a sua Julieta

Romeo, que até então era considerado o último representante da sua espécie (Telmatobius yuracare), deixou de ser a rã "mais solitária do mundo" graças a uma equipa de cientistas que encontrou uma fêmea da mesma …

Stephen King salvou a secção de crítica literária de um jornal através do Twitter

Um jornal da terra natal de Stephen King lançou-lhe um desafio e o escritor norte-americano decidiu aceitar, conseguindo angariar os assinantes necessários para financiar a continuidade da secção de crítica literária. Um jornal local norte-americano viu-se …