Receio de instabilidade leva empresas catalãs a mudar sede social

Folguerola Angela / Wikimedia

Edifício Corporativo Banco Sabadell em Sabadell

O conselho de administração do banco catalão Sabadell decidiu esta quinta-feira, em sessão extraordinária, transferir a sua sede social para Alicante, perante a possibilidade de a Catalunha declarar unilateralmente a independência na próxima semana.

O quinto maior banco espanhol e o segundo da Catalunha vai assim poder continuar protegido pelas regras exigentes de supervisão do Banco Central Europeu e a operar com toda a normalidade dentro do sistema bancário europeu.

A deslocalização para aquela cidade junto ao Mediterrâneo, na Comunidade Valenciana (sul da Catalunha), também implica que a entidade bancária passará a pagar impostos no local onde tem a sua sede social.

Desde que se soube hoje de manhã que o Sabadell iria tomar uma decisão sobre esta matéria, as suas ações iniciaram um movimento de subida, que contrastou com a descida de cerca de 10 % desde o início da semana, com os investidores receosos das consequências da subida da tensão entre Madrid e Barcelona na sequência do referendo de autodeterminação realizado no domingo.

Uma alteração da sede social de uma empresa é uma operação jurídica que se pode realizar no espaço de poucas horas em Espanha. Em maio passado, o Sabadell revelou que até ao fim do corrente ano iria voltar a ter uma sucursal em Lisboa depois de ter vendido a participação que tinha no português BCP.

Entretanto, o também catalão CaixaBank, dono do português BPI, sustenta que irá adotar as “decisões necessárias no momento oportuno, sempre com o objetivo de fazer prevalecer os interesses dos clientes, acionistas e empregados”, em declarações à agência EFE por fontes oficiais do banco catalão, referindo-se ao clima de tensão na Catalunha.

Esta posição do maior banco da Catalunha foi conhecida depois de ter sido tornado público que o Sabadell ia realizar a reunião extraordinária do seu conselho de administração.

Além do Sabadell, outras emblemáticas catalãs decidiram abandonar a Catalunha nos últimos dia – as últimas das quais, a operadora Eurona e a farmacêutica Proclinic, anunciaram esta quinta-feira a mudança de sede social.

Segundo o 20 Minutos, o governo espanhol irá estudar no Conselho de Ministros desta sexta-feira medidas para facilitar a mudança sede social de empresas catalãs, no âmbito das quais, por exemplo,não seria necessária aprovação pela assembleia de accionistas para efectivar a decisão de mudança de sede.

O governo regional da Catalunha anunciou na madrugada de segunda-feira que 90% dos catalães votaram a favor da independência no referendo de domingo, tendo exercido o direito de voto 42 por cento dos 5,3 milhões de eleitores.

A consulta popular foi convocada pela Generalitat, dominada pelos separatistas, tendo o Estado espanhol, nomeadamente o Tribunal Constitucional, declarado que a consulta era ilegal.

O presidente do executivo catalão tinha previsto realizar uma intervenção no parlamento regional em que poderia declarar a independência da região, mas o Tribunal Constitucional espanhol proibiu essa apresentação, como medida cautelar, sendo ainda é incerto o que vai acontecer.

PARTILHAR

RESPONDER

China caminha a passos largos para a normalidade. Gaming, cerveja e Ikea dão empurrão

A China não regista, desde 17 de maio, vítimas mortais causadas pelo novo coronavírus. No entanto, há dois surtos ativos que parecem não impedir a população de caminhar em direção à normalidade. À semelhança do resto …

No regresso ao Superior, o Ministério recomenda aulas presenciais, com máscara e ao sábado

No regresso do Ensino Superior, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior recomenda que voltem as aulas em regime presencial com uso obrigatório de máscara e algumas das quais lecionadas ao sábado. Num comunicado …

"A profissionalização é fundamental". Este ano já morreram quatro bombeiros, todos voluntários

Nos incêndios deste ano já morreram quatro bombeiros. O último ano tão mortífero foi 2013, em que sete bombeiros perderam a vida. Em comparação, nos incêndios de 2019, não se registaram vítimas mortais entre esses profissionais. Como …

Portugal só tem 4 fiscais da ferrovia (e cada um tem de inspecionar 811 quilómetros)

O Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) tem apenas quatro técnicos afetos à fiscalização do setor. O organismo está a pedir o reforço destes profissionais desde 2014. De acordo com a edição desta quarta-feira do …

Dybala eleito melhor jogador do ano em Itália. Ronaldo fora da lista

O avançado argentino da Juventus foi eleito o melhor jogador da temporada 2019/20 do futebol italiano, enquanto o português Cristiano Ronaldo ficou de fora da lista de premiados. Na nota publicada no site oficial da Série …

Novo Banco registou perdas de 260 milhões à revelia do Banco de Portugal

A equipa António Ramalho terá inscrito nas contas 260 milhões de euros em perdas, passíveis de reembolso, sem falar com o Fundo de Resolução. O Público avança que a equipa de António Ramalho sinalizou, nos resultados …

Pingo Doce

Vídeo denuncia desperdício alimentar em supermercado. Jerónimo Martins está a investigar

Hugo Breda e João Relógio, ambos associados à produtora Swag On, publicaram na suas contas de Instagram um vídeo no qual denunciam o desperdício alimentar numa cadeia de supermercados em Lisboa.  O vídeo publicado nas …

O adeus de uma lenda. Ronaldo, Messi e Buffon despedem-se de "San Iker"

O internacional português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi recorreram às redes sociais para se despedirem de Iker Casillas, que esta terça-feira anunciou o fim da sua carreira.  "Foi um orgulho ter partilhado grandes momentos …

Há trabalhadores que estiveram em lay-off sem direito ao apoio salarial

O apoio destinado a trabalhadores que estiveram em regime de lay-off só se aplica a quem tenha estado nesta situação um mês civil completo. A 19 de junho, o Governo aprovou o decreto-lei que criou o …

Ordenado de 3 milhões e outros tantos em prémios. O contrato de Jesus à lupa

Jorge Jesus, que esta segunda-feira foi oficialmente apresentado como treinador do Benfica, vai ganhar três milhões de euros líquidos temporada, valor a que acrescem outros tantos milhões mediante prémios. Apesar de vir auferir um salário …