“Rasteira política”. Costa tramou Pedro Nuno Santos à boleia da reestruturação da TAP

Nuno Fox / Lusa

O primeiro-ministro, António Costa, sabia da intenção de Pedro Nuno Santos, responsável do Governo pela pasta das Infraestruturas e da Habitação, de levar o plano de reestruturação da TAP ao Parlamento e nada fez para travar a ideia antes de o contradizer publicamente.

Tratou-se de uma “rasteira política“, segundo adiantou fonte próxima do processo à revista Sábado, que avançou a notícia neste sábado (26/12).

De acordo com a revista, Pedro Nuno Santos com Costa pelo menos duas vezes sobre a ideia de levar o plano de reestruturação da companhia aérea ao Parlamento.

Da primeira vez, Costa manifestou não gostar da ideia, sem dizer que a travaria.

Da segunda vez, Pedro Nuno Santos disse que falaria com o PSD, o maior partido da oposição, sobre o tema. “[António] Costa não pôs obstáculos. Se queria proibir, era aí que devia ter falado”, disse a mesma fonte à revista Sábado.

Certo é que Costa veio publicamente dizer que a reestruturação da TAP não passaria por votos nos Parlamento, defendendo que a matéria é estritamente da decisão do Governo, depois de a comunicação social noticiar precisamente o contrário.

“Não faz parte do nosso sistema constitucional que a AR se substitua ao Governo nas funções de governação. Quem governa, governa e deve sempre, é o que temos feito, procurar consensos amplos em matérias com efeito estrutural para o pais. Por isso temos estado a ouvir todos os partidos com assento na AR, para que o projeto TAP seja um projeto nacional e partilhado por todos”, disse António Costa.

Pedro Nuno Santos foi assim desautorizado por Costa depois de Marques Mendes ter revelado, no seu espaço de comentário na SIC e citando fonte governamental, que o Governo queria que o plano de reestruturação da TAP fosse votado pelos deputados.

“Quem anunciou, ou teve uma má fonte, ou se precipitou”, disse Costa.

O ministro das Infraestruturas assumiu depois publicamente que foi derrotado pelo primeiro-ministro na intenção de sujeitar o plano de reestruturação da TAP ao Parlamento. Em declarações ao semanário Expresso, o ministro assumiu a divergência. “Queria que fosse votado no Parlamento, mas não consegui. É pena”, disse Pedro Nuno Santos.

De acordo com a Sábado, a relação entre Costa e Pedro Nuno Santos não é a melhor e o ministro das Infraestruturas não esconde dos mais próximos o mal estar que a questão da reestruturação da TAP gerou entre ambos.

Em meados de dezembro, pouco depois de Costa ter desautorizado Pedro Nuno Santos, a Renascença já dava conta que o mal-estar entre Pedro Nuno Santos e o primeiro-ministro era “cada vez maior”, falando mesmo de uma situação de “quase rutura”.

No PS, escreve a mesma revista, diz-se que António Costa tudo fará para que Pedro Nuno Santos não lhe suceda na liderança do partido.

ZAP //

PARTILHAR

50 COMENTÁRIOS

      • Este é mais radical dentro do partido, mais perto do comunismo do que do socialismo. Só não vê quem não quer.

        • Como a vida e a política não são só a preto e branco, então, para ser mais explícito nesta comunicação pública, talvez devesse ser mais claro como parece ter sido agora, chamando-lhe apropriadamente o nome que melhor passa a sua ideia. De contrário, pensamos que o PS é de direita e há ali um infiltrado que os estatutos do partido não permitem. Se permitem, é tão válida a opinião do barbudo quanto a do “desbarbudo”. E se o barbudo foi escolhido entre os pares para ministro é porque é dos melhores tanto na competência técnico-administrativa como na competência política. Até porque foi o chefe que o escolheu e também porque uma das bandeiras do PS, seja de esquerda ou de direita, é a diversidade e liberdade de opinião dentro das suas hostes. Ou então acabe-se de vez com a limitada e inútil dicotomia esquerda-direita.

      • Quando lhe convém, como foi o caso da geringonça, o PS reclama estatuto de esquerda, mas já não assume estatuto de direita quando a pratica, que é a maioria das vezes. Neste último caso, até rouba as ideias dos direitistas e assume publicamente a sua autoria porque domina a máquina da propaganda.

      • Por isso é que não quis nada com o PCP nem com o Bloco de Esquerda, para a viabilização do 1º governo de Costa.

        • Caro “O PS nunca…” | A sua lembrança só confirma a natureza conveniente do PS para disfarçar o vazio de ideias, que não seja o poder a qualquer custo, conseguindo, até, ser governo sem ganhar eleições. E mais uma vez se fala não só de esquerda e direita como ultras e extremistas. Cada um é como é e pode ser, desde que validados pela Constituição, que é o caso de todos os partidos com assento parlamentar. E nenhum deles tem a única chave da questão no bolso nem o direito de excluir ninguém, o que seria discriminação e homofobia. Falta grande dose de humildade a todos os partidos da AR.

    • O barbudo não é só esquerdista é social fascista, mas há mais dentro do PS, e foram para lá porque é mais fácil apanhar um tacho,
      assim vão lá estando camuflados, estes nada têm a ver com o partido formado pelo Dr. Mário Soares, embora ele também tenha vindo da esquerda radical, por isso os conhecia bem.

      • Pelos vistos o ps tem mesmo vocação universalista, acolhendo todo e qualquer canalha, segundo as suas palavras. É no ps que “é mais fácil apanhar um tacho”, afirma o senhor sobre um partido que não muda desde o tempo de Mário Soares. Os casos de trafulhice estão expostos na praça pública.

    • Este ” esquerda caviar ” burgues de 5 estrela, fez isto tudo, porque quer um bocado de visibilidade agora e para o futuro, dado que é extremamente ambicioso e talvez mais do que isso.

      Nunca me esqueço do carro de alto luxo, quando chegou no congresso de PS e que tinha sido uma oferta de um familiar. É só tretas, este atleta.

  1. Este barbudo é aquele que diz que as dívidas não são para pagar. No berloque ou no PCP é que ele devia estar ou daí mais à esquerda. Mas lá não tinha acesso à manjedoura. Nem ele nem o pai dele, segundo tenho ouvido dizer. Esta canalha estão na política mas é só para mamarem. Eles e a família toda deles. Esquerdalhos há muitos no PS e muitos vão votar na defensora dos terroristas. Acho que este palhaço também já disse que vai votar nesse estupor!!!

    • Sr Pois Pois! Se esses ditos esquerdalhos vão votar na senhora que apelida de terrorista é por culpa própria do PS que, tal o Marcelito nosso presidente, que anda de mão dada com o partido no poder, anda sempre à boleia das conveniências e do politicamente correto, considerado cobardemente sinónimo de bom senso. “Ambos os dois” – PS e Marcelo – não os têm no sítio para acreditarem neles próprios e, tal sanguessugas, andam a pairar pelo ar à procura de presa alheia, como aves de rapina, para abocanharem as partes de um eleitorado dividido e manipulado por quem se apoderou, com dinheiros públicos, das máquinas da propaganda política. Na sua ordem de ideias todos são canalhas, quiçá até nós comentadores públicos desta nação valente, mas não imortal.

  2. Pedro Nuno Santos precisa ser neutralizado pois Portugal, se quiser ambicionar desenvolvimento, não pode ter mais Socialismo.

    O problema é que não é só apenas Pedro Nuno Santos que vai tramar-se com a TAP. A infeliz decisão de renacionalizar a empresa vai custar MUITO cara aos contribuintes.

    • É o Pedro Nuno Santos que tem de ser neutralizado ou o PS? O ministro decide sozinho ou com os seus pares do partido? Ou decidem na praça pública de acordo com os populismos que as suas declarações individuais e avulsas granjeiam e decidem em conformidade? Ou será, ainda, que o Pedro Nuno Santos sofre de alguma restrição de liberdade constitucional ou o PS é um partido ilegal que merece ser neutralizado, ao nível que o próprio PS reclama em relação ao Chega? A democracia exige a todos o reconhecimento de que não há verdades absolutas nem ninguém é dono da verdade, valendo argumentos e não dogmas para evitar totalitarismos esquerdistas, direitistas ou centrais ou o que se quiser. Por último, que se tramem o Pedro Nuno Santos, o António Costa, o governo socialista ou seus apoiantes, mas não tramem a TAP.

      • Este barbudo não representa o PS. O PS tem feito um trabalho razoável (nem bom nem mau) e atenção não sou do PS. Mas deixe estar que o Rio do outro lado é uma bela encomenda.

          • Ah?!
            A falta que fazem as aulas de cidadania…
            Não devia ser necessário explicar isto a adultos mas, um ministro, quando muito, representa o governo – nunca um partido!…
            Havia de ser bonito, por exemplo, quando a tontinha das Cristas foi Ministra da Agricultura do governo do Passos, representar o seu partido, em vez do governo…
            Se bem que, como advogada, a sua preocupação foi representar os seus clientes – em vez da agricultura nacional… infelizmente, a actual Ministra da Agricultura não é muito melhor…

            • Caro sr Eu! Infelizmente a sua formação cívica só alcança a ponta do seu nariz, que deve ser pequenino para bem da República. Fica confinado ao seu eu, o seu refúgio ético para não cumprir a primeira obrigação de cidadania: assumir a responsabilidade pela sua intervenção pública, dando a cara, entenda-se, neste caso, um nome. Tem de voltar à escola, talvez aproveitando o programa de segundas oportunidades, se ainda existe. Caso contrário, veja se há formações online, cujo requisito prévio é não ter o nariz atolado de arrogância infantil para não quebrar o monitor que terá à sua frente. Sabe, o ministro Pedro Nuno Santos surge no governo por colocação do Centro de Emprego, onde estava inscrito como desempregado de longa duração, e não pelo Partido Socialista, ao qual não pertence, como você deixa implícito. Logo, ele representa-se a ele próprio e ao Centro de Emprego. Há memória de o terem visto na fila do Centro de Emprego para se candidatar a ministro sem qualquer intervenção do PS. Obrigado pela lição de cidadania rasteira, idêntica a que forneceria um rato que esconde o focinho no esgoto.

  3. Portugal não tem esquerda nem direita, tem apenas um conjunto de salafrários e vigaristas sem vergonha cujo objectivo é o assalto ao poder e ao erário público! sic. José Saramago.
    O que fazer num país em que cidadãos que não têm sequer capacidade para serem criados de quarto se vêem promovidos a presidentes de câmara, ministros, primeiros-ministros e até, quem sabe, presidentes da república? sic. Marcelo José das Neves Alves Caetano.

  4. Portugal pelos vistos está a precisar de um governo de direita, porque foi com a ditadura salazarista que nós evoluimos! Quarenta anos de obscurantismo, de analfabetismo com a igreja a colaborar com o regime pois que o povo quanto mais ignorante fosse melhor se deixaria domar – De quanto é que estes senhores não se apoderaram? Eram donos de África, que os filhos do povo defendiam, eram donos das grande herdades alentejanas, onde se faziam chacinas à maneira da que se fez recentemente na Azambuja e onde a maior parte das pessoas não tinha sequer uma horta!! É a estes tempos que alguns querem voltar? Tirem o cavalinho da chuva porque, felizmente, os filhos do povo conseguiram ingressar nas universidades e hoje não farão deles o mesmo que fizeram dos seus avós!!!

  5. Esse comunista barbudo que vá para São João da Madeira, que é a terra dele. No quarto dele, tinha um poster muito grande do PCP.

  6. Se viesse novamente as eleições e não existisse melhor em quem votar, votaria novamente no Costa, não sendo eu do PS, mas de facto não há alternativaS melhores. Entre este barbudo de esquerda, o idiota do Ventura, e o ditador do Rio e o António Costa, não penso 2 vezes e voto no Costa.

    • Pois, caro Paulo Monteiro. A maioria do eleitorado português, que são poucos porque a abstenção é gigante, vota no que sobra de menos mau e não de acordo com as suas convicções porque não se vê, verdadeiramente, representado, mas vota na mesma! O velho ditado: do mal o menos. É o Portugal dos Pequeninos. Assumamos a nossa condição.

    • És xuxalheiro, embora tentes disfarçar. Com Costa, o país e os portugueses estão um mimo. Até, praticamente, já nem impostos pagamos. Vai-te curar que és bom de levar à bebida. Com pacóvios destes o país não passa desta pobreza portuguesa.

  7. Não entendo porque razão se atiram só ao PS! Talvez por ser governo ou “desgoverno”! Mas não se esqueçam que o PSD, ou qualquer outro partido, que alcançar o poder, procederá da mesma forma, ou têm dúvidas? Esqueceram já as asneiras desse sr. Coelho que, recentemente, resolveu sair da toca para nos fazer lembrar o desastre que foi o seu desgoverno? Que me dizem sobre a privatização da ANA que tem dado milhões de lucro aos franceses e que poderiam ser do estado português? Ou dos CTT, ou da REN, ou da EDP que alienaram para um estado comunista que, quando entender, nos apaga a luz?!! O líder da JS quando apelida este sr. de “cangalheiro” está cheio de razão!! Será desta política baixa que têm saudades? Lamento, sinceramente, a falta de patriotismo. O outro sr., o da urbanização da Coelha, também resolveu dar um ar da sua graça, esquecendo as trapalhadas em que se envolveu com os seus amigos, como o Dias Loureiro, que está a desfrutar da casa de um dos maiores fascistas portugueses, Jorge de Brito um dos donos de Angola, graças às trafulhices do BPN que nos custaram os olhos da cara! Mas estes srs não têm um pingo de vergonha??

    • Observações muito pertinentes!…
      O ministro que não quer vender o país ao desbarato é um perigoso comunista – já outros ministros que foram a correr entregar sectores estratégicos do país (ainda por cima, ao desbarato!) a interesses estrangeiros – alguns deles entregues a milionários mafiosos (supostamente comunistas) – é que são exemplos a seguir!…

  8. O PS não muda, nem mudará nunca. Partido habituado a viver de esquemas à quase 50 anos, não tem na sua estrutura interna personalidades isentas ou, não as deixa surgir à luz do dia, porque este, é o seu modus-vivendi.
    Mas estão aqui dois problemas e um deles, gravíssimo.
    Costa deixou crescer o seu Messias dentro do partido, mesmo conhecendo a sua veia demasiado à esquerda. Parece agora já ter concluído que o homem lhe pode fazer sombra e há que o colocar em lugar subalterno, enquanto pode.
    Desencadeia-se assim uma luta pessoal de duas pessoas movidas por interesses (provavelmente) alheios aos interesses da TAP, pondo uma vez mais, em sério risco os milhões de euros que pertencem ao mesmo de sempre: o contribuinte.
    Depois, uma companhia como a TAP, tem especificidades próprias, que precisam ser entendidas por homens conhecedores do negócio, para encontrar as melhores formas de salvar uma empresa-bandeira de Portugal no Mundo. E isso, aparentemente não estará a acontecer, porque o ministro Nuno Santos se auto-convenceu que tem o segredo da cura, sem nada perceber, ou perceber muito pouco, sobre o assunto.
    E assim sendo, por uma questão estritamente pessoal de duas pessoas que amanhã ninguém se lembrará delas, temos uma companhia fundamental para o país, com crédito internacional, à beira da rotura.
    E que mais se poderia esperar dos homens do PS?

    • Subscrevo a sua leitura de a TAP estar a ser instrumentalizada para esgrimir uma disputa pessoal com interesses egoísticos e mesquinhos, acrescento eu, que, por isso mesmo, pode vir a dar resultados desastrosos para a nossa companhia aérea. Na minha terra diz-se que quando dois elefantes lutam o capim é que sofre.

RESPONDER

Líder do PAN faz queixa no Ministério Público depois de ser ameaçada de morte

A deputada mostrou no Twitter o tipo de insultos e ameaças que tem recebido e avisa que não se vai calar ou permitir que o desrespeito continue. Inês Sousa Real foi insultada e ameaçada nas redes …

Árbitro foi muito "benévolo" com o FC Porto

O golo de Taremi e a expulsão de Mbemba originaram protestos portugueses. Os espanhóis têm uma visão diferente. O Atlético de Madrid-FC Porto contou com duas boas equipas em campo e uma "que esteve menos bem", …

Buraco na camada de ozono ultrapassa o tamanho da Antártida

A dimensão do buraco na camada de ozono no hemisfério sul ultrapassou o tamanho da Antártida, continente com cerca de 14 milhões de quilómetros quadrados, anunciou hoje o serviço europeu Copernicus, de monitorização da atmosfera. “O …

Políticos e especialistas querem legalizar canábis (com impostos para prevenir o consumo)

Um grupo de 65 personalidades, entre especialistas médicos e ex-ministros, apela à legalização da canábis, considerando que é a melhor forma de prevenir o consumo desta droga, nomeadamente através dos impostos aplicados ao sector. Esta carta …

Mais 1062 casos e seis mortes por covid-19. Internamentos continuam em queda

Há actualmente 497 doentes internados, menos 30 pessoas do que no último balanço. Mais seis pessoas morreram de covid-19 nas últimas 24 horas. Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais seis mortes e mais 1062 casos …

Crescimento sustentado da economia dá margem ao Governo nas negociações para OE

Governo tem a seu favor uma evolução positiva das receitas fiscais, o que lhe deverá permitir metas mais ambiciosas de redução do défice ou, em alternativa, assumir mais medidas com impacto negativo no orçamento. O crescimento …

Portugal contratou mais professores, mas salários baixaram

Em ano de pandemia, um relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) mostra as diferenças que existem nas carreiras dos professores na Europa e em Portugal. O reforço do número de professores no …

Afinal, a crise no transporte marítimo mundial não vai estragar o Natal - pelo menos em Portugal

O transporte de mercadorias está a desacelerar na Ásia e o aumento dos custos está a causar uma onda preocupação na distribuição. Porém, o problema não se deverá fazer sentir na época de Natal. A falta …

Líder do Estado Islâmico no Grande Saara morto por forças francesas

O Presidente francês, Emmanuel Macron, anunciou esta madrugada que o líder do grupo terrorista "Estado Islâmico no Grande Saara" (EIGS), Adnan Abu Walid Sahraoui, foi "neutralizado" por forças militares francesas. "Trata-se de um novo grande sucesso …

Portugal vai ser o país europeu com mais escalões de IRS

Com o desdobramento do terceiro e do sexto escalão de IRS, Portugal será, a par do Luxemburgo, o país europeu com mais níveis na tabela de taxas de imposto. As mexidas nos escalões de IRS já …