Quercus propõe ao governo regras para reduzir sacos de plástico nas lojas

stephen bowler / Flickr

-

A Quercus apresentou ao ministro do Ambiente uma proposta para definir regras para reduzir a distribuição gratuita de sacos de plástico nos supermercados de forma gradual, durante quatro anos, e defende os sacos reutilizáveis.

A associação de defesa do ambiente quer que seja “prevenida esta distribuição gratuita [de sacos de plástico] através de medidas que assentem essencialmente numa redução da distribuição não de forma acentuada, mas sim gradual, com metas de redução durante quatro anos, não só para os hipermercados, como para os estabelecimetnos comerciais”, disse hoje à agência Lusa Carmen Lima.

A técnica da Quercus referiu que o assunto deverá ser legislado o mais rápido possível, mas com uma aplicação com tempo para os consumidores voltarem a adaptar-se a novos hábitos e aos sacos que trazem de casa e voltam a ser usados.

Também é definido que “não haja uma indicação ou substituição dos sacos descartáveis por outro tipo de material, o que tem vindo a acontecer no Continente e no Jumbo, com a distribuição de sacos oxodegradáveis que não vão resolver o problema do plástico no ambiente, por isso, propomos que não sejam isentados em qualquer diploma”.

Na carta enviada ao ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, Jorge Moreira da Silva, é especificado que os hipermercados devem diminuir gradualmente o número de caixas a oferecer sacos de plástico, com 25% no primeiro ano, 50% no segundo e 75% no terceiro, para chegar à totalidade no quarto ano.

Nas restantes lojas, o objetivo dos ambientalistas é estabelecer o mesmo prazo de quatro anos para a proibição da oferta de sacos e, até lá, promover campanhas de sensibilização dirigidas aos comerciantes e aos consumidores.

Carmen Lima recorda que há alguns anos houve uma proposta de diploma para legislar a distribuição de sacos em supermercados e não se aplicava aos oxodegradáveis e alerta que estes “têm problemas iguais ou ainda superiores ao plástico normal porque não é aconselhável serem encaminados para os recicladores“.

Os sacos biodegradáveis também são apontados como outra solução, mas para a Quercus é um saco mais caro e é bom para ser utilizado na recolha seletiva de resíduos orgânicos e não como saco do lixo porque se torna mais frágil.

O consumo de sacos em plástico descartável tem vindo a crescer e os portugueses utilizam muito mais sacos do que a média europeia. Enquanto em Portugal se estima que sejam utilizados 466 sacos por habitante, cada cidadão europeu consome, em média, 198 sacos de plástico por ano.

Em janeiro, o Parlamento Europeu apelou para que a União Europeia definisse medidas para reduzir os resíduos de plástico no ambiente pois, dos cerca de 100 mil milhões de sacos de plástico oferecidos anualmente pelas lojas e hipermercados da Europa, oito mil milhões vão poluir rios e ruas ou acabam dispersos na paisagem natural.

O programa para o ambiente e conservação do oceano (UNEP) estima que 80% da poluição marinha seja causada pela libertação de resíduos de plástico.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Theresa May vence moção de censura

A primeira-ministra britânica venceu a votação por 200 votos contra 117 e continua na liderança do Partido Conservador e do governo. A moção foi apresentada por membros do seu próprio partido, insatisfeitos com o acordo …

Benfica vs AEK | Grimaldo de luxo no adeus à Champions

O Benfica fechou a sua participação no Grupo E da Liga dos Campeões com uma vitória, a segunda da temporada no adeus à prova, e frente ao mesmo adversário com que alcançara o primeiro triunfo, …

Uma tonelada de chocolate invadiu as ruas de uma cidade alemã

Um "rio" de chocolate invadiu as ruas de Werl, na Alemanha, nesta segunda-feira. Um tanque de uma fábrica local produtora de chocolate transbordou, derramando cerca de uma tonelada de chocolate nas ruas da cidade que …

Formações rochosas ancestrais destruídas no Utah. Vandalismo ou fraude?

Misteriosos vídeos apareceram recentemente na Internet que mostram formações rochosas antigas protegidas no deserto do Utah a ser destruídas com explosivos. Os vídeos levantam mais perguntas do que dão respostas. Num primeiro, vê-se um arco rochoso …

Bruno de Carvalho foi a personalidade portuguesa mais pesquisada no Google em 2018

O futebol liderou as pesquisas no Google em 2018. Bruno de Carvalho, ex-presidente do Sporting, foi a personalidade portuguesa mais pesquisada. Entretanto, a palavra mais pesquisada por portugueses foi "Mundial". Destituído da liderança do Sporting e …

McDonalds vai reduzir uso de antibióticos na produção da carne

A resistência aos antibióticos representa uma ameaça à saúde global e à segurança alimentar. Quanto mais antibióticos são dados ao gado, mais rapidamente as bactérias podem adaptar-se e tornar-se resistentes. Quando se trata de reduzir o …

Além de Amália e Eusébio, quem está afinal sepultado no Panteão Nacional?

Do fado de Amália Rodrigues ao espetáculo futebolístico de Eusébio, o Panteão Nacional é morada última de vários talentos nacionais, que marcaram a História de Portugal e levaram a imagem do país além fronteiras. Mas …

Espanha anuncia aumento do salário mínimo para 900 euros

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, anunciou a subida de 22% no salário mínimo - de 735,90 para 900 euros. Num discurso no parlamento espanhol, Pedro Sánchez sublinhou que a subida será de 22%, a maior desde …

Ex-advogado de Trump condenado a três anos de prisão

Michael Cohen, antigo advogado do Presidente norte-americano, foi esta quarta-feira condenado a três anos de prisão. Esta é a sentença mais pesada já atribuída nos processos saídos das investigações sobre as suspeitas de interferência da …

Demissão em bloco dos chefes de equipa de urgência do hospital D. Estefânia

Os chefes de equipa de urgência do hospital D. Estefânia, em Lisboa, consideram que houve "quebra do compromisso" feito pela instituição de contratar mais médicos. O anúncio, feito esta quarta-feira, refere que os médicos consideram que …