Quercus muda de posição. É agora contra aeroporto no Montijo

ANA / VINCI Aeroportos

Projeto para novo Aeroporto no Montijo

A associação ambientalista Quercus mudou de posição e é agora contra a construção de um novo aeroporto no Montijo, apoiando outras associações do setor desfavoráveis ao empreendimento.

A Quercus “vem tornar público que a sua posição passou a ser desfavorável ao processo em curso relativo à construção do novo aeroporto, incluindo a emissão da Declaração de Impacto Ambiental (DIA) pela APA (Agência Portuguesa do Ambiente), colocando-se assim ao lado e apoiando a posição das associações de defesa do ambiente que se têm manifestado contra e recorrido aos Tribunais”, lê-se num comunicado da associação hoje divulgado.

A 31 de outubro do ano passado, a Quercus comentou o parecer favorável da APA ao aeroporto considerando que não era a solução ideal mas que podia ser positiva desde que salvaguardadas medidas de minimização de impactos ambientais.

Um dia antes, a 30 de outubro, a APA tinha divulgado uma DIA “favorável condicionada” à construção do aeroporto do Montijo, viabilizando o projeto, algo que tem sido muito criticado desde então nomeadamente por organizações ambientalistas.

A Quercus tem uma nova direção desde fevereiro deste ano e é essa direção que, no comunicado, afirma que a posição de outubro da associação “não reflete a visão da maioria do universo de associados e membros dirigentes”, e diz que na altura não foram abordados temas essenciais.

Importa por isso, destaca a associação no comunicado desta quinta-feira, questionar a alegada urgência do Governo na construção do aeroporto, criticar que se tenham tomado posições contratuais antes do processo de avaliação de impacto ambiental estar concluído, ou defender a necessidade de o processo incluir estudos alternativos.

No documento a associação elenca uma dezena de motivos que a levam a estar contra o novo aeroporto, como a necessidade de uma Avaliação Ambiental Estratégica, a contextualização do projeto com as políticas climáticas e metas de redução de emissões de gases com efeito de estufa, ou levar em atenção “preocupações importantes de caráter técnico e de segurança” que entretanto foram levantadas.

Depois, diz também, a avaliação de impacto ambiental do ano passado subvalorizou o potencial poluente das emissões provocadas pelos aviões, é preciso ter em conta o “enorme impacto não mitigável” provocado pelo ruído, e é necessário ponderar devidamente o impacto sobre a avifauna do estuário do rio Tejo.

E a tudo isto juntam-se “aspetos novos” que não existiam há um ano, desde as ligadas à navegabilidade de embarcações típicas do estuário ao atual contexto de crise de pandemia de covid-19, aliado a uma crise económica, que levam a uma redução da procura de voos.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

Anthony Fauci prevê "explosão" de casos nos EUA após Dia de Ação de Graças

O epidemiologista norte-americano Anthony Fauci alertou este domingo para um forte aumento do número de contaminações por covid-19, após o feriado de Ação de Graças, marcado pelo movimento de milhões de pessoas em todo o …

Irão diz que cientista nuclear foi assassinado remotamente por Israel

O Irão despediu-se hoje, com um funeral digno dos maiores "mártires" do país, do cientista Mohsen Fakhrizadeh, que segundo um responsável iraniano foi assassinado remotamente por Israel com recurso a "aparelhos eletrónicos". Mohsen Fakhrizadeh, que segundo …

Trump insiste em rejeitar vitória de Biden. Bolsonaro diz que tem "informações" sobre "fraude"

O Presidente norte-americano, Donald Trump, disse este domingo que não desiste da rejeição da vitória do Presidente eleito Joe Biden, um democrata, insistindo nas acusações de suposta “fraude” eleitoral, apesar de os tribunais terem desvalorizado …

Lei da eutanásia pode ficar pronta em dezembro e seguir para Marcelo antes das presidenciais

A lei da eutanásia deverá estar concluída, na especialidade, em dezembro, podendo ser aprovada este ano e enviada para decisão do Presidente antes das eleições presidenciais de janeiro, disseram à Lusa fontes parlamentares. À Lusa, a …

90% dos docentes têm medo de serem infetados. Diretores das escolas ponderam abandonar o cargo

Nove em cada dez professores estão preocupados ou têm medo de estar nas escolas por considerarem que estão a ser ignoradas regras que garantem higienização e distanciamento correto em tempo de pandemia, revela um inquérito …

Rui Pinto fala em "tortura psicológica na prisão" (e critica António Costa)

O alegado pirata informático Rui Pinto criticou este domingo o primeiro-ministro António Costa no Twitter, acusando-o de desvalorizar “as questões de Estado de direito” . Numa mensagem publicada no Twitter, Rui Pinto acusou António Costa de …

Polónia avisa que mecanismo de condicionalidade pode ser usado contra Portugal

O Governo polaco avisou esta segunda-feira que o mecanismo de condicionalidade do pacote financeiro europeu, que vincula a distribuição de fundos ao Estado de Direito, poderia também ser usado no futuro contra Portugal, Espanha ou …

Apesar do apelo das autoridades, centenas de pessoas saíram à rua para fazer a festa em Guimarães

Foram muitos os nicolinos que se juntaram, na manhã deste domingo, no Centro Histórico de Guimarães. O típico cortejo do Pinheiro deveria ter-se realizado ontem à noite mas devido às restrições aplicadas no âmbito do …

"Ainda tem muito a oferecer". Poiares Maduro vê Passos a suceder a Ursula von der Leyen na Comissão Europeia

Miguel Poiares Maduro, ex-ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional, disse, em entrevista à TSF, que Pedro Passos Coelho "tem qualidades políticas que lhe permitem aspirar a qualquer cargo político em Portugal". Em entrevista à TSF, o …

"Ou o Governo nos recebe ou levam-nos de ambulância ou caixão". Ljubomir e mais 8 em greve de fome

Nove elementos do movimento "A pão e a água" estão em greve de fome desde a passada sexta-feira, 27 de Novembro. São empresários da restauração e da animação nocturna, entre os quais se encontra o …