/

Empreendedora transforma resíduos de plástico em tijolos. São 5 a 7 vezes mais fortes do que betão

Uma empresa social com sede em Nairóbi, no Quénia, transforma resíduos de plástico de fábricas e empresas em tijolos de pavimentação extremamente resistentes.

Gjenge Makers foi criada por Nzambi Matee, que estava farta de ver plástico a acumular-se no seu país, que não fazia muito para resolver o problema urgente. Assim, de acordo com o Interesting Engineering, Matee decidiu transformar esses resíduos em tijolos.

O lixo plástico que a equipa de Matee usa é o tipo de lixo que já não pode ser processado. A equipa recolhe-o e cria entre 1.000 a 1.500 tijolos de pavimentação por dia na sua fábrica.

Os resíduos plásticos são inicialmente misturados com areia numa máquina a temperaturas extremamente altas, que atua como aglutinante. Em seguida, a pasta combinada é comprimida numa máquina, ficando com a forma de tijolo.

Como o plástico é fibroso por natureza, estes tijolos tornam-se um material extremamente forte e durável. São, aliás, cinco a sete vezes mais fortes do que o betão.

Além disso, em comparação com os tijolos normais, os tijolos de Gjenge Makers são mais leves, de modo que o transporte e a instalação são obtidos em taxas mais rápidas.

O material de pavimentação existe, atualmente, em várias cores, que vão do cinzento ao azul e vermelho. A equipa espera começar a criar tijolos de construção regulares em breve.

Por enquanto, os seus tijolos de pavimentação estão a ser usados ​​como caminhos em escolas locais.

Nos três anos desde que iniciou a operação, a equipa reciclou 20 toneladas métricas de plástico e pretende aumentar esta quantidade para 50 toneladas métricas antes do final do próximo exercício financeiro.

Além disso, a empresa também tem o objetivo de expandir as suas vendas para fora do Quénia e, finalmente, abrir-se para o mundo.

Estes materiais de construção duráveis ​renderam à equipa de Matee o prémio Jovens Campeões da Terra, em 2020, do Programa Ambiental das Nações Unidas.

  Maria Campos, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE