Queimadas entre as principais causas dos fogos até final de agosto

Nuno André Ferreira / Lusa

Sessenta por cento dos incêndios investigados entre 1 de janeiro e 31 de agosto foram causados por queimadas, segundo do último relatório de incêndios rurais do Instituto de Conservação da Natureza e da Floresta (ICNF).

Dados do último relatório de incêndios rurais do Instituto de Conservação da Natureza e da Floresta (ICNF) apontam que, entre 1 de janeiro e 1 de agosto, ocorreram 8.953 incêndios rurais, o segundo registo mais baixo dos últimos dez anos.

Até 31 de agosto de 2018, as causas mais frequentes dos incêndios foram o uso do fogo – queimadas, com 60%, e incendiarismo – Imputáveis, com 17%.

Do total de 8.953 incêndios rurais verificados este ano, foram investigados e têm o processo de averiguação de causas concluído 64% do número total de fogos – responsáveis por 21% da área ardida. Deste total, resultaram 36.165 hectares de área ardida, entre povoamentos (10.710 hectares), matos (14.039) e agricultura (2.416).

 

Este ano foram registados menos 42% de incêndios rurais e menos de 60% de área ardida relativamente à média anual do período dos últimos dez anos, destaca o ICNF. O ano de 2018 apresenta, até final de agosto, o segundo valor mais reduzido em número de ocorrências e o terceiro mais reduzido de área ardida, desde 2008.

Ainda no que diz respeito à área ardida, o ICNF destaca que os incêndios com área ardida inferior a um hectare são os mais frequentes em 2018 (87% do total de incêndios rurais).

No que se refere a fogos de maior dimensão, até 31 de agosto existe apenas um incêndio com área ardida superior ou igual a 1.000 hectares – o de Monchique, no distrito de Faro, que destruiu uma área de 26.763 hectares.

O incêndio rural, combatido por mais de mil operacionais, deflagrou em Monchique no dia 3 de agosto e foi dominado no dia 10, depois de afetar também o concelho vizinho de Silves e, com menor impacto, Portimão (no mesmo distrito) e Odemira (Beja). Quarenta e uma pessoas ficaram feridas, uma das quais em estado grave.

O documento destaca também que no “corrente ano e até à data, o mês de agosto é aquele que apresenta maior número de incêndios rurais, com um total de 2.568 incêndios, o que corresponde a 29% do número total registado no ano”. Até 31 de agosto registaram-se 12 incêndios que resultaram em 29.181 hectares de área ardida, cerca de 81% do total.

O distrito mais afetado em área ardida é o de Faro com 26.868 hectares, cerca de 74% da área total, seguido de Braga com 1.1175 hectares (3% do total) e de Bragança com 1068 hectares (3%).

Quanto ao maior número de ocorrências, o relatório indica que ocorreram nos distritos do Porto (1.576), Braga (868) e Aveiro (789), sendo que são fogos maioritariamente de reduzida dimensão (não ultrapassam um hectare de área ardida).

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Rafa inegociável. Benfica só vende por 80 milhões de euros

Rafa é inegociável. O Benfica só deixar sair o extremo de 26 anos pelo valor da sua cláusula de rescisão, que está fixada nos 80 milhões de euros. A notícia é avançada esta sexta-feira pelo Correio …

França é esta sexta-feira novamente palco de greve geral contra reforma das pensões

Os sindicatos franceses voltam à rua no 51.º dia de greve contra a reforma das pensões que é apresentada esta sexta-feira no Conselho de Ministros. Durante esta sexta-feira, não se espera o nível de paralisação …

Marcelo nada diz sobre eventual candidatura de Ana Gomes à Presidência da República

O Presidente da República recusou esta quinta-feira comentar, em Israel, uma possível candidatura presidencial da ex-eurodeputada do PS Ana Gomes. "Eu não faço comentários sobre a vida política portuguesa", justificou Marcelo Rebelo de Sousa, quando questionado …

Defeito nos travões força Metro do Porto a andar devagar. Falha foi detetada há um ano

O descarrilamento de um metro na estação de Campanhã foi provocado por um defeito nos patins eletromagnéticos. A avaria afeta vários veículos da frota do Metro do Porto. No passado dia 2 de janeiro, uma falha …

Soares da Costa acusada de ajudar hotel-fantasma a "sacar" 1,2 milhões de euros ao Estado

A Soares da Costa e dois ex-responsáveis de um dos maiores grupos de construção civil portugueses estão acusados de fraude e de branqueamento de capitais num processo judicial que envolve um hotel-fantasma, que nunca foi …

Chega vai organizar angariação de fundos para a pediatria do S. João (mas hospital não sabe de nada)

O partido Chega, liderado por André Ventura, vai realizar um jantar no Mercado Ferreira Borges, no Porto, esta sexta-feira, e anunciou que parte da receita reverte para o serviço de Oncologia Pediátrica do S. João. …

Isabel dos Santos também sai da Efacec. Era "o negócio mais vulnerável" da empresária em Portugal

A Efacec anunciou, nesta sexta-feira, que Isabel dos Santos decidiu "sair da estrutura accionista" da empresa, "com efeitos definitivos". Uma decisão que surge no âmbito do "Luanda Leaks" que implica a empresária no desvio de …

Há pessoas a fingir serem funcionários da Segurança Social

A Segurança Social está a alertar para situações de fraude e roubo por pessoas que se fazem passar por funcionários que prometem prémios. Esta sexta-feira, o Instituto da Segurança Social alertou para situações de fraude e …

Já chegaram à Assembleia da República quase 600 propostas de alteração ao Orçamento

Nos serviços do Parlamento já deram entrada quase 600 propostas de alteração ao Orçamento do Estado para 2020. A esquerda domina a lista de mudanças. O PCP foi o partido que mais alterações colocou em cima …

Brexit já recebeu luz verde da Comissão e do Conselho Europeu

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, formalizaram esta sexta-feira o Acordo de Saída do Reino Unido da União Europeia (UE), faltando agora apenas a …