Quatro feridos com arma branca junto à antiga redação do Charlie Hebdo

Ian Langsdon / EPA

Quatro pessoas foram esta sexta-feira feridas, duas das quais com gravidade, com armas brancas em Paris, junto ao edifício da antiga redação do jornal satírico Charlie Hebdo, anunciou a polícia da capital de França.

Dois dos feridos estão em estado de “emergência absoluta”, adiantou a prefeitura.

Um responsável policial indicou que, num primeiro momento, as autoridades pensaram que dois suspeitos estariam envolvidos, mas que agora acreditam que foi apenas uma pessoa, detida junto à Praça da Bastilha, no leste de Paris, muito perto do local do ataque.

De acordo com o jornal francês Le Figaro, o suspeito, detido nas escadarias da Ópera da Bastille pelas 12h45 locais, teria sangue nas suas roupas.

Desconhecem-se para já as circunstâncias do ocorrido.

A SIC Notícias dá conta que no local do ataque está montada uma grande operação policial. Foi organizado um cordão de segurança e as autoridades estão a pedir à população que se afaste da zona do incidente.

Por precaução, as creches e escolas nas proximidades foram encerradas, assim como as estações de metro, escreve ainda o jornal Público. “Milhares de alunos foram confinados” por precaução, indicou a câmara municipal de Paris.

O primeiro-ministro francês, Jean Castex, suspendeu um discurso que se preparava para fazer e dirigiu-se ao centro de crise do Ministério do Interior.

A antiga redação do jornal foi alvo, a 7 de janeiro de 2015, de um ataque ‘jihadista’ que fez 12 mortos e cinco feridos graves. O processo do Charlie Hebdo começou no passado dia 1 de setembro, no Tribunal de Paris, a julgar 14 pessoas consideradas como cúmplices neste ataque, já que os irmãos Kouachi – que conseguiram entrar na redação, matando 12 pessoas – foram abatidos pela polícia alguns dias após o crime.

Estão também em causa os ataques perpetrados por Amedy Coulibaly, nos dias que se seguiram ao atentado ao “Charlie Hebdo” e que terão sido coordenados com os irmãos Kouachi: a morte de uma polícia em Montrouge, nos arredores da capital, e a morte de outras quatro pessoas num supermercado, também nos arredores de Paris.

O ataque contra o Charlie Hebdo provocou ondas de choque por toda a França, revelando divisões num país que se orgulha do seu multiculturalismo e gerando um intenso debate sobre a integração da comunidade muçulmana e a liberdade de imprensa.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. multiculturalismo é tão bom, recomenda-se que o levem até aos parlamentos por essa europa fora e especialmente aos bairros onde mora a fina elite de cada país.

    • A fina elite de cada país mora em bairros multiculturais, com a fina elite de empresários, celebridades, etc. de muitos outros países e culturas. Onde é que pensa que vivem os príncipes arabes, os empresários africanos, os empresários aisáticos e outros quando estão na Europa? No seu bairro? Em Almada? No bairro do Cerco no Porto? No bairro amarelo na Caparica?

RESPONDER

Joe Biden reverte decisão de Donald Trump e não vai banir o TikTok

Joe Biden, o presidente dos EUA, vai revogar esta quarta-feira a decisão do país de banir a rede social Tik Tok. A medida tinha sido tomada pelo seu antecessor, Donald Trump. A plataforma chinesa vai ficar …

Superliga Europeia: UEFA suspende processos "por enquanto"

Barcelona, Juventus e Real Madrid não são alvos de processos, para já. Clubes ingleses vão pagar 23 milhões de euros. A UEFA suspendeu temporariamente os processos disciplinares que tinha instaurado contra Barcelona, Juventus e Real Madrid, …

Gestor de fortunas suíço diz que Vara lhe entregou dinheiro vivo para contas na Suíça

O gestor de fortunas Michel Canals afirmou hoje em julgamento que Armando Vara lhe entregava dinheiro em numerário para depois, através de Francisco Canas, "aparecer" numa conta na Suíça que pertencia ao ex-ministro e à …

Eduardo Pinheiro desiste de candidatura à Câmara do Porto

Eduardo Pinheiro, secretário de Estado da Mobilidade, recusou ser o candidato do Partido Socialista (PS) à Câmara Municipal de Porto. Esta decisão, noticiada pelo Público, surge pouco mais de 24 horas depois de ter sido escolhido …

Vencedores da Eurovisão acusados de plagiar música

A banda italiana que venceu o Festival da Eurovisão de 2021, está a ser acusada de plágio devido à música vencedora "Zitti E Buoni". Em causa estão as parecenças com a música You Want It, …

Altice pede afastamento do presidente da ANACOM para tecnologia 5G avançar

O presidente executivo da Altice Portugal, Alexandre Fonseca, pediu esta quarta-feira o afastamento do presidente da ANACOM - Autoridade Nacional de Comunicações, para que o 5G possa ser uma realidade em Portugal. "É tempo de alguém …

Cientistas de Coimbra descobrem novo mecanismo da infeção pelas salmonelas

Um estudo internacional liderado por investigadores da Universidade de Coimbra (UC) revelou um novo mecanismo de infeção específico das salmonelas, que pode ser importante para o desenvolvimento de novas abordagens terapêuticas para travar infeções causadas …

Pedro Nuno Santos diz que escolha de Ana Paula Vitorino garante “independência face aos regulados”

O ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, rejeitou hoje críticas quanto à escolha da ex-ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, para presidir à Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT), dizendo que garante …

Putin inaugura unidade de processamento de gás perto da China

O Presidente russo, Vladimir Putin, inaugurou esta quarta-feira uma unidade de processamento de gás de grandes dimensões, pertencente ao "gigante" petrolífero Gazprom, no extremo-oriente russo, próximo da fronteira da China, para onde se destinam os …

BE pede processo participado na AR para legalizar canábis. CDS, PCP e Chega estão contra

Tanto o Bloco de Esquerda como o Iniciativa Liberal querem que as suas propostas para legalizar o uso de canábis para fins recreativos sejam discutidas em detalhe antes de serem votadas. O BE propôs hoje ao …