Putin alerta: 3ª Guerra Mundial pode ser o fim da civilização

O presidente russo, Vladimir Putin, alertou sobre uma possível Terceira Guerra Mundial que pode levar ao fim da civilização, acusando os EUA de interromper o equilíbrio nuclear global.

Putin pediu que os EUA e a Rússia voltassem à paridade estratégica, que impediu que a Guerra Fria aquecesse, segundo noticia o The Week.

Num longo programa de televisão, com a duração de quatro horas e meia, o presidente russo abordou uma série de assuntos, desde o aumento dos preços da gasolina e a Copa do Mundo até à sua sucessão, acusando os EUA de romper o equilíbrio do poderio nuclear mundial.

Respondendo a um telespectador preocupado, Putin criticou a decisão dos EUA de se retirarem do tratado de mísseis anti-balísticos da era Soviética em 2002.

“O medo da destruição mutuamente assegurada sempre restringiu e forçou os poderes militares a respeitarem-se uns aos outros”, disse, acrescentado que “a saída dos Estados Unidos do tratado foi uma tentativa de arruinar esse equilíbrio, mas os nossos esforços no desenvolvimento de novas armas preservarão essa paridade”.

A ameaça levemente levantada tem como alvo o Ocidente e continua com a enorme demonstração de força militar iniciada no Dia da Vitória que ocorreu no início deste ano em Red Square, durante o qual o mais recente equipamento militar russo foi apresentado com grande alarido – nomeadamente, “a arma que garante o apocalipse“.

Relativamente às sanções impostas pelo Ocidente que se seguiram à anexação da Crimeia em 2014, Putin mostrou-se otimista, explicando que “está claro para nós que temos que defender os nossos interesses e temos de fazê-lo de forma consistente, e não grosseira ou rudemente, em ambos os casos da esfera da economia e da defesa”.

Questionado se as sanções “sem precedentes” poderiam levar à 3.ª Guerra Mundial, Putin citou Einstein: “Eu não sei com que armas a 3.ª Guerra será travada, mas a 4.ª Guerra Mundial será travada com paus e pedras“.

O presidente russo acrescentou ainda que os interesses de qualquer país não devem ser protegidos “através de confrontos”.

Apesar das advertências sobre um grande conflito à escala global, o Business Insider diz que “talvez mais do que qualquer outro país, a Rússia tenha a capacidade nuclear de acabar com o mundo”.

Com as cerca de 7.000 armas nucleares que constituem o arsenal nuclear mais diversificado e destrutivo do mundo, “Putin pode decidir de forma unilateral embarcar numa guerra que extermine a civilização”, avança o site de notícias.

Durante seu discurso anual sobre o estado do união que fez no início do ano, Putin vangloriou-se da capacidade nuclear do seu país e parecia confirmar a existência de um dispositivo apocalíptico russo, que poderia tornar grandes partes do mundo inabitáveis ​​por décadas.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. A União Soviética já não existe. Há algo de estranho no texto. Penso que deveria ser “Putin pediu que os EUA e a Rússia voltassem à paridade estratégica, , que impediu que a Guerra Fria aquecesse (nos tempos da União Soviética)…”

    • Caro Jose,
      Até nem usamos, mas sabemos que o serviço se chama Google Translate – e que “translater” não existe.
      Tem alguma sugestão concreta a fazer em relação a alguma imprecisão que tenhamos cometido?

      • A sugestão é simples… comecem a ler e a reler aquilo que publicam ou mudem de tradutor, investiguem melhor. Já começam a ser muitos erros e não são erros basicos como adicionar ou subtrair letras de palavras. Falo de erros de más traduções de frases e textos.
        Dou como exemplo esta noticia ou falsa noticia:”https://zap.aeiou.pt/maior-icebergue-antartica-morrer-205447″

RESPONDER

Minicérebro criado em laboratório consegue contrair músculos

Cientistas criaram em laboratório um minicérebro que se conectou espontaneamente à medula espinal de uma cobaia. O organóide foi também o primeiro da história a iniciar o movimento muscular. Composto por cerca de dois milhões de …

Orangotango sedado encontrado na bagagem de passageiro russo

Um turista russo que tentava traficar um orangotango foi detido em Bali, Indonésia, na sexta-feira. Andrei Zhestkov queria levar o animal para a Rússia e transformá-lo num animal de estimação. As autoridades do aeroporto indonésio decidiram …

Freddie Mercury quis que Mary Austin escondesse as suas cinzas (e já se sabe porquê)

Freddie Mercury é um dos ícones inquestionáveis da história da música. A sua maneira de entender o rock, a sua voz e a sua maneira de se mover no palco fizeram dele um dos melhores …

Fotógrafo pessoal de King Jong-un foi despedido. Estava demasiado perto

O fotógrafo pessoal do governante norte-coreano Kim Jong-un foi despedido do seu cargo e expulso do Partido Trabalhista por violar a "regra dos dois metros", ao tirar fotografias do líder supremo a uma distância muito …

Suplementos alimentares não previnem a depressão

A toma de suplementos alimentares mostrou-se incapaz de prevenir a depressão, segundo um estudo realizado em mais de mil pessoas de quatro países europeus. Os investigadores quiseram testar se a toma de suplementos nutricionais ou alimentares, …

A Wikipédia esteve em baixo (e foi de propósito)

Quatro linguagens da Wikipédia estiveram em baixo na quinta-feira: alemão, eslovaco, checo e dinamarquês - e não foi um erro técnico. Foi um protesto contra a nova lei que provavelmente será aprovada pelo Parlamento Europeu na próxima …

Cruzeiro à deriva na Noruega. Mais de 1300 pessoas resgatadas de helicóptero

Um navio de cruzeiro com cerca de 1.300 passageiros a bordo encontra-se, este sábado, à deriva na costa norueguesa, enfrentando um estado de tempo adverso, com vento forte. "O navio de cruzeiro Viking Sky lançou um …

“Coletes amarelos” passam despercebidos em Paris

Com os locais habituais de manifestação interditos e reforço militar junto às principais instituições francesas, os “coletes amarelos” são ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre turistas e parisienses. A manhã na capital …

Número de mortos em Moçambique sobe para 417

O número de mortos em Moçambique devido à passagem do ciclone Idai subiu para 417, anunciou este sábado o ministro do Ambiente moçambicano, Celso Correia, citado pela agência Reuters. O governante acrescentou que a situação …

Criação de novo centro orientado para as smart cities em debate numa conferência em Lisboa

Representantes de empresas ligadas à inovação e ao setor público vão participar num debate, na terça-feira, em Lisboa, para debater a importância das cidades inteligentes e a possibilidade de criação de um novo centro de …