//

Não são só bilionários que vão viajar para o Espaço (a publicidade também)

SpaceX

O foguete Falcon 9, da SpaceX, lança a nave espacial Dragon

Uma empresa canadiana juntou-se à SpaceX para colocar um painel publicitário em órbita. “Estou a tentar alcançar algo que possa democratizar o acesso ao Espaço”, diz o seu CEO.

Em declarações ao site Business Insider, a Geometric Energy Corporation (GEC), uma start-up canadiana que fornece serviços de tecnologia, anunciou que vai tornar a publicidade espacial possível com a ajuda da SpaceX.

Samuel Reid, CEO e co-fundador da GEC, explicou que a empresa está a desenvolver um satélite, chamado CubeSat, que terá num dos lados uma tela pixelizada onde poderão aparecer anúncios, logotipos e até arte.

A companhia pretende colocar o CubeSat num foguete Falcon 9, da empresa de Elon Musk, que terá a tarefa de o colocar em órbita e de o lançar antes de chegar à Lua. Uma vez em órbita, um selfie-stick preso ao satélite será responsável por filmar a tela, cujas imagens serão transmitidas ao vivo no YouTube ou no Twitch.

Se tudo correr como previsto, declarou Reid ao mesmo site, o CubeSat vai ser lançado no início de 2022.

Para anunciar no CubeSat, explicou ainda o responsável, os interessados terão de comprar tokens para reivindicar, localizar e projetar um pixel na tela. Existem cinco à disposição: Beta para a coordenada X, Rho para a coordenada Y, Gama para o brilho, Kapa para a cor e XI para o tempo.

Com os tokens Beta e Rho, as pessoas podem decidir onde colocar os seus pixeis. Os Gama e Kapa permitem controlar a aparência do pixel, enquanto o XI determina por quanto tempo vai durar.

Os interessados vão poder comprar os tokens com criptomoedas como, por exemplo, a Ethereum. No futuro, a GEC também quer introduzir pagamentos com a Dogecoin.

Mas quem poderá comprar este espaço? Todos, segundo Reid, desde empresas a anunciantes, passando por artistas. “Pode haver empresas que queiram publicitar o seu logótipo… ou pode acabar por ser uma coisa mais pessoal e artística”, antecipou.

“Estou a tentar alcançar algo que possa democratizar o acesso ao Espaço e permitir uma participação descentralizada. Espero que as pessoas não gastem dinheiro em coisas impróprias, insultuosas ou ofensivas”, afirmou ainda o CEO da Geometric Energy Corporation.

Em julho, recorde-se, dois dos homens mais ricos do planeta Terra cumpriram o seu sonho de ir ao Espaço: primeiro Richard Branson, dono do Grupo Virgin, e depois Jeff Bezos, da Amazon.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.