PSP que agrediu adeptos do Benfica arrisca pena de prisão

(dr) CMTV

-

O subcomissário da PSP, que agrediu dois adeptos do Benfica em Guimarães no ano passado, foi acusado de seis crimes e arrisca pena de prisão. 

A notícia, avançada esta terça-feira pelo Diário de Notícias, dá conta de que o despacho de acusação para com o subcomissário da PSP é um dos mais duros de que há memória.

O agente Filipe Silva nunca mais caiu no esquecimento, depois do incidente em Guimarães em maio do ano passado, no qual agrediu à bastonada dois adeptos do Benfica.

Agora, segundo o DN, o Ministério Público acusa-o de ter forjado provas e de ter mentido à justiça para incriminar as duas vítimas, pai e filho.

O subcomissário terá alegado que o adepto José Magalhães lhe cuspiu em cima e que o seu pai lhe rasgou o polo do uniforme e o arranhou.

Segundo o despacho de acusação, ao qual o jornal teve acesso, o arguido juntou ainda uma fotografia falsa para tentar comprovar estes mesmos danos.

De acordo com o MP, no final da intervenção, o subcomissário “tinha o polo intacto”, algo que se pode inferir a partir das fotografias que foram juntas aos autos.

Filipe Silva alegou ainda que, enquanto algemava José Magalhães, este o insultava com frases do género: “já te fod… filho da put…” e “vou fazer que percas o emprego”.

Facto que mais uma vez o Ministério Público considera falso, uma vez que o adepto encarnado se contorcia no chão com dores.

Foi ainda considerado falso que o pai do adepto, Manuel Magalhães, tenha aproveitado a confusão para tentar fugir do local. Depois do filho ser detido, o pai ficou com os dois netos, tendo-se dirigido depois à esquadra.

O subcomissário foi acusado de seis crimes: dois por ofensas à integridade física qualificada, dois crimes de falsificação de documentos e dois crimes de denegação de justiça e prevaricação.

Segundo o DN, fazendo-se o somatório das penas, estarão em causa 14 anos de prisão, ainda que não seja certo o que vai acontecer. O oficial está a aguardar julgamento com termo de identidade e residência.

ZAP

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. Acho muito bem. O tipo não tem vergonha nem caracter; Agredir (protegido pelos outros, iguais a ele) um chefe de família perante os filhos e um senhor que poderia ser seu pai. Prisão efetiva para o ajudar a refletir só lhe fará bem.

  2. Sou por principio contra as injustiças, mas neste caso terá de haver justiça severa para exemplo. Este agente parece ser useiro e veseiro nestas coisas. Com armas na mão todos nós somos heróis, este senhor com letra minuscula, que devia dar exemplo de bom comportamento, excedeu o uso da força e dos instrumentos que utilizou para autenticamente manietar o cidadão. Vergonha deve pagar pelo que fez e não venha agora dizer que foi agredido ou sequer que está a ficar maluquinho, pelo que vejo para além do que fez é mentiroso.

  3. Se não podemos confiar na policia em quem podemos? Esta situação é gravíssima, este senhor tem de ser condenado, perder o seu trabalho pois não pode representar a autoridade, não possui idoneidade para isso, deverá indemnizar o cidadão que agrediu selvagem-mente e sim cumprir pena de prisão pois este crime não pode ficar impune.

  4. O Senhor agente que agarrou menino filho do agredido devia ser louvado porque evitou que aquele menino visse o que estava a fazer ao pai e ao avô.

  5. Prisão?!
    Viva o exagero… daqui a pouco estão pedir pena de morte!
    Além de que as atitudes dos adeptos (agredido e pai) estão longe de ser “inocentes”!!

    • Hmmmmm…. Deixa-me adivinhar… És do Sporting! Não!? Então és do FCP… Mas… concordo contigo que a pena de morte é um exagero… Mas ainda te digo… Mesmo que o óme tivesse dito algo de ofensivo, o agente de autoridade tem a obrigação de evitar a agressão (até porque não pode agredir só porque é insultado…). Pareceu-me que o pai do homem agredido (penso que é o pai…) terá tocado no agente quando este começou a empurrar, de forma violenta, o adepto do Benfica… Seja como fôr, nada justifica a violência repetida. Deve ser preso (prisão efectiva) e nunca mais exercer qualquer cargo relacionado com segurança. E, já agora, uma análise psicológica… Claramente ele está a compensar por algo…

      • Eu não sou religioso e consigo pensar pela minha cabeça, logo, obviamente, que “não sou” do FCP, Sporting, Benfica, etc… até porque nem sequer gosto de futebol profissional!
        Tal como as religiões, serve para distrair tontinhos e manter a ignorância e estupidez humana num nível elevado!…
        Além de tudo o resto, a tua capacidade como “adivinho” e como “psicólogo”, deixam muito a desejar…

        • Essa da religião é lá consigo. Não referi esse facto… Mas quem falou em exagero foi sua excelência. Estamos a falar de agentes da autoridade! Os que zelam pela nossa segurança. Temos de poder confiar neles! Mas um agente (que tem a obrigação de saber as leis e saber o que pode e nã pode fazer…) que faz algo assim deve ser (sim!) punido exemplarmente. Com exagero (sim!)! Eles mais que ninguém devem dar o exemplo e, ao fazer esta triste figura (provocado ou não – não me parece que tenha sido…) afasta ainda mais a confiança dos cidadãos. Fazer um exemplo dele para que outros não lhe sigam “as pisadas”!
          A do adivinho ainda percebo (quando tento adivinhar o clube) mas psicólogo… Talvez devesse fazer um esquema para eu perceber… Mas não exagere!…

    • EXAGERO????? Penso que deverá consultar com a maior brevidade possivel um bom oftalmologista. Ou então troque de televisor, porque o que utilizou para ver estas tristes e muito violentas imagens não está a transmitir na integra.

RESPONDER

MP acusa ativista que interrompeu António Costa de desobediência qualificada. Arrisca 2 anos de prisão

Em 2019, um ativista do movimento Extinction Rebellion Portugal interrompeu e tirou o microfone ao primeiro-ministro António Costa no jantar de aniversário do Partido Socialista. Agora, está a ser acusado de desobediência qualificada. De acordo com …

Jerónimo de Sousa lança críticas ao PS no arranque das autárquicas

Jerónimo de Sousa focou as suas críticas no PS no dia em que a CDU apresentou o compromisso da coligação parar as eleições autárquicas. A CDU promoveu, esta terça-feira, um "ato público" para apresentar o compromisso …

Cabrita vai explicar contrato do SIRESP ao Parlamento

O Parlamento vai ouvir o ministro da Administração Interna para explicar o problema da rede de comunicações de emergência do Estado, SIRESP, cujo contrato termina ainda este ano. A audição de Eduardo Cabrita foi aprovada por …

Falha de luz estraga 2400 vacinas em Famalicão. Almirante desvaloriza e Graça Freitas prevê "abundância"

Uma falha de energia eléctrica no Centro de Vacinação de São Cosme, em Famalicão, no distrito de Barcelos, levou à inutilização de 2400 vacinas. Um incidente que compromete a administração de doses no concelho numa …

Vacinação alargada a diabéticos, obesos e doentes oncológicos. Portugal vai dar vacina da Johnson

Marta Temido, ministra da saúde, Graça Freitas, directora-geral da Saúde, e Gouveia e Melo, coordenador da task force de Vacinação, fazem o balanço da primeira fase de vacinação contra a Covid-19 em Portugal, revelando mudanças …

Superliga Europeia está oficialmente suspensa. Teve 48 horas de vida

Os criadores da Superliga Europeia de futebol revelaram esta terça-feira à noite, em comunicado, que pretendem remodelar aquela competição, depois de os seis clubes ingleses terem anunciado o seu abandono. “Apesar da anunciada partida dos clubes …

Casa Branca exige que Congresso aprove reformas de práticas policiais

Depois de o júri do julgamento da morte de George Floyd ter declarado o ex-agente da polícia Derek Chauvin culpado dos três crimes de que era acusado, Joe Biden exigiu que o Congresso aprove reformas …

Advogado das famílias das vítimas do Meco diz que universidades não devem ser desresponsabilizadas

O advogado das famílias dos seis jovens que morreram na praia do Meco em 2013 defendeu esta sexta-feira que as universidades “não devem ser desresponsabilizadas só por chutarem os alunos para a rua para fazerem …

Pontapés, murros e chicoteamento. Mais 4 instrutores dos Comandos acusados de agressões

Mais quatro instrutores dos Comandos foram acusados de abuso de autoridade por ofensas à integridade física. Os dois sargentos e dois cabos estão no total acusados de 14 crimes de abusos de autoridade por ofensas …

Já foi o "Dono de Lisboa Toda". Agora complica vida a Medina (e embaraça Costa)

A "Operação Olissipus" tem o arquitecto Manuel Salgado, ex-vereador da Câmara de Lisboa e primo de Ricardo Salgado, no centro de uma teia de suspeitas. Na antecipação das autárquicas deste ano, o processo complica a …