Agente da PSP impedido de trabalhar por estar com um pólo escuro. Devia ser claro

Desde 1 de agosto, os polícias estão obrigados a usar novas fardas, cujos pólos continuaram a ser azuis, mas claros.

Um agente da PSP foi impedido de entrar ao serviço por estar a usar um pólo azul escuro. A peça de vestuário ostentava as insígnias da corporação, contudo, fazia parte do antigo fardamento.

De acordo com uma informação escrita elaborada pelo agente e colocada nas redes sociais, pode ler-se que o polícia se preparava para efetuar um serviço gratificado quando o seu comandante lhe disse que não podia trabalhar vestido com a cor errada.

“Alegou que não podia entrar de serviço com o pólo de meia manga que trajava em virtude de este ser azul escuro”, conta, explicando que ainda tentou mostrar ao superior hierárquico um comprovativo de que tinha encomendado a peça da nova farda a 8 de julho, mas que esta ainda não tinha chegado.

O superior hierárquico “respondeu que não queria saber, tendo ainda afirmado que a única maneira de entrar ao serviço seria arranjar um pólo azul claro”. Segundo o jornal Público, o agente da PSP voltou para casa, tendo perdido os 55 euros que ia ganhar nesse dia.

Armando Ferreira, presidente do Sindicato Nacional de Polícia (Sinapol), disse ao matutino que é expectável que surjam mais situações destas nos próximos dias. A empresa de Braga responsável pelo fornecimento das fardas através de uma plataforma digital, a têxtil Latino, não tem conseguido entregar todos os uniformes necessários a tempo e horas.

O líder sindical lamenta que o Ministério da Administração Interna e a direção nacional da PSP não tomem medidas para acabar com esta situação. O responsável adiantou ainda que a Sinapol está a reunir queixas dos seus associados para desencadear uma ação judicial contra a empresa têxtil.

Em dois meses, este sindicato contabilizou cerca de duas centenas de queixas, e os atrasos na entrega não são o único motivo de descontentamento.

“Até já foram fornecidos pólos com o brasão da PSP de pernas para o ar, enquanto noutros casos foram colocados brasões nas duas mangas. O fardamento da PSP tornou-se uma negociata. Resta saber para quem”, disse Armando Ferreira ao Público.

O líder sindical teme que seja aberto um processo disciplinar ao seu colega de Vila Nova de Gaia, por ter aparecido com o pólo de cor errada na esquadra e ter falhado o serviço.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

      • Aprecio a sua ironia. Mas, ambos sabemos que, não sendo impossível, é menos provável uma situação destas ocorrer no privado. Desde logo, porque mesmo faltando o bom senso da chefia, no privado é a entidade patronal quem fornece o fardamento quando este é obrigatório! Não tem de ser o funcionário a comprá-lo. Ou estou enganado?
        E não estou a defender o privado. Longe disso!

RESPONDER

Há uma forma de reduzir erros na computação quântica (e já sabemos qual é)

Na computação quântica, assim como no trabalho em equipa, um pouco de diversidade pode ajudar a melhorar o resultado. Esta pode mesmo ser a chave para pôr fim aos erros na computação quântica. Ao contrário dos …

Coimbrões 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto venceu hoje o Coimbrões, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal que os «dragões» resolveram com três golos nos 12 minutos iniciais. Aproveitando a inexperiência e nervosismo da formação …

Produção de filmes em Hollywood é um inimigo silencioso do ambiente

Hollywood é casa para a maioria dos grandes filmes produzidos que estreiam nas salas de cinema espalhadas por todo o mundo. Contudo, consegue ser bastante prejudicial para o meio ambiente e, mais do que nunca, …

O escorbuto era uma doença comum entre piratas, mas pode estar de regresso

O número de casos de escorbuto no Reino Unido mais do que duplicou nos últimos anos. A desnutrição é um dos principais responsáveis pelo regresso desta doença. O escorbuto está em ascensão no Reino Unido e …

Dois veleiros robotizados vão medir alterações climáticas no Atlântico

Dois veleiros de navegação robotizada vão medir, durante os próximos quatro meses, a pegada das mudanças climáticas no oceano Atlântico e irão passar pela Madeira e Cabo Verde. A Plataforma Oceânica das Canárias (PLOCAN) libertou esta …

A educação científica está sob ataque legislativo nos Estados Unidos

São inúmeros os professores de ciências que trabalham diariamente nas escolas públicas dos Estados Unidos para garantir que os alunos estão equipados com o conhecimento teórico e prático necessário para enfrentar o futuro. No entanto, …

João Félix saiu lesionado com gravidade no jogo contra o Valência

João Félix, avançado português do Atlético de Madrid, saiu este sábado lesionado com "forte torção no tornozelo direito", ao minuto 78 do jogo contra o Valência, da nona jornada da Liga espanhola de futebol, disputado …

As traças ficaram mais escuras por causa da Revolução Industrial? Cientistas já sabem a resposta

No virar do século XIX, na Grã-Bretanha, traças de todo o país começaram a ficar gradualmente mais escuras em resposta à forte poluição provocada pela Revolução Industrial. A Revolução Industrial foi um período de grandes transformações …

Mais de mil médicos foram alvo de processos disciplinares. 45 foram condenados, nenhum foi expulso

Mais de 1.070 processos disciplinares a médicos foram abertos no ano passado pelos conselhos disciplinares da Ordem, tendo sido condenados 45, segundo dados este sábado divulgados. Segundo os dados da Ordem dos Médicos, os conselhos disciplinares …

Publicar no Instagram rende mais a Ronaldo do que jogar na Juve

As publicações pagas no Instagram rendem mais a Cristiano Ronaldo do que jogar na Juventus, revela um estudo do Buzz Bingo. O internacional português foi a personalidade mais bem paga neste rede social em 2018. De …