PSD junta-se ao Bloco e ao PCP para chumbar decreto do tempo de serviço dos professores

Estela Silva / Lusa

O PSD vai juntar-se à esquerda para chumbar o decreto-lei que visa a contagem parcial do tempo de serviço dos professores. PCP, Bloco e o PSD consideram insuficiente contar apenas dois dos nove anos de carreira exigidos e, por isso, querem rever a medida no Parlamento.

Caso Marcelo Rebelo de Sousa promulgue o decreto-lei da contagem parcial do tempo de serviço dos professores, o mais provável é que se venha a formar uma maioria negativa no Parlamento. Depois do PCP e do Bloco, avança o Público nesta segunda-feira.

Professores e Governo têm levado travado uma batalha sobre a contagem do tempo de serviço. O ministério, liderado por Tiago Brandão Rodrigues, nunca mostrou vontade de contabilizar mais do que dois anos nove meses e 18 dias de serviço. Por sua vez, os sindicatos reivindicam a totalidade do tempo, que ultrapassa os nove anos.

Tal como nota o diário, por lei, os partidos têm a possibilidade de pedir apreciação parlamentar de decretos-lei aprovados em Conselho de Ministros – iniciativa que o Bloco e o PCP já revelaram que vão tomar.

O PSD – determinante para a formação de uma maioria que trave o PS – também já decidiu: se o diploma for promulgado pelo Presidente da República, o partido não vai abdicar do princípio da contagem total dos anos de serviço, apurou o diário.

Tanto o líder do PSD, Rui Rio, quer o “ministro-sombra” para a Educação, David Justino, já criticaram duramente o decreto-lei do Governo. A direção de Rui Rio entende que o tempo de serviço tem que contar na sua totalidade, apesar de ainda não ter definido a forma como esse tempo se vai refletir na progressão da carreira e a que ritmo.

Em causa está o decreto-lei aprovado no dia 4 de outubro, que definiu que os professores vão recuperar dois anos, nove meses e 18 dias do tempo de serviço efetuado. Os professores, por sua vez, continuam a exigir a recuperação de nove anos, quatro meses e dois dias de serviço.

O documento ainda não chegou a Belém para promulgação pois o Governo alega que ainda faltam os pareceres das Assembleias Legislativas dos Açores e Madeira. De acordo com o Expresso, o Presidente da República está ainda com dúvidas sobre se deve ou não promulgá-lo: “o dilema presidencial está em 50%-50%”, adiantou o semanário.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Este cromo está cada vez pior. Nunca terão o meu voto. E até hoje votei sempre PSD. Agora esta criatura quer contar a totalidade do tempo de serviço?!!! Então que o faça para todos os funcionários públicos.
    Vai-te embora e deixa alguém com capacidade ir para o teu lugar. E quanto ao “banho de ética” bem que o podes meter onde o sol não brilha. Já todos os portugueses perceberam que ainda és pior do que o atual primeiro-ministro, e isso… não é fácil.

RESPONDER

Sem a pandemia, Benfica teria dois jogadores "praticamente vendidos por 200 milhões"

Luís Filipe Vieira disse que recebeu uma proposta de 60 milhões de euros por Vinícius, em janeiro. Caso não fosse a pandemia, o presidente benfiquista afiança que o clube teria encaixado 200 milhões de euros …

Israel pede ao exército para se preparar para anexar Cisjordânia

O ministro da Defesa de Israel pediu esta segunda-feira ao exército para se preparar para a anexação de partes da Cisjordânia ocupada, medida que é vista como uma aparente antecipação ao que poderão ser as …

"Colocou inúmeras pessoas em risco". Treinador do Atalanta viajou para Valência infetado

O Valência lamentou que o treinador do Atalanta, que admitiu ter tido sintomas compatíveis com covid-19 no jogo entre ambos os clubes, no dia 10 de março, não tenha tomado medidas preventivas. O treinador do Atalanta, …

Covid-19. Tribunal de Contas pede "transparência" nos ajustes diretos

O Tribunal de Contas (TdC) alertou para os riscos de má utilização dos recursos públicos canalizados para enfrentar a pandemia, defendendo que o seu forte impacto nas finanças públicas exige cuidados acrescidos de "transparência" e …

Técnicos do INEM recusaram-se a sair em quatro ambulâncias por falta de desinfeção

Técnicos do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) recusaram-se, nesta segunda-feira, a sair em serviço por falta de desinfeção de quatro ambulâncias destinadas para o transporte de doentes com covid-19. A notícia é avançada esta …

FIFA pede "bom senso" sobre castigos a jogadores que homenageiem George Floyd

A FIFA pediu na segunda-feira "bom senso" na aplicação de possíveis castigos a jogadores que homenageiem durante os encontros o norte-americano George Floyd, que morreu em 25 de maio, após uma ação policial. Em comunicado, a …

China atrasou partilha de mapa genético do novo coronavírus com a OMS

As autoridades chinesas atrasaram mais de uma semana a publicação do genoma do novo coronavírus, após vários laboratórios públicos o terem descodificado, privando a OMS de informação essencial para combater a pandemia, noticia esta terça-feira …

Mosaico romano do século III d.C encontrado intacto no norte de Itália

O piso de um mosaico romano, que os especialistas acreditam ser do século III d.C, foi encontrado intacto em Verona, cidade no norte de Itália. Depois de várias escavações fracassadas, o piso ornamentado foi encontrado junto …

Em 2012, Passos Coelho teve um "paraministro". Costa achou "um escândalo"

Enquanto primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho entregou três dossiês ao então responsável da Goldman Sachs e do FMI, António Borges. António Costa achou "um escândalo". Em 2012, o então primeiro-ministro Pedro Passos Coelho entregou a António Borges …

Deputados obrigados a usar máscara mesmo nas intervenções orais no Parlamento

A Assembleia da República pediu um parecer à Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a opção de retirar a máscara durante as intervenções parlamentares. A partir desta semana, os deputados serão obrigatórios a manter a máscara …