“Totalitarismo marxista”. Rio critica Governo por proibir aulas digitais no privado

ppdpsd / Flickr

O presidente do PSD, Rui Rio

O líder do PSD, Rui Rio, acusou esta sexta-feira o Governo de totalitarismo marxista por proibir as aulas digitais no ensino privado, o que “nada tem a ver com a defesa do interesse público” para conter a epidemia de covid-19.

Rui Rio escreveu no Twitter que “a proibição de aulas digitais no ensino privado é uma medida totalitária de perfil marxista” e acrescentou que “nada tem a ver com a defesa do interesse público, muito menos com a defesa da saúde pública”.

“É a esquerda no seu pior”, concluiu Rui Rio na mesma rede social.

Todas as escolas de todos os níveis de ensino estão encerradas a partir desta sexta-feira e durante duas semanas, uma medida anunciada para conter a pandemia de covid-19.

O ministro da Educação anunciou que a interrupção letiva de 15 dias, decidida na quinta-feira, em Conselho de Ministros, será aplicada também no ensino particular e será compensada no Carnaval, na Páscoa e durante o verão.

Entretanto, Tiago Brandão Rodrigues afirmou que o ensino presencial é prioritário e que é preciso evitar “uma sobrevalorização do ensino à distância” após a pandemia.

“Por muito que tenhamos que preparar o ensino à distância, temos necessariamente que ter como prioridade o ensino presencial, porque podemos começar a ter uma mensagem que corresponde a uma sobrevalorização do ensino à distância até para os tempos pós-pandemia”, declarou numa conferência de imprensa após um encontro informal por videoconferência dos ministros da Educação da União Europeia.

“Todos os sacrifícios que estamos a fazer nos sistemas de formação e educação têm como objetivo ajudar globalmente a mitigar a propagação da pandemia, mas a primeira resposta tem que ser, logo que possível, voltar às escolas”, defendeu.

Questionado sobre a suspensão de toda a atividade letiva durante 15 dias em Portugal, anunciada na quinta-feira pelo governo, sem optar por um regime de aulas à distância, Brandão Rodrigues reiterou que nesta altura do ano letivo, vai poder-se “compensar com tempo presencial” em períodos de férias. “Obviamente, caso a situação se estenda, teremos que encontrar outras soluções e foi isso que disseram também os ministros europeus, alguns dos quais tomaram decisões semelhantes”, referiu.

“As regras são claras”, diz minutos

Questionado sobre colégios privados que continuam a dar aulas à distância ou a receber alunos para exame, Brandão Rodrigues afirmou que “as regras são claras e é importante que todos os alunos, se assim for possível, possam compensar o tempo de interrupção”.

“Queremos que os alunos da escolaridade obrigatória, independentemente do subsistema de ensino, possam ter o direito de ter aulas presenciais, as que são possíveis de acomodar, e nesta altura do ano ainda temos essa possibilidade”, afirmou.

O ministro salientou que “os mais vulneráveis vão ser os mais afetados numa situação em que existe distanciamento físico da escola”. “O ensino à distância não substitui completamente o presencial e não falo unicamente nas qualificações ou nas competências. Falo nas questões de sociabilização, de saúde mental, de atividade física”, declarou.

O ministro afirmou partilhar com os seus homólogos europeus a ideia de que a transição para o digital tem que acontecer também na Educação, mas ressalvou que “verdadeiramente não há compensação completa” do ensino à distância para o presencial.

Quanto à capacidade que Portugal e os outros países tiveram de preparar uma infraestrutura de ensino à distância, o ministro afirmou que os seus homólogos apontaram “as dificuldades de se poderem apetrechar, de formar os professores quando estão à distância e poder chegar às crianças mais vulneráveis”.

“É muito difícil um professor do primeiro ano, do primeiro ciclo, independentemente da máquina que esteja do outro lado, chegar com qualidade e ter uma aprendizagem significativa com um aluno que não sabe ler nem escrever nesta altura do ano, apesar de saber mexer no digital, mas muito na visão do utilizador lúdico”, apontou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

O dilema de Costa nas negociações: de um lado a esquerda que quer "destroikar", do outro Centeno que deixa avisos

António Costa vai dar início às negociações sobre o Orçamento do Estado em julho, mas está numa encruzilhada: se, de um lado, tem a esquerda a pressioná-lo com o dossiê do Código do Trabalho; do …

"Dever de neutralidade". Portugal não assinou carta contra a Hungria pelos direitos LGBTI

O Governo de António Costa está a ser duramente criticado por ter recusado subscrever uma carta assinada por 13 Estados-membros da União Europeia (UE) contra a Hungria, na defesa dos direitos LGBTI neste país. O …

Jogos de futebol emocionantes podem (literalmente) parar o coração

Um equipa de investigadores descobriu que um jogo de futebol emocionante, que deixa as pessoas stressadas ou zangadas, pode provocar um ataque cardíaco. Em 2014, a Alemanha venceu a Argentina na final do Campeonato Mundial de …

PSD aprovou lei que mantém libertação de presos

Num texto conjunto com o PS, no ano passado, o PSD propôs que a vigência do regime de perdão de penas no âmbito da covid-19 terminasse "na data a fixar em lei própria". O líder do …

Exoneração de encarregado da Câmara de Lisboa congelada. Falta divulgar relatório da auditoria

A exoneração do encarregado de proteção de dados, na sequência do envio de dados de manifestantes para várias embaixadas estrangeiras, só se irá materializar caso Fernando Medina garanta a aprovação em Reunião de Câmara. O Expresso …

Antecipada vacinação de idosos e funcionários de lares por vacinar

Os idosos e funcionários dos lares que estiveram infetados há mais de três meses vão ser vacinados contra a covid-19, antecipando para metade o prazo previsto para receberem a vacina, anunciou a task force da …

Não são só os humanos. As temíveis baleias assassinas também têm amigos íntimos

As baleias assassinas têm uma vida social muito parecida com a dos humanos. A observação de 22 animais durante 10 dias mostrou que estes contam com uma complexa teia de relacionamentos, incluindo amizades íntimas. As baleias …

Estudo revela que a Terra sofreu uma inclinação de 12 graus há 84 milhões de anos

Um novo estudo revelou que, há cerca de 84 milhões de anos, a Terra sofreu uma inclinação de 12 graus, contrariando a teoria de que o eixo de rotação do planeta tem sido estável nos …

Famosa teoria de Stephen Hawking sobre buracos negros confirmada

Usando ondulações no espaço-tempo causadas pela fusão de dois buracos negros distantes, uma equipa de cientistas conseguiu provar uma das teorias mais famosas de Stephen Hawking. A teoria da área do buraco negro, que Stephen Hawking …

Mayflower 2.0: um navio autónomo pilotado por IA está a refazer a viagem do original

Quatro séculos e uma pandemia depois de o Mayflower original ter zarpado do porto de Southampton, numa jornada histórica para a América, outro veículo pioneiro com o mesmo nome partiu para refazer a mesma viagem. O …