PSD de Coimbra apresenta queixas em tribunal contra o presidente da Câmara

Luís Forra / Lusa

Manuel Machado, presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses

O PSD de Coimbra vai avançar com uma queixa-crime contra o Presidente da Câmara por alegado abuso de poderes e a União de Freguesias de Coimbra (UFC) responsabilizará Manuel Machado nos tribunais administrativos, foi esta terça-feira anunciado.

Em conferência de imprensa, o presidente do PSD local, Carlos Miguel Lopes, disse que o partido decidiu apresentar queixa no Ministério Público contra o socialista Manuel Machado, a quem imputa presumível “abuso dos poderes, violando os deveres inerentes às suas funções, com a intenção de causar um prejuízo à UFC e à União de Freguesias de Souselas e Botão”.

Carlos Miguel Lopes atribuiu ao também presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) “fortes indícios de tratamento desigual” no processo de descentralização de competências do município e verbas associadas para as sete freguesias e uniões de freguesias do concelho de Coimbra.

Pela alegada prática de ilegalidades nesta área, o dirigente partidário exigiu a demissão de Manuel Machado da Câmara de Coimbra e da presidência do conselho diretivo da ANMP.

“Temos aqui um caso claro de abuso de poder da parte de Manuel Machado”, acentuou, no que foi corroborado pelo presidente da União de Freguesias de Coimbra, no centro urbano do concelho, João Francisco Campos.

Este autarca do PSD disse que “não houve negociações” do executivo camarário com as juntas sobre a transferência de competências, abrangidas pelo orçamento do município para 2021, aprovado na semana passada, com dois votos contra do PSD e uma abstenção da CDU, num momento em que os dois vereadores do movimento Somos Coimbra se tinham ausentado da reunião, em protesto pelo papel de Manuel Machado neste processo.

O orçamento e as grandes opções do plano carecem ainda da apreciação e votação pela Assembleia Municipal.

Estranhamos também o silêncio envergonhado do presidente da União de Freguesias de São Martinho do Bispo e Ribeira de Frades”, Jorge Veloso, que também lidera a Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE), acrescentou.

Para João Francisco Campos, “era importante saber” a posição de Jorge Veloso, do PS, neste conflito local sobre a transferência de competências da Câmara para as juntas de freguesia.

O eleito do PSD recordou ter sido convocado para uma reunião com o presidente da Câmara, no dia 4 de dezembro, quando os documentos sobre aquele assunto “já tinham sido enviados“, no dia 3, aos membros do executivo, que os analisaram e votaram na sessão realizada no dia 9.

Não restam dúvidas que a Câmara Municipal de Coimbra, em bom rigor o excelentíssimo senhor presidente (…), deliberada, livre e voluntariamente, pretendeu prejudicar a UFC, abusando para tal dos seus poderes enquanto autarca, violando grosseira e sucessivamente a lei”, conclui a Junta de Freguesia, num texto distribuído aos jornalistas.

  // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Ian Brackenbury Channell, o "feiticeiro de Christchurch"

Duas décadas depois, uma cidade neozelandesa decidiu despedir o seu feiticeiro

Vinte e três anos depois, a autarquia de Christchurch, na Nova Zelândia, decidiu despedir Ian Brackenbury Channell, o famoso feiticeiro da cidade. Desde 1998 que Ian Brackenbury Channell era o "feiticeiro de Christchurch", sendo responsável por …

Um dos microscópios de Darwin vai a leilão. Esteve nas mãos da sua família durante quase 200 anos

Um microscópio que Charles Darwin ofereceu ao filho Leonard - e que esteve nas mãos da sua família ao longo de quase 200 anos - vai ser leiloado em dezembro e poderá valer cerca de …

Pedro Sánchez promete abolir a prostituição em Espanha, por considerar que esta "escraviza" as mulheres

Espanha é um dos países europeus com mais trabalhadoras na indústria do sexo, as quais são sobretudo originárias de países da Europa mais pobres, da América Latina e de África. O primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez anunciou …

"Um milagre". Dois jovens sobreviveram quase uma semana no deserto australiano

Dois jovens, de 14 e 21 anos, sobreviveram durante quase uma semana no deserto, sem água e sem comida, depois de se terem perdido no Território do Norte, na Austrália. A polícia fala num verdadeiro …

Carlos Moedas

Moedas vai "dar tudo como presidente" e exige que seja respeitada a legitimidade do seu mandato

Carlos Moedas tomou posse, esta segunda-feira, como novo presidente da Câmara de Lisboa, tendo falado dos objetivos para o próximo quadriénio e deixado um elogio ao seu antecessor e alguns avisos à esquerda. Depois dos cumprimentos …

Chanceler austríaco Sebastian Kurz

Sondagens falsas e notícias favoráveis. O lado negro de Sebastian Kurz foi desmascarado

Sebastian Kurz e pessoas que lhe são próximas foram acusados de tentar garantir a sua ascensão à liderança do partido e do país com a ajuda de sondagens manipuladas e notícias favoráveis na imprensa, financiadas …

Tem uma carreira de sonho na Nike, mas cometeu um homicídio há 65 anos

O presidente da Jordan Brand, Larry Miller, revelou que, há 56 anos, matou um adolescente nas ruas de Filadélfia, nos Estados Unidos. O presidente da Jordan Brand — marca do ex-jogador de basquetebol Michael Jordan — …

Rio diz que decisão sobre eventual recandidatura está "quase tomada"

O presidente do PSD afirmou, esta segunda-feira, que a decisão sobre a sua eventual recandidatura está "quase tomada" e será anunciada em breve. Em declarações aos jornalistas à chegada à tomada de posse do novo presidente …

Mihajlovic: "Vou tentar manter a calma, mas é difícil"

Treinador do Bolonha furioso com os cartões amarelos mostrados para "compensar" uma expulsão. Beto voltou a marcar. Udinese e Bolonha entraram em campo neste domingo como protagonistas de um dos jogos menos mediáticos da oitava jornada …

Marcelo Rebelo de Sousa

Marcelo avisa que não pode haver "casos de mau uso e de fraude" com os fundos europeus

O Presidente da República avisou, esta segunda-feira, que a "última coisa" que pode acontecer com os fundos europeus são "casos de maus uso e de fraude", garantindo que os portugueses "não perdoariam" que isso acontecesse. Questionado …