Um Porto perdido, uma Lisboa para segurar e uma Coimbra dúbia. PS não tem medo do day after

Mário Cruz / Lusa

Perder em número de câmaras e perder câmaras emblemáticas são dois dos maiores medos dos partidos em relação às autárquicas. Vinte anos depois do tombo de Guterres, o PS encara as próximas eleições sem grande medo: o otimismo é geral.

Ao Observador, um dirigente socialista disse que não vê “o PS a perder nenhuma câmara importante, e mesmo que perca uma ou outra, não não me parece que o day after vá ser difícil, até porque o problema está do lado da oposição não em nós”.

A fonte adiantou que, entre abril e julho, os nomes estarão fechados, e que adiar as eleições não é uma opção: “quem quer ganhar tempo é o PSD.” A regra será reconduzir todos os atuais presidentes de câmara que não estejam em final do terceiro mandato (cerca de 20 autarcas), salvo uma ou outra exceção de autarcas que não queiram prosseguir, como é o caso de Tábua, por exemplo.



O Porto é, para o PS, um caso perdido. Foi uma das câmaras que Guterres viu fugir em 2001 e que Rui Rio agarrou. Seguiram-se 12 anos de PSD e oito anos de Rui Moreira – que parece estar a caminho dos 12. Com a vitória do independente quase certa, o PS começa já a olhar para 2025.

“A esta distância, a única certeza que temos é a de que Rui Moreira vai para o terceiro e último mandato e aí tem de haver mudança”, comentou uma fonte local socialista ao Observador. Apesar de se apresentar com um candidato próprio, o PS irá encarar estas eleições com “mínimos realistas”.

Para o pós-Moreira, o nome apontado é Manuel Pizarro. “Quando não há nomes vai-se sempre desaguar no Pizarro, mas não vejo que seja impossível ainda surgir um nome para fazer um trajeto de quatro anos em articulação com o Manuel Pizarro e ficar para o pós-Moreira”, avançou, porém, uma fonte socialista do distrito.

Oficialmente, escreve o Observador, o discurso é de que há “três ou quatro nomes” a ser estudados para a Invicta.

Em Lisboa, o objetivo é segurar Medina, que, se abanar muito, cai. Tudo dependerá do candidato que o PSD, em coligação com o CDS, vier a escolher (Batista Leite é a hipótese mais consensual), e do estado em que a governação socialista estará nessa altura.

Nas restantes autarquias do distrito, como Sintra ou Odivelas, a convicção é a de que se vão manter do lado socialista.

Em Setúbal, o combate é com o PCP. O nome de Ana Catarina Mendes, a líder parlamentar do PS, é atirado para cima da mesa em várias ocasiões, mas entre os dirigentes locais há quem aposte que não vai acontecer.

O Observador avança ainda que os comunistas deverão apostar na autarca de Setúbal, Maria das Dores Meira, em Almada – um dos bastiões que o PCP perdeu há quatro anos – para dar luta à socialista Inês de Medeiros.

Coimbra é a câmara que mais treme. “Havendo algum desgaste do PS em Coimbra, se houver uma coligação na oposição, o PS pode ter dificuldades em manter o poder autárquico”, disse uma fonte socialista ao matutino.

Manuel Machado, a governar sem maioria absoluta desde 2013, vai recandidatar-se uma terceira vez. No entanto, o diário lembra que, em 2017, houve uma divisão no PSD que fez com que aquele eleitorado se dividisse por duas candidaturas, a oficial e a do movimento independente ‘Somos Coimbra’, que já assinaram um esboço de acordo para uma coligação.

Na Figueira da Foz, a ameaça seria Santana Lopes, mas ao que tudo indica será Pedro Machado a candidatar-se. Neste caso, o atual autarca socialista, Carlos Monteiro, não terá dificuldades, acredita o PS.

No norte, Viana do Castelo é encarado como “dos poucos distritos onde há uma margem considerável de crescimento”; enquanto que Ponte da Barca e Valença são duas autarquias atualmente do PSD que, devido a divergências internas, o PS sonha conquistar.

Liliana Malainho Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Anúncios de TV promovem mais os brindes do que o próprio fast food (e violam diretrizes do setor)

Para uma criança, a melhor parte de uma refeição de fast food não é a comida, mas o brinde que vem juntamente com a refeição. Os anúncios televisivos de fast food são regidos por diretrizes que …

“Se querem sucesso, têm de depender do sistema“. Empresário chinês é preso após disputa com o Estado

Sun Dawu, um dos empresários mais bem sucedidos da China, corre o risco de ser condenado a 25 anos de prisão, caso seja provado que cometeu os crimes dos quais está a ser acusado. O empresário …

Cientistas criam verniz para superfícies que mata bactérias em poucos minutos

Uma equipa multidisciplinar de cientistas desenvolveu um verniz para superfícies que mata bactérias, mesmo as mais resistentes, em apenas 15 minutos, anunciou a Universidade de Coimbra (UC). Trata-se de “uma solução segura e eficaz para prevenir …

Num país marcado pelo racismo, Jane Bolin fez história tornando-se a primeira juíza negra dos EUA

A 22 de julho de 1939, Jane Bolin fez história ao prestar juramento como juíza na cidade de Nova Iorque. A jovem ocupou o cargo durante 40 anos e só saiu de cena quando atingiu …

A petrolífera Exxon está a culpá-lo pelas alterações climáticas

Nos últimos anos, as empresas petrolíferas têm-se afastado do discurso de negação das alterações climáticas. Gigantes globais de energia como a Total, a Exxon, a Shell e a BP reconhecem abertamente que a mudança climática …

"Muita fraternidade”. Portugal enviou vacinas para Cabo Verde

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta segunda-feira que os indicadores da pandemia de covid-19 em Portugal permanecem "muito estáveis" e que a última grande abertura no plano de desconfinamento não teve …

Mais de metade dos alunos LGBTQI sofre bullying na escola, diz relatório

Mais de metade dos alunos LGBTQI sofre 'bullying' na escola, alertou esta segunda-feira a UNESCO, por ocasião do Dia Internacional Contra a Homofobia, Bifobia e Transfobia. A Organização Internacional de Jovens e Estudantes LGBTQI (IGLYO) e …

Telescópio vai "caçar" a luz de 30 milhões de galáxias para mapear Universo e "revelar" energia escura

Um instrumento de um telescópio nos Estados Unidos vai capturar nos próximos cinco anos a luz de quase 30 milhões de galáxias e outros objetos cósmicos, permitindo aos cientistas mapearem o Universo e desvendarem os …

Portugal ficou acima da média europeia quanto ao teletrabalho

Dados do Eurostat sobre o teletrabalho durante a pandemia revelaram que Portugal registou uma média ligeiramente superior (13,9%) à da União Europeia (12,3%) entre as pessoas com idade dos 15 e os 64 anos. Em anos …

"Idiotas". Bolsonaro critica pessoas que mantêm isolamento social na pandemia

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, criticou os brasileiros que seguem as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e mantêm isolamento social na pandemia, a quem chamou de 'idiotas', em conversa com os seus …