PS diz que herdou de Passos Coelho um SNS em “grande debilidade”

Rui Rio descreveu a gestão do Serviço Nacional de Saúde pelo PS como “catastrófica”. Os socialistas responderam, dizendo que o PS herdou de Pedro Passos Coelho um SNS em “grande debilidade”.

O PS considera que o Governo socialista, quando iniciou funções, encontrou o Serviço Nacional de Saúde (SNS) em estado de “grande debilidade” e, desde então, está em curso “um esforço de recuperação” de um setor agora “prioritário”.

Esta posição foi transmitida pela porta-voz da Comissão Permanente do PS, Maria Antónia Almeida Santos, esta sexta-feira, depois de Rui Rio ter afirmado que o primeiro-ministro, António Costa, compreendeu “todas as críticas que lhe foram feitas” sobre o SNS, cuja gestão socialista “foi catastrófica”.

Na resposta, Maria Antónia Almeida Santos interrogou-se sobre qual a palavra que Rui Rio “aplicaria à gestão do Governo PSD/CDS-PP, que, entre 2011 e 2015, cortou 1,2 mil milhões de euros na saúde e que depreciou em sete mil o número de profissionais do SNS”.

“O Governo do PS encontrou um SNS muito débil. Claro que continuam a existir problemas e são difíceis de resolver. Mas o esforço tem sido imenso e o investimento tem sempre vindo a crescer. A saúde, para o Governo do PS, é uma prioridade”, sustentou.

Nos quatro aos anteriores, com o Governo socialista, segundo Maria Antónia Almeida Santos, “foram repostos 1,4 mil milhões de euros, superando os cortes do executivo anterior PSD/CDS-PP”. “Entre 2015 e 2019, foram acrescentados 14.800 profissionais, dos quais 3.900 são médicos, 5.600 enfermeiros e sete mil técnicos de diagnóstico e terapêutica”, acrescentou.

Também de acordo com a porta-voz do PS, para 2020, “haverá um reforço orçamental para a saúde na ordem dos 800 milhões de euros”. “Nunca antes tinha assistido a um crescimento desta dimensão e já estou há uns anos a acompanhar as questões da saúde.”

Além dos 800 milhões de euros orçamentados para o próximo ano, Maria Antónia Almeida Santos referiu que o Governo já estabeleceu “um programa plurianual de investimentos de mais 190 milhões de euros em dois anos“.

“Ainda a somar a este esforço, até ao fim deste ano de 2019, estão previstos 550 milhões de euros para pagamentos em atraso. Saliento, ainda, o recrutamento de 8.400 profissionais de saúde em dois anos. Ora, se isto tudo é catastrófico, o que o dr. Rui Rio fala da gestão anterior do SNS?”, questionou novamente.

A porta-voz do PS defendeu que “os portugueses estão cada vez com mais acesso à saúde”, fazendo depois alusão aos números relativos a consultas e a cirurgias realizadas no SNS. “Acho que vamos no bom caminho da recuperação”, acrescentou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. E o Passos Coelho governou o país de mãos atadas porque o PS “Sócrates” arruinou as finanças do país, como a memória é tão curta!

    • Coitadinho… tinha mãos atadas para a saúde, educação, etc, etc; porque para desbaratar o património público enquanto esmifrava os portugueses, as mãos estavam bem livres!!

  2. A culpa é do Coelho, que diz qu é do Sócrates que diz qu é do Santana que diz que é do Barroso que diz que é do Guterres que diz que foi du Cavaco que diz que foi du Soares, e assim de seguida !……na realidade até pode ser da culpa do Oliveira. E o próximo virá com a mesma lenga-lenga………….Certo é que quem se ………. é o mexilhão !….Ámen !

    • Sim, mas nenhum desses tirou 1,2 mil milhões de euros ao SNS (enquanto vendia o país ao desbarato a interesses estrangeiros)!!
      E, no tempo do Oliveira só havia saúde pública para ele e “amigos”!…

        • Sim, compreendi!
          Mas achei ser necessário relembrar que o governo do “salvador” Passos cortou 1,2 mil milhões de euros ao SNS – opção inédita e impensável para qualquer português como o mínimo de bom senso e sentido de Estado!!

RESPONDER

Iniciativa Liberal quer retirar "carga ideológica" da Constituição

A Iniciativa Liberal vai apresentar um projeto de revisão constitucional com uma primeira parte dedicada a retirar "carga ideológica à Constituição", clarificando, por exemplo, que serviços públicos de saúde e educação podem ser prestados pelo …

Urgência do Hospital Santa Maria está a chegar ao limite

A urgência dedicada aos casos suspeitos de covid-19 do Hospital Santa Maria, em Lisboa, reflete a evolução da pandemia em Portugal com doentes a avolumarem-se à porta para realizar o teste e no interior a …

Novo Banco. BCP garante que não faz "favores a ninguém" ao emprestar dinheiro ao Fundo de Resolução

O presidente executivo do BCP, Miguel Maya, disse ontem que o banco não faz "favores a ninguém" ao entrar no empréstimo de 275 milhões de euros da banca ao Fundo de Resolução, que posteriormente financiará …

Máfia italiana "lavou" milhões de euros ganhos com fundos europeus na Madeira

Uma das mais violentas máfias de Itália, a Società Foggiana, utilizou a Madeira para branquear mais de 16 milhões de euros obtidos com um esquema de burla à União Europeia (UE). Em causa estão fundos comunitários …

Ajudas de custo para professores deslocados ficaram na gaveta (e não estão previstas no OE2021)

O Orçamento de Estado para 2020 (OE2020) previa um programa de ajudas de custo para professores deslocados como incentivo à fixação. No entanto, a medida não avançou. O Jornal de Notícias avança esta sexta-feira que a …

Biden ainda à frente, mas nada está perdido para Trump. A luta pelos "swing states" continua

O dia em que os norte-americanos vão saber quem é o próximo presidente dos EUA está muito próximo. Entres sondagens, parece fácil levantar a ponta do véu. No entanto, é importante não esquecer que não …

Nani entre os candidatos a melhor jogador da época na MLS

O internacional português, capitão dos Orlando City, está entre os 46 jogadores nomeados para o prémio de melhor da época na liga norte-americana de futebol (MLS), anunciou, esta quinta-feira, o organismo. A eleição decorre até 9 …

"Estranho, muito estranho". Ana Gomes comenta morte do marido de Isabel dos Santos e é criticada

O empresário congolês Sindika Dokolo, marido de Isabel dos Santos, morreu no Dubai, durante a prática de mergulho. Uma morte prematura aos 48 anos que leva Ana Gomes a comentar o assunto como "estranho", "muito …

Conselho Europeu. Vacinas distribuídas de forma justa e fronteiras não vão fechar

O presidente do Conselho Europeu garantiu, esta quinta-feira, no final de uma videoconferência entre os líderes da União Europeia, que os 27 estão "unidos" para enfrentar a "luta difícil" contra a segunda vaga da covid-19. "A …

Teletrabalho sim, confinamento não. O que vai sair do Conselho de Ministros de sábado

O Conselho de Ministro reúne no próximo sábado para discutir novas medidas para conter a propagação do novo coronavírus e em cima da mesa está o regresso ao teletrabalho e medidas de restrição à circulação. A …