PS vai aceitar preocupações de Marcelo sobre as novas regras de contratação pública

Eduardo Costa / Lusa

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

Um dia depois de o Presidente da República ter chumbado a proposta do PS de contratação pública para utilização de fundos europeus, o deputado do PS, Carlos Pereira, garante que o partido vai acolher os seus concelhos.

O PS, que quer alterar o Código dos Contratos Públicos de modo a simplificar os procedimentos e a agilizar a execução dos investimentos que têm financiamento comunitário, vai aceitar as sugestões de Marcelo Rebelo de Sousa, diz o Público desta segunda-feira.

O Chefe de Estado defende que haja um maior controlo do Tribunal de Contas e mais independência e transparência da nova comissão de acompanhamento e fiscalização.

Carlos Pereira, deputado socialista, assume que “o grupo parlamentar do PS fará um esforço no sentido de garantir que estas matérias sejam acomodadas no diploma”.

O vice-presidente da bancada socialista sublinha, em declarações ao Público, que “naturalmente, acompanhamos as preocupações do sr. Presidente da República na necessidade de simplificar a agilizar a contratação pública, sobretudo tendo em conta as questões relacionadas com os fundos europeus e a necessidade de acelerar o investimento público financiado pelos fundos europeus”.

O socialista considera “ser adequado fazer um esforço no sentido de integrar e acomodar as preocupações do sr. Presidente relativamente a aspetos que permitem que, tal como nós acreditamos, que é importante ter um reforço do escrutínio, mas também da transparência na utilização dos bens públicos”.

Jorge Salgueiro Mendes, que representa os sociais democratas que, por sua vez, se abstiveram na votação da proposta de lei do Governo, afirma que “muitas das melhorias” que foram introduzidas na proposta foi por iniciativa do seu partido, nomeadamente em matéria de transparência.

“Nós não defendíamos tantas alterações ao Código dos Contratos Públicos, nós defendíamos mais alterações em sede de período transitório, mas esse não foi o entendimento nem do PS nem do Governo”, afirma o vice-coordenador da Comissão Parlamentar de Economia, acrescentado que a abstenção do PSD se deve ao facto de o PS ter feito muitas alterações ao código, mais do que estava previsto”.

Em declarações ao jornal Público, Salgueiro Mendes revelou que, desde o princípio, que a principal preocupação do seu partido, “além da simplificação, da flexibilização que é necessário introduzir, independentemente de termos mais fundos europeus, foi aprovar um código mais flexível que permitisse uma contratação mais célere”.

O social democrata salientou ainda que a proposta do seu partido previa uma “comissão independente com vida própria, com funções próprias, mas o sr. Presidente quer maior clarificação nessa matéria, quer sobretudo que a Assembleia da República defina já a composição e as funções, e eu não vejo nenhum problema”, remata.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Costa, Von der Leyen na Cimeira Social no Porto

Von der Leyen dá luz verde ao Plano de Recuperação e Resiliência português. E "não é por acaso"

O primeiro-ministro, António Costa, e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciaram esta quarta-feira que o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) foi aprovado por Bruxelas.  A presidente da Comissão Europeia, Ursula von …

Kim Jong-un reconhece que país enfrenta "situação de tensão alimentar"

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, reconheceu que o país está a enfrentar uma "situação de tensão alimentar", informaram hoje os meios de comunicação oficiais. O país, cuja economia é alvo de múltiplas sanções internacionais impostas em …

Iniciativa Liberal apoia recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto

A Iniciativa Liberal vai apoiar a recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto nas próximas eleições autárquicas, considerando “inquestionável a mudança e o desenvolvimento” da cidade desde que o independente assumiu a presidência do …

Comissária europeia diz que variante Delta “diminui” proteção da vacina

A comissária europeia para a Saúde disse esta terça-feira que estão a surgir provas que demonstram que a variante Delta do coronavírus SARS-CoV-2 “diminui a força do escudo protetor” criado pelas vacinas, instando à aceleração …

DGS diz que demora de conclusões sobre eventos-piloto não é por erro técnico

A Direção-Geral da Saúde (DGS) rejeitou, esta terça-feira, que tenha havido erro técnico no tratamento de dados dos eventos-piloto da Cultura, ocorridos em abril e maio, mas admitiu que o processo está demorado. Numa declaração enviada …

Governo quer fazer alterações na duração de cargos de dirigentes

As mudanças que estão a ser preparadas passam por reduzir a duração dos cargos em substituição e, por outro lado, pelo ajustamento do período das comissões do serviço em função da avaliação. Segundo o Jornal de …

Responsável pelas manifestações em Lisboa é coordenador no Gabinete de Apoio à Presidência da CML

O responsável pelas manifestações na cidade de Lisboa é coordenador técnico no Gabinete de Apoio à Presidência da Câmara liderada por Fernando Medina. De acordo com o semanário Expresso, António Santos tem sido, nos últimos …

Sporting e Braga jogam Supertaça em Aveiro no dia 31 de julho

A Supertaça Cândido Oliveira, que vai ser disputada entre Sporting e Sporting de Braga, vai ser disputada em Aveiro, a 31 de julho, anunciou a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). "A decisão da Supertaça Cândido de …

Um quarto da população portuguesa já tem a vacinação completa

Em Portugal, 42% das pessoas já receberam a primeira dose de uma vacina contra a Covid-19 e 25% — cerca de um quarto da população — estão completamente vacinados. De acordo com o mais recente relatório …

Cardiologista do Tottenham admite ponto final na carreira de Eriksen

O cardiologista do Tottenham, Sanjay Sharma, admite um ponto final na carreira de Christian Eriksen, que caiu inanimado no jogo entre a Dinamarca e a Finlândia. O encontro entre Dinamarca e Finlândia, da primeira jornada do …