A próxima pandemia pode ser planeada por terroristas

Etienne Laurent / EPA

Os especialistas consideram que a covid-19 surgiu naturalmente em vez de ser criada em laboratório. Porém, de acordo com Vivek Wadhwa, da Universidade de Harvard, isso não significa que a próxima pandemia não envolverá um vírus mortal projetado por um adversário.

De acordo com um artigo publicado no Foreign Policy, Vivek Wadhwa, da Universidade de Harvard, acredita que a próxima pandemia pode ser criada por terroristas.

“Agora é tarde demais para impedir a disseminação global destes tecnologias – o génio está fora da garrafa”, escreveu Wadhwa. “Devemos tratar a pandemia de coronavírus como um ensaio geral do que está por vir – infelizmente, isso inclui não só os vírus que irrompem da natureza, mas também aqueles que serão deliberadamente desenvolvidos por humanos.”

Isto deve-se principalmente a uma revolução tecnológica na engenharia genética, segundo Wadhwa, que acredita que dará aos biohackers as ferramentas de que precisam para criar patógenos mortais. E não só dentro de um caro laboratório corporativo – mas de uma instalação simples e barata.

Os avanços no sequenciamento genético e edição de genes permitiram-nos criar e editar genes individuais, reorganizando-os à vontade, dando-nos o controlo sobre um processo que a natureza demorou milhares de anos a tratar.

Investigadores chineses até começaram a editar o genoma de embriões humanos, em alguns casos para torná-los resistentes à infeção pelo VIH. Apesar da reação internacional, o cientista chinês He Jiankui começou experiências com “bebés CRISPR”, cujos genomas foram editados antes do nascimento.

A tecnologia por trás da edição de genes tornou-se extremamente barata e relativamente simples. O ADN por correspondência permitiu até que os investigadores revivessem um parente extinto do vírus da varíola, como aponta Wadhwa.

Em maio de 2018, o Centro Johns Hopkins para Segurança Sanitária (CHS) testou um cenário fictício em que ex-políticos dos Estados Unidos foram solicitados a responder a tal situação, de acordo com a Vox. Os resultados não foram bons: 150 milhões de mortos mais de um ano depois.

“Se se está a tentar deliberadamente criar um patógeno mortal, que se espalha facilmente e que não temos medidas de saúde pública adequadas para mitigar, essa coisa que se cria está entre as coisas mais perigosas do planeta” disse Piers Millett , especialista em política científica e segurança internacional, ao Instituto Future of Life numa entrevista de 2018.

Estas novas investigações poderiam realmente levar a uma pandemia planeada por terroristas? Provavelmente ainda não, mas a tecnologia está sempre a melhorar e o potencial de danos é enorme.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

OMS alerta para crescimento "preocupante" de casos no mundo

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou esta sexta-feira para o continuo crescimento de casos de covid-19 no mundo, referindo que o número de novos casos confirmados por semana quase duplicou nos últimos …

Há falta de sedativos em hospitais brasileiros. Médicos intubam doentes "conscientes"

Estão a surgir vários relatos de profissionais de saúde brasileiros forçados a intubar pacientes sem o auxílio de sedativos. No Brasil, de acordo com a Associated Press, há profissionais de saúde a intubar pacientes sem recurso …

Governo acusado de financiar queima de resíduos recicláveis com 50 milhões de euros

A associação ambientalista Zero acusa o Ministério do Ambiente de utilizar 50 milhões de euros do Fundo Ambiental para financiar a queima de resíduos recicláveis em Lisboa e Porto, indo contra a nova legislação sobre …

Zimbabué. Sem nacionalidade reconhecida, milhares de pessoas lutam de forma desigual por educação e saúde

Centenas de milhares de pessoas no Zimbabué foram marginalizadas e forçadas a lutar de forma desigual pelo acesso à educação, saúde e habitação, porque não têm nacionalidade reconhecida pelo país, acusou um relatório da Amnistia …

Nova Entidade para a Transparência volta a derrapar. Só arranca em 2023

A nova Entidade para a Transparência, o organismo para fiscalizar políticos e altos cargos públicos aprovado em 2019, só deverá arrancar em 2023. A previsão foi avançada por João Caupers, presidente do Tribunal Constitucional (TC), numa …

Bicicleta de Taremi vence prémio de Golo da Semana da Champions

O golo do avançado iraniano, marcado nos instantes finais do jogo contra o Chelsea, que ditou a eliminação do FC Porto da Liga dos Campeões, foi eleito o "Golo da Semana" na prova. "Este chuto espetacular …

Governo levanta suspensão de voos essenciais de e para Brasil e Reino Unido

O Governo levantou, esta sexta-feira, a suspensão de voos com origem ou destino no Brasil e Reino Unido, mas apenas para viagens essenciais.  Os voos com origem ou destino no Brasil e Reino Unido vão …

A Liga dos Campeões vai mudar: mais equipas e um formato inédito

O comité de competições da UEFA reuniu-se esta sexta-feira para aprovar o novo modelo da Liga dos Campeões. O novo formato vai vigorar entre 2024 e 2027. Embora ainda não tenham sido avançadas informações oficiais, o …

Depois do Sofagate, agora é von der Leyen quem está a ser acusada de quebrar o protocolo

Diplomatas da União Europeia dizem que a presidente da Comissão Europeia quebrou o protocolo, uma vez que foi o seu chefe de gabinete que respondeu ao convite da Ucrânia para que marcasse presença na cerimónia …

Há uma "possibilidade real" de trocar capitalismo pelo socialismo no século XXI, diz PCP

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, assinalou na quinta-feira os 150 anos da Comuna de Paris com um discurso de fidelidade ao ideal comunista e definiu a "substituição do capitalismo pelo socialismo" como uma …