Relatório aponta “provas esmagadoras” da conduta inapropriada de Trump

Michael Reynolds / EPA

O relatório divulgado esta terça-feira mostra que Donald Trump tentou usar a Ucrânia para interferir nas eleições presidenciais de 2020, de forma a “favorecer a sua campanha de reeleição”.

A Comissão das Informações da Câmara dos Representantes divulgou na terça-feira os argumentos de um possível julgamento político contra o presidente norte-americano, acusado de ter colocado os seus “interesses pessoais e políticos” à frente dos do país.

Ao longo de 300 páginas é relatado como Donald Trump condicionou alegadamente a entrega da ajuda militar à Ucrânia à abertura de uma investigação por parte de Kiev ao ex-vice-presidente democrata Joe Biden e ao seu filho Hunter, por presumível corrupção no país europeu, o que iria beneficiar a campanha eleitoral do inquilino da Casa Branca e desembocou na atual investigação do Congresso a Trump.

Em resultado da investigação dos congressistas, os democratas da Câmara de Representantes consideram que Trump abusou do poder, obstruiu as investigações do Congresso e comprometeu a segurança nacional, pelo que consideram que, tudo junto, há motivos suficientes para a sua destituição.

O documento vai servir de base à Comissão Judicial da Câmara dos Representantes, que vai agora redigir os designados “artigos de juízo político”, isto é, as acusações contra o presidente dos EUA, caso venha a ser aberto o processo de destituição. As principais conclusões do documento apontam, entre outras, para abuso de poder, obstrução inédita e para comprometer a segurança dos EUA.

Assim, o texto recordou o telefonema entre Trump e o presidente ucraniano, Vladimir Zelenski, em que aquele lhe pediu “um favor”, e denunciou que o multimilionário republicano procurou interferir no resultado das próximas eleições.

“Durante um telefonema em 25 de julho, o presidente Trump pediu ao presidente Zelenski, da Ucrânia, que lhe ‘fizesse um favor’ e investigasse Joe Biden”, sublinhou a comissão.

Outra acusação a Trump foi a de fazer uma “obstrução sem precedentes”, considerando a comissão que este foi mesmo “o primeiro e único presidente na história dos EUA que desafia indiscriminada e abertamente todos os aspetos do processo constitucional de destituição ao ordenar a todas as agências federais e funcionários, de maneira categórica, que não cumpram as intimações”.

Os democratas consideraram que esta “falta de cooperação sem precedentes” pode ser vir como “fundamento” da proposta de destituição de Trump. Comprometer a segurança dos EUA é outra acusação feita a Trump, uma vez que este usou os poderes do seu cargo para solicitar a interferência estrangeira nas eleições de 2020.

Acresce, salientaram os democratas, que a Ucrânia, para Trump, pouco ou nada importava, baseando-se nas declarações prestadas no Congresso pelo embaixador dos EUA na União Europeia, Gordon Sondland.

“Pelo contrário”, destacou-se no documento, a Trump só lhe importavam as “coisas importantes” que o beneficiavam pessoalmente, como “a investigação a Biden”.

No documento, particularizou-se ainda que, “em 11 de setembro, o presidente Trump levantou o bloqueio da assistência militar à Ucrânia, depois de a Casa Branca considerar que a sua conspiração tinha sido exposta”.

Os democratas argumentaram que Trump só desbloqueou a ajuda militar à Ucrânia quando os meios de comunicação e vários congressistas começaram a denunciar a existência de um ‘quid pro quo’, expressão que designa troca de favores, nas atitudes de Trump em relação a Kiev.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Os Democratas sentem-se perdidos, sem argumentos para derrotar Trump. Recorreram a este único artifício para tentar obter uma vitória eleitoral. Mas segundo as sondagens não terão sucesso e parece mesmo que a caça se virará contra o caçador.

  2. Para quem viu na totalidade o ‘espetáculo’ montado por Adam Shiff não existem provas, mas sim relatos de alguém que ouviu alguém – isso existiu em larga extensão.

    Em cada intervenção de Jim Jordan, não existiram provas que substanciem as acusações.

    Criar provar com base em alguém que ouviu alguém é insubstanciado, e não passível de confirmação.

    Em relação à retenção: já verificaram quem é que decidiu a mesma?

    Estou curioso sobre os próximos passos, bastante mesmo.

    E a ‘telenovela’ continua!

  3. Ainda que não seja, de forma alguma, apoiante do Trump(a), considero esta oposição feroz feita pelos media, nomeadamente pela CNN, e que se manifesta em cada situação em que o ‘flanco’ do Trump fica exposto, uma autentica vergonha e uma demonstração de pressão de grupos de interesses muito pior do que o pior que o Trump possa fazer.
    Essa sim é uma atitude de traição e que compromete a segurança nacional dos Estados Unidos.
    Mas que conversa é essa do “Quid pro quo”?
    Estão a brincar connosco aos hipócritas ou o quê?
    Então isso não é do conhecimento de todos (consciente ou inconscientemente; Informada ou desinformadamente) que este tipo de favores é prática comum em tudo o que é política internacional?
    O que é que o Trump está a fazer que é diferente daquilo que sempre têm feito aqueles que estão em posição de poder sobre os que ‘têm que baixar a bola’?
    O que é que ele faz de diferente dos 10 presidentes que o precederam?
    Ahh,..não o faz alinhado com os interesses de uma certa elite nos EU. É isso não é? É aliás essa a diferença de atitude que a CNN (e outros) tem em comparação com os presidentes anteriores.
    O Trump não é alinhado com as políticas de longo prazo dos que têm certos interesses e certos objectivos, e que sempre tiveram acesso e influência na política externa dos EU.
    O Trump faz tudo à sua maneira e isso está a incomodar muita gente. (até a mim incomoda. Mas eu não tenho um ‘império mediático’ para lhe atirar acima)
    No que respeita a ‘torcer braços’ e tomar atitudes pragmáticas, o Trump não é, em nada, diferente dos que o antecederam. (que também usaram a sua posição para avançar os seus interesses ou os dos seus ‘amigos’).
    O que o Trump não tem é,….amigos.
    E,…compreende-se…

RESPONDER

Primo de Sócrates garante que o dinheiro que tinha nas contas era seu

José Paulo Pinto de Sousa, primo de José Sócrates e arguido na Operação Marquês, afirmou ao juiz que era dono do dinheiro que o Ministério Público diz pertencer ao antigo primeiro-ministro, segundo fonte ligada ao …

Telemóvel de Jeff Bezos terá sido hackeado por príncipe herdeiro saudita

O telemóvel do dono da Amazon Jeff Bezos terá sido hackeado pelo príncipe da coroa saudita Mohammed bin Salman em maio de 2018, revela uma investigação do The Guardian. O multimilionário norte-americano Jeff Bezos, CEO da …

"Muu". O mugido de uma vaca pode revelar como se sente

https://vimeo.com/386240607 Ao ouvido humano, os mugidos parecem indistintos. No entanto, um estudo recente revelou que cada vaca tem a sua própria voz - e esta persiste em inúmeras situações. De acordo com um estudo recente, levado a …

Aeroporto do Montijo avança com luz verde da Agência Portuguesa do Ambiente

O projeto do novo aeroporto no Montijo, na margem sul do Tejo, recebeu esta terça-feira uma decisão favorável condicionada em sede de Declaração de Impacte Ambiental (DIA), anunciou a Agência Portuguesa do Ambiente (APA). Em comunicado, …

Vírus da China faz nona vítima mortal. Já há casos em Macau e nos Estados Unidos

O número de mortes causadas por um novo tipo de pneumonia na China subiu esta quarta-feira para nove, com a morte de mais três pacientes, enquanto o número total de infetados é já superior a …

A cura para todos os tipos de cancro pode estar no nosso sistema imunitário

Em laboratório, uma equipa de cientistas da Universidade de Cardiff, no Reino Unido, conseguiu usar células do nosso próprio corpo para matar células cancerígenas. O nosso sistema imunitário é a defesa natural do nosso organismo contra …

Foi um asteróide (e nada mais do que um asteróide) que dizimou os dinossauros

Uma equipa internacional de cientistas acaba de reafirmar que foi um asteróide - e nada mais do que este corpo rochoso - que dizimou os dinossauros da face da Terra há cerca de 66 milhões …

Descoberta classe de objetos bizarros perto do enorme buraco negro da Via Láctea

Astrónomos da Iniciativa Órbitas do Centro Galáctico da UCLA (Universidade da Califórnia) descobriram uma nova classe de objetos bizarros no centro da Via Láctea, não muito longe do buraco negro supermassivo chamado Sagitário A*. "Estes objetos …

David Lynch lança curta-metragem no Netflix em dia de aniversário

O realizador norte-americano lançou no Netflix, esta segunda-feira, uma curta-metragem de 17 minutos. David Lynch lançou, esta segunda-feira, no dia do seu 74.º aniversário, uma curta-metragem de 17 minutos no Netflix, escreve o jornal Público. "What Did …

Dois homens confessam ter roubado (e depois devolvido) quadro de Klimt

A dupla de assaltantes disse que tinha roubado a pintura, em fevereiro de 1997, e que a devolveu "como um presente para a cidade". Dois homens confessaram ter roubado, e logo depois devolvido, a pintura de …